PDA

Ver Versão Completa : Lula teve maioria de votos em cidades com menor escolaridade



bombacha
12/10/2006, 18:32
Lula teve maioria de votos em cidades com menor escolaridade

O cruzamento de dados do primeiro turno das eleições presidenciais com índices técnico-culturais revela que, entre os 100 municípios com menor taxa de alfabetismo e os 105 com menor taxa de escolaridade, o candidato à reeleição Luiz Inácio Lula da Silva (PT) obteve a maioria dos votos, ou seja, cerca de 67% dos votos válidos nos dois grupos, cada um deles com uma média de 350 mil eleitores que votaram em Lula. Já nos 101 municípios com maiores índices de alfabetismo e escolaridade, a votação no petista e em Geraldo Alckmin (PSDB) tendeu ao equilíbrio percentual, com vantagem para o candidato tucano.

Nos 101 municípios com maiores índices de alfabetismo, Lula recebeu 37,14% dos votos (2,8 milhões), e Alckmin, 42,56% (3,2 milhões). De forma semelhante, nos 101 municípios com maiores índices de escolaridade, o candidato à reeleição obteve 41,93% dos votos válidos (13,2 mil), e o ex-governador de São Paulo, 43,78% dos votos válidos (13,7 mil).
Os números foram calculados a partir do banco de dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Atlas da Exclusão Social, levantamento publicado pela Cortez Editora, sob a coordenação dos economistas Márcio Pochmann e Ricardo Amorim, com o objetivo de compreender o fenômeno da exclusão social no país.

De acordo com eles, o índice de alfabetismo reflete o número de habitantes com mais de cinco anos alfabetizados em cada município. Já o índice de escolaridade sintetiza os anos de estudos dos chefes das famílias de cada município. Confira a lista de cinco cidades com maiores e menores índices de alfabetismo e escolaridade:

Menores índices de alfabetismo

Santa Rosa (AC)
Jordão (AC)
Itamarati (AM)
Guaribas (PI)
Caraubas do Piauí (PI)

Maiores índices de alfabetismo

Lagoa dos Três Cantos (RS)
São João do Oeste (SC)
Águas de São Pedro (SP)
Colinas (RS)
Pomerode (SC)

Menores índices de escolaridade

Guaribas (PI)
Novo Santo Antônio (PI)
Massapé do Piauí (PI)
Poço Dantas (PB)
Casserengue (PB)

Melhores índices de escolaridade

Niterói (RJ)
Florianópolis (SC)
Porto Alegre (RS)
Vitória (ES)
Santos (SP)

Agência Brasil

http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006/interna/0,,OI1188213-EI6652,00.html

Mais essa:

Alckmin venceu nas áreas com maior desenvolvimento humano; Lula, nas de menor
http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006/interna/0,,OI1188143-EI6652,00.html

Harpia
12/10/2006, 19:31
Em compensação Lula ganhou aonde teve queda do número de desempregados e perdeu aonde o desemprego avançou.

Este texto só prova que os mais necessitados tem mais do que motivo para votar no Lula, apenas isto.

Ou será que o texto quer dizer que eleitor do Lula é imbecil e eleitor do Shushu é inteligente, pois se for isto é de profundo, péssimo e grandioso mau gosto.

bombacha
12/10/2006, 19:54
Mostra que onde há baixo índice de escolaridade, analfabetismo e menor desenvolvimento humano, Lula ganha. Por regra, essas pessoas são facilmente manipuláveis e na escolha do seu voto não levam em conta, por exemplo, se o seu candidato é corrupto ou se ele está tentanto corromper as instituições políticas do país, até porque a maioria nem tem noção do quanto grave isso é.
O Lula que se elegeu pelo voto da mudança e da esperança hoje se arvora no que há de mais atrasado no país.
E não há, como muitos querem sugerir, preconceito nessa afirmação, porque inteligência e inteligência política são coisas bem distintas. Imbecilidade também.

WhiteFish
12/10/2006, 20:55
Lula se elegeu como uma alternativa de mudança, as pessoas aspiravam o chamado Estado Social (economia+sociedade)

As vezes o que desejamos não é o mesmo que a maioria. A nossa Constituição Federal é assistencialista. O assistencialismo em si não é ruim, pode ser uma medida temporária para reduzir o desnivel social, político, econômico.

Alfabetização não é a mesma coisa que cultura.

Alckimin: ele ganhou nos Estados em que massificou a campanha. Durante toda campanha foi apenas uma vez a AL e a Bahia por exemplo. Em muitos estados ele é um candidato virtual, já que fez pouca campanha e não é conhecido. As pessoas que votaram nele nem sabiam em quem estava votando. Tenho amigos de alguns estados que vieram pergunta ro que eu acho do Alckimin, são pessoas de alto nível cultural que não foram atingidas pela campanha.

Já o Lula, querendo ou não implantou programas de acesso universal, principalmente para as pessoas de baixa renda. Onde havia um vácuo, hj existe matéria, assistencialismo, distribuição de dinheiro, mesmo que com intuitos eleitoreiros. Para estas pessoas não importa economia, corrupção, política, pois se sentiram incluidas e lembradas. Esse é o forte apelo emocional e material.

As vezes é cômodo falar que o assistencialismo é maléfico. Concordo em termos. A realidade é crua, brasileiros realmente passam fome, não é ficção. Para eles a fome é o assunto mais urgente do que metafísicas econômicas. Primeiro precisam sobreviver para pensar no resto. Há evidentemente os oportunistas.

Muitas vezes tomamos os EUA como modelo de economia. Mas são eles modelo de sociedade? Que modelo a população deseja? Qual é o que vc deseja?

Na maioria dos países da Europa ocidental e no Canadá temos o Estado Social: conjugação entre capitalismo e estado comprometido com o bem estar da sociedade. Na maioria desses paises há programas assistencialistas ao extremo. No Canadá o governo Federal, das Provincias e o das Cidades disputam excelência em serviços públicos de qualidade. Na Itália, França, Inglaterra o mesmo. Respeita-se a livre iniciativa privada, mas temos o welfare state.

Até agora só vi justificativas para o resultado da votação. Não vi programas de governo do PT e nem do PSDB que sejam realistas. O Alckimin nem sabe o que está acontecendo, fica falando em termoelétricas e nem estudou para ver que 6 das termo-elétricas propostas por ele foram embargadas pois o processo de produção de energia causa danos profundos e irreversiveis ao meio ambiente. O Lula tb não sabe de nada, fica divagando em números decorados.

Harpia
12/10/2006, 22:45
Pois é, garanto que muitos aqui nem sequer discutiriam isto se morassem na linha da pobreza, é muito fácil falar de barriga cheia.

O Lula ganha votos é por que o povo é manipulável, o Chuchu ganha votos é por que ele é fantástico. Realmente após isto tenho que concordar com a a frase dita abaixo: "E não há, como muitos querem sugerir, preconceito nessa afirmação, porque inteligência e inteligência política são coisas bem distintas. Imbecilidade também."

E mais uma vez o White está certo, programa que é bom nada, só um gritando para o outro.

Dirceu
13/10/2006, 02:36
serio eu nao sei como alguem se da o trabalho de defender o lula...o cara eh a coisa mais cara de pau do mundo! por no censo que flanelinha eh emprego...entao nao ha duvida de que o desemprego diminuiu com esse tipo de manipulacao das estatisticas....

bombacha
13/10/2006, 09:32
Pois é, garanto que muitos aqui nem sequer discutiriam isto se morassem na linha da pobreza, é muito fácil falar de barriga cheia.
Ah, quer dizer agora que, só porque eu não sou um miserável e pobre, eu não tenho competência para opinar? Agora precisa ser um ignorante político pra falar de política?
Se eu fosse pobre, ignorante, sem estudo e vivesse na linha de pobreza, eu nunca discutiria coisas como instituição política, democracia, ética, moral, investimento, dívida pública, projeto de nação, etc.
Isso não quer dizer, no entanto, que esses assuntos sejam inúteis e irrelevantes. Pelo contrário, deveriam ser o primeiro diretivo de ação para o voto.
E se realmente o fossem, poucos votariam no Lula.

WhiteFish
13/10/2006, 10:53
serio eu nao sei como alguem se da o trabalho de defender o lula...o cara eh a coisa mais cara de pau do mundo! por no censo que flanelinha eh emprego...entao nao ha duvida de que o desemprego diminuiu com esse tipo de manipulacao das estatisticas....

Eu pelo menos não defendi o Lula. Pessoalmente ele não me agrada. Só tentei passar um pouco do que as pessoas mais pobres e de Estados mais distantes de SP acham do Alckimin e do Lula e como as medidas populistas influenciam num pleito, assim como o planejamento adequado de uma campanha.

Na Alemanha temos prostituta, varredor autônomo de rua (ele tem um certificado, varre a rua e depois cobra) e outras profissões nada comuns. Mas acho que isso não é o mérito da questão.

O mérito são as propostas, até agora os dois só contaram estórias de Chapeuzinho Vermelho, Três Porquinhos, Pinóquio (principalmente), trocaram acusações. Alías esta camapanha presidencial esta sendo pior do que a pra governador. Aqui em SP o Mercadante, Quércia e o Serra mostraram propostas, o que pretendiam fazer, como fazer. Para os presidenciaveis as propostas são genéricas em meio a troca de acusações: vou reduzir impostos (como?), vou erradicar a miséria (como?), vou produzir milhões de KW (como?), vou criar milhões de empregos (como?), etc...

Eu tb não postarei mais nada sobre política por aqui. Esta foi a última participação. Política exige menos preparação acadêmica e mais reflexão conjuntural da realidade. Não existe verdade quando as realidades são diversas e até antagônicas, o mesmo se pode falar das aspirações coletivas e individuais.

Dirceu
13/10/2006, 11:37
eu nao tava falando de ti whitefish...tava falando do MST e etc...

saullopcb
13/10/2006, 17:53
Eu pelo menos não defendi o Lula. Pessoalmente ele não me agrada. Só tentei passar um pouco do que as pessoas mais pobres e de Estados mais distantes de SP acham do Alckimin e do Lula e como as medidas populistas influenciam num pleito, assim como o planejamento adequado de uma campanha.

Na Alemanha temos prostituta, varredor autônomo de rua (ele tem um certificado, varre a rua e depois cobra) e outras profissões nada comuns. Mas acho que isso não é o mérito da questão.

O mérito são as propostas, até agora os dois só contaram estórias de Chapeuzinho Vermelho, Três Porquinhos, Pinóquio (principalmente), trocaram acusações. Alías esta camapanha presidencial esta sendo pior do que a pra governador. Aqui em SP o Mercadante, Quércia e o Serra mostraram propostas, o que pretendiam fazer, como fazer. Para os presidenciaveis as propostas são genéricas em meio a troca de acusações: vou reduzir impostos (como?), vou erradicar a miséria (como?), vou produzir milhões de KW (como?), vou criar milhões de empregos (como?), etc...

Eu tb não postarei mais nada sobre política por aqui. Esta foi a última participação. Política exige menos preparação acadêmica e mais reflexão conjuntural da realidade. Não existe verdade quando as realidades são diversas e até antagônicas, o mesmo se pode falar das aspirações coletivas e individuais.

ja havia tomado essa decisao.... bem vindo ao grupo !!!!

bombacha
13/10/2006, 18:35
O mérito são as propostas, até agora os dois só contaram estórias de Chapeuzinho Vermelho, Três Porquinhos, Pinóquio (principalmente), trocaram acusações. Alías esta camapanha presidencial esta sendo pior do que a pra governador. Aqui em SP o Mercadante, Quércia e o Serra mostraram propostas, o que pretendiam fazer, como fazer. Para os presidenciaveis as propostas são genéricas em meio a troca de acusações: vou reduzir impostos (como?), vou erradicar a miséria (como?), vou produzir milhões de KW (como?), vou criar milhões de empregos (como?), etc...

Eu tb não postarei mais nada sobre política por aqui. Esta foi a última participação. Política exige menos preparação acadêmica e mais reflexão conjuntural da realidade. Não existe verdade quando as realidades são diversas e até antagônicas, o mesmo se pode falar das aspirações coletivas e individuais.

O tópico é sobre o perfil dos eleitores do Lula, criado a partir de dois textos do Terra. O tema já é extenso o bastante e você ainda quer, no mesmo tópico, discutir as propostas dos candidatos e de outros tantos temas tão ou até mais extensos.

Agora, com o tópico desvirtuado, vem com o "não vou postar mais nada sobre política"; francamente, se é para fazer isso, então nem começa a discutir.

WhiteFish
13/10/2006, 19:01
O tópico é sobre o perfil dos eleitores do Lula, criado a partir de dois textos do Terra. O tema já é extenso o bastante e você ainda quer, no mesmo tópico, discutir as propostas dos candidatos e de outros tantos temas tão ou até mais extensos.

Agora, com o tópico desvirtuado, vem com o "não vou postar mais nada sobre política"; francamente, se é para fazer isso, então nem começa a discutir.

Bombacha, creio que sempre usei do respeito com vc e não admito outra postura sua. Eu só avisei que estou encerrando minha participação já que a coisa não está sendo mais saudavel aqui no BFC (vide a sua resposta para mim). Critiquei o perfil das campanhas que consequentemente atigem um público alvo, são conexos ao seu tópico. Simples. Entenda como quiser. Não citei ninguem e não critiquei ninguém daqui pelas opiniões e idéias. Boa sorte na militância.

Harpia
13/10/2006, 20:55
Ah, quer dizer agora que, só porque eu não sou um miserável e pobre, eu não tenho competência para opinar? Agora precisa ser um ignorante político pra falar de política?
Se eu fosse pobre, ignorante, sem estudo e vivesse na linha de pobreza, eu nunca discutiria coisas como instituição política, democracia, ética, moral, investimento, dívida pública, projeto de nação, etc.
Isso não quer dizer, no entanto, que esses assuntos sejam inúteis e irrelevantes. Pelo contrário, deveriam ser o primeiro diretivo de ação para o voto.
E se realmente o fossem, poucos votariam no Lula.

Não foi isso que disse, o que falei é que realidades diferentes levam a pensamentos diferentes.

Para milhões de brasileiros o governo Lula foi excelente, pessoas que nada tinham agora tem algo, e isto pesa na hora da escolha.

O que acho que você e outros que defendem o PSDB incondicionalmente não entenderam até agora é que estes milhões vêem a situação por outro ângulo, cabe a nós participantes da minoria brasileira, que tem acesso a estudo, informação, etc... entendermos isto.

E também cabe a nós, como disse o Nigo, ensinarmos a pescar e não dar o peixe, só que ensinar a pescar é mostrar os dois lados da moeda e deixar que eles decidam, e não tentarmos decidir por eles. Ensinar a pescar é bem mais difícil que se possa crer, pois após ensinarmos podemos ter uma pesoa que tenha pensamentos opostos aos nosso, e nem sempre isto é fácil de aceitar.

Continuemos a ensiná-los, mas sempre deixando que eles tomem a decisão, mesmo que eu ou você a achem errada, mas sobre aquele ponto de vista, sobre aquela ótica, naquele momento, o opção tomada por eles pode ser a melhor para eles, e não necessariamente melhor para nós.

Somente para terminar, o Shushu tem a maioria dos votos nas áreas mais instruídas, e o Lula a maioria nas áreas mais carentes, por que será ? Talvez pelo fato das realidades serem bem diferentes, o que nós aflige, o que nos preocupa é bem diferente do que espera uma pessoa que reside em uma favela, ela não quer saber o valor da selic, não quer saber do perfil da dívida externa, ela quer saber de colocar comida no prato, de levar o filho para a escola, de conseguir vaga num hospital pública, de conseguir pagar a conta de luz no fim do mês. O que gastamos numa placa de vídeo é uma fortuna para a maior parte dos brasileiros. E não vejo nenhum dos dois candidatos demonstrando nenhum plano para solucionar isto, não vejo nada além de brigas entre dois partidos que já se mostraram corruptos e corruptíveis, que apenas querem assegurar uma boca maior na carniça chamada Brasil.

P.S.: Em momento nenhum Bombacha, quiz lhe atacar pessoalmente ou lhe agredi, se assim pareceu, me desculpe, nunca tive esta intenção. Nossas diferenças estão apenas no campo de pensamentos, nada mais, e quem sabe um dia não possamos discutir regados a uma Cervejinha ou a um Caminhador ;)

bombacha
14/10/2006, 00:37
Bombacha, creio que sempre usei do respeito com vc e não admito outra postura sua. Eu só avisei que estou encerrando minha participação já que a coisa não está sendo mais saudavel aqui no BFC (vide a sua resposta para mim). Critiquei o perfil das campanhas que consequentemente atigem um público alvo, são conexos ao seu tópico. Simples. Entenda como quiser. Não citei ninguem e não critiquei ninguém daqui pelas opiniões e idéias. Boa sorte na militância.

Todos os temas são conexos e sempre serão, mas para discutir, é necessário separar temas a fazer a distinção deles; não que isso seja uma regra obrigatória, mas é a única forma de manter uma discussão saudável e, claro, respeitosa. Assim como você não gostou do que eu falei, eu também não gostei da desvirtuação do tópico com post falando de outros temas.

bombacha
14/10/2006, 01:53
O que acho que você e outros que defendem o PSDB incondicionalmente não entenderam até agora é que estes milhões vêem a situação por outro ângulo, cabe a nós participantes da minoria brasileira, que tem acesso a estudo, informação, etc... entendermos isto.
Essa é a questão: eu sei que milhões de pessoas vêem a questão por outro ângulo. O que eu falo é que, independente do ângulo analisado, as pessoas não usam os critérios mais corretos para nortear seu voto. E essa falta de critério leva, por exemplo, as pessoas adorarem o Lula por um programa social e desprezar todo o contexto político pelo qual passa seu governo.
A maioria não faz isso por má-fé e sim ignorância política; não sabe, não entende nem nunca teve instrução para tal. Não têm instrução nem conhecimento político para discernir aquele benefício temporário, apenas eleitoreiro, daquele benefício de longo prazo, que representa o início de algo maior e melhor, feita para a pessoa não depender, no futuro, desses mesmos benefícios eleitoreiros, por exemplo.
E a falta de discernimento político das pessoas beneficia diretamente o Lula; e é por isso que, independente de ver a situação por outro ângulo, independente de ver qual a prioridade dos pobres, Lula está se beneficiando e muito do que há de mais atrasado no país, salvo exceções pontuais.
Já o Alckmin é diferente, porque o PSDB, embora não seja perfeito, tem propostas muito melhores. Já o PT simplesmente não tem propostas e sim um projeto de poder, de forma que discutir projetos de PT x PSDB vira uma comparação de coisas totalmente distintas.
P.S. E longe de mim interpretar o "barriga cheia" como agressão! Pelo contrário, é pertinente a afirmação e leva a discussão para um lado bom e produtivo, sobre visões diferentes do eleitor, motivos, prioridades, etc.

Sauron
14/10/2006, 22:01
O PSDB que tome isto como lição...

Tivesse ele aumentado o nível REAL de escolaridade e cultura da população brasileira nos 8 anos que esteve à frente desta nação, e hoje estaria colhendo melhores frutos na urna. Se queixar agora de que os ignorantes votam em massa no Lula, é tapar o sol com a peneira, pois tempo (8 anos) e dinheiro (das privatizações) foi o que não faltou pra isto...

Niguém se lembra agora de quanto jorrou dos cofres públicos para socorrer os banqueiros, né?

Ou do sucateamento que FHC promoveu nas faculdades que ficaram à mingua, com professor universitário com o prato na mão...

É o que diz aquele velho deitado: quem semeia ventos, colhe tempestade...

nigo
17/10/2006, 10:25
Se queixar agora de que os ignorantes votam em massa no Lula...



o brasil ta parecendo cada vez mais aqueles paises da america latina, onde existe um partido populista/assistencialista que predomina nas areas pobres e os de direita/da midia/golpistas/elite que predomina nas areas ricas...


GG lula

Sauron
17/10/2006, 11:13
o brasil ta parecendo cada vez mais aqueles paises da america latina, onde existe um partido populista/assistencialista que predomina nas areas pobres e os de direita/da midia/golpistas/elite que predomina nas areas ricas...


GG lula
Como eu disse acima, perdeu bela chance o FHC de mover essa tendência em outra direção...

nigo
17/10/2006, 11:22
entao GG lula, GG FHC, GG sarney...GG portugueses exploradores de ouro

CapBlah
17/10/2006, 13:00
único pitaco sobre o assunto é:

- Vota no Lula quem é ignorante, sem escolaridade, desdentado, blablabla...

Agora as perguntas são:

- 100% dos inclusos nessa lista votam no Lula ? Nenhum no Alckmin ?
- Então ignorantes são os que votam no Lula ? Ou os que votam no Alckmin tb poderiam ser considerados ignorantes ? Ou então em "uma forma mais poética" eles são "ignorantes que possuem salvação"... Isso me lembra aquela antiga e ridícula frase "preto de alma branca"....
- Se vc tem o direito de acertar por que possui um ponto de vista de quem tem dinheiro, isso invalida quem não tem ? Que eu me lembre uma das máximas da democracia diz "1 homem 1 voto", para mostrar que o classificação étnica, cultura, social, religiosa não será um limitador ou um invalidador de capacidade de participação.


Me desculpem, mas vcs confundem estatística com desculpa para as frustrações pessoais de cada um. Buscam em uma estatística que 10% da população votou na outra opção que não a sua e por isso eles são a escória do eleitorado brasileiro... Que nem deveriam ter poder de decisão política, pois "eles não tem nem merda no ** pra cagar, vão querer discutir política ?"

Sinceramente, o eleitorado alckmista está conseguindo se aproximar de algo facista a cada defesa discriminatória de seus pontos de vista...

Se vcs não tem algo mais relevante pra falar, vamos mudar o assunto pra "Alckmin é melhor por que ele é careca, mas pelo menos não é barbudo", que me parece fazer tanto sentido quanto o discutido aqui.

João_Canabrava
17/10/2006, 13:20
único pitaco sobre o assunto é:

- Vota no Lula quem é ignorante, sem escolaridade, desdentado, blablabla...

Agora as perguntas são:

- 100% dos inclusos nessa lista votam no Lula ? Nenhum no Alckmin ?
- Então ignorantes são os que votam no Lula ? Ou os que votam no Alckmin tb poderiam ser considerados ignorantes ? Ou então em "uma forma mais poética" eles são "ignorantes que possuem salvação"... Isso me lembra aquela antiga e ridícula frase "preto de alma branca"....
- Se vc tem o direito de acertar por que possui um ponto de vista de quem tem dinheiro, isso invalida quem não tem ? Que eu me lembre uma das máximas da democracia diz "1 homem 1 voto", para mostrar que o classificação étnica, cultura, social, religiosa não será um limitador ou um invalidador de capacidade de participação.


Me desculpem, mas vcs confundem estatística com desculpa para as frustrações pessoais de cada um. Buscam em uma estatística que 10% da população votou na outra opção que não a sua e por isso eles são a escória do eleitorado brasileiro... Que nem deveriam ter poder de decisão política, pois "eles não tem nem merda no ** pra cagar, vão querer discutir política ?"

Sinceramente, o eleitorado alckmista está conseguindo se aproximar de algo facista a cada defesa discriminatória de seus pontos de vista...

Se vcs não tem algo mais relevante pra falar, vamos mudar o assunto pra "Alckmin é melhor por que ele é careca, mas pelo menos não é barbudo", que me parece fazer tanto sentido quanto o discutido aqui.


isso mesmo. Ambos os lados estão tentando "rotular" os eleitores. Acho que isso é o que há de pior.

Começar a rotular que pobre vota em A, rico vota em B.
Que o candidato A é candidato dos pobres e B é só dos ricos.

Ambas as partes fazem isso como medida eleitorera, paga ganhar votos.

nigo
17/10/2006, 14:01
tem sentido blah, tem sentido....


alias blah, vc deveria ser o presidente do brasil, ja tentou se filiar a algum partido? ahhaah

SmoKe®
17/10/2006, 15:05
Ele só quis uma vez, junto com dois coleguinhas conquistar o mundo e matar o Superman!...hahaha

nigo
17/10/2006, 15:19
ahhahahahaa


e soltava uns gemidos e tal hahaha :lol:

CapBlah
17/10/2006, 17:25
gemidos =/= grunhidos

gemidos foi ****... hueuheuheuhe


Clemência !!! Clemência !!! Clemência !!! (Isso ficou na minha cabeça por que o Zorg ficou gritando isso por décadas sem parar enquanto eu dava uns pegas na tiazinha da xana de aço)

bombacha
17/10/2006, 17:47
100% dos inclusos nessa lista votam no Lula ? Nenhum no Alckmin ?

- Então ignorantes são os que votam no Lula ? Ou os que votam no Alckmin tb poderiam ser considerados ignorantes ? Ou então em "uma forma mais poética" eles são "ignorantes que possuem salvação"... Isso me lembra aquela antiga e ridícula frase "preto de alma branca"....
- Se vc tem o direito de acertar por que possui um ponto de vista de quem tem dinheiro, isso invalida quem não tem ? Que eu me lembre uma das máximas da democracia diz "1 homem 1 voto", para mostrar que o classificação étnica, cultura, social, religiosa não será um limitador ou um invalidador de capacidade de participação.

Existem muitos ignorantes POLÍTICOS votando no Alckmin; ninguém nega isso. Acontece que a base de votos de Alckmin não esta calcada só na ignorância das pessoas, ao contrário do Lula, que se beneficia com a ignorância das pessoas e com o que de pior há no Brasil.


Me desculpem, mas vcs confundem estatística com desculpa para as frustrações pessoais de cada um. Buscam em uma estatística que 10% da população votou na outra opção que não a sua e por isso eles são a escória do eleitorado brasileiro... Que nem deveriam ter poder de decisão política, pois "eles não tem nem merda no ** pra cagar, vão querer discutir política ?"

Puxa, agora analisar o perfil dos eleitores, identificar as tendências, tentar entender e explicar os fenômenos eleitorais virou válvula de escape para frustrações pessoais?

Além disso, não é 10% da população; o que eu postei aqui compreende o eleitorado inteiro.

E eu também NÃO DISSE, EM MOMENTO ALGUM, que os ignorantes políticos ou pobres "nem deveriam ter poder de decisão política". Aliás, ninguém levantou essa hipótese no tópico e as informações visam a outras conclusões.

A solução não é tirar o poder de decisão dessas pessoas e sim dar a elas instrumentos para que tomem boas decisões ou que, pelo menos, não façam cagadas como votar no Lula e, quatro anos depois, votar de novo. Não interessa ao PT dar esses instrumentos.

Ao PSDB interessa e foi isso que eles fizeram - ou tentaram fazer - durante os oito anos de governo. Agora é querer demais que, em 8 anos, se mude todo paradigma cultural de um país. Isso é delírio puro.

Nom4d3
18/10/2006, 18:45
So pra adicionar ao tópico ;)


Os números da mais recente pesquisa do Datafolha são uma cachoeira de água fria nas pretensões eleitorais de Geraldo Alckmin. Lula, que subiu para 57% das intenções de voto, abriu uma vantagem de 19 pontos sobre Alckmin, que caiu para 38%. No universo dos votos válidos, a diferença a favor do presidente alcançou 20 pontos – na pesquisa anterior, de terça-feira da semana passada, era de doze. Ou seja, em sete dias ela aumentou oito pontos. Está claro que estamos diante de uma onda a favor de Lula, de intensidade muito superior a que se podia esperar.


Lula cresceu e Alckmin caiu em todas as regiões, em todas as faixas de renda e em todos os segmentos de escolaridade. Os movimentos são, portanto, consistentes e homogêneos. O presidente alcançou um patamar espetacular no Nordeste (75% a 25%), aumentou sua vantagem no Sudeste (56% a 44%) e no Norte e no Centro-Oeste (58% a 42%) e reduziu a dianteira de Alckmin no Sul, a única região onde o tucano leva a melhor (53% a 47%). À luz desses números, não se sustenta a tese de que Lula seria o preferido do Brasil atrasado, enquanto Alckmin venceria no Brasil moderno.

Quando se decompõe o eleitorado por renda mensal, Lula já ultrapassou o tucano na faixa de 5 a 10 salários mínimos (52% a 48%), onde, dez dias atrás, o ex-governador de São Paulo vencia por dez pontos de diferença. Mesmo entre os que ganham mais de 10 salários mínimos, a diferença a favor de Alckmin reduziu-se significativamente (60% a 40%). Vale destacar que, em termos de escolaridade, o presidente somente é derrotado entre os que possuem curso superior, mas a diferença, que andou acima da casa dos 20 pontos na virada do segundo turno, encurtou para doze (56% a 44%).

Pode-se dizer que o jogo está jogado e que é impossível uma virada? Não, na vida nada é impossível. Mas é muito pouco provável que Alckmin tenha discurso, tempo e forças para mudar o quadro atual. Para se ter uma idéia da magnitude da tarefa, ele teria de tomar mais de 900 mil votos de Lula por dia, todos os dias, até o dia da eleição, para impedir sua vitória. Convenhamos: é muito pouco provável que isso aconteça, a menos que ocorram fatos novos espetaculares que provoquem um terremoto eleitoral. Como os índices de "alopragem" no PT são sabidamente elevados e tampouco até agora sabe-se de onde veio o dinheiro para a compra do dossiê, não se pode descartar inteiramente a possibilidade de uma reviravolta. Mas a simples constatação de que as chances de Alckmin dependem basicamente da intervenção do inesperado mostra como sua situação é complicada.

Embora muitos fatos e episódios tenham contribuído para a boa performance de presidente e para os tropeços de seu adversário nas últimas semanas, a explicação básica para a disparada de Lula nas pesquisas é simples: ele venceu o debate político com Alckmin. No segundo turno, sem a presença de azarões e nanicos, a disputa transformou-se num mano a mano entre os dois candidatos, que favoreceu e impôs a confrontação política. A campanha de Lula percebeu isso e forçou uma comparação entre o atual governo e as propostas da aliança do PSDB com o PFL. Nesse momento, Alckmin acabou agarrando-se na tábua de salvação da cobrança ética. E, quando não tendo conseguido sustentar o fogo, foi obrigado a se pronunciar sobre temas como privatizações, economia, programas sociais, Bolsa Família etc, caiu na defensiva. Pior: quis sair da defensiva convencendo o eleitorado de que suas idéias nessas questões não são muito diferentes das de Lula. Não convenceu. Declarou-se contra as privatizações, manifestou-se a favor do Bolsa Família, apoiou o Pró-Uni etc. E com isso apenas abriu o flanco para a campanha de Lula encaixar um slogan demolidor: "Não troque o certo pelo duvidoso". Faz sentido.

Se as urnas vierem a confirmar as pesquisas e o presidente for reeleito, o PSDB e o PFL terão de passar por uma boa chacoalhada interna. Precisam entender que a bandeira de ética, por mais importante que seja, não pode ser um expediente para esconder a falta de propostas. E que só hoje só vence as eleições para presidente no Brasil quem falar para o País todo (e for entendido por ele). A classe média – média-média e média-alta – é pouco para levar alguém ao Palácio do Planalto. Como já disse antes (ver coluna do dia 21/08/2006 e entrevista à revista Caros Amigos), o "efeito pedra no lago" acabou. A formação de maiorias no País hoje é um processo muito mais complexo e sofisticado do que há dez anos. Felizmente. É um sinal de que o País está se modernizando social e politicamente.

http://ultimosegundo.ig.com.br/materias/franklin_martins/2560501-2561000/2560692/2560692_1.xml

CapBlah
18/10/2006, 19:17
Além disso, não é 10% da população; o que eu postei aqui compreende o eleitorado inteiro.

Como não ? Se o Lula está com 60% do eleitorado e o Alckmin com 40%, e o Lula vai ganhar por causa dos ignorantes, então a culpa é desses 10% malditos ignorantes políticos... Se eles mudassem de lado, ficava empatadinho... Metade dos ignorantes pra cada lado...

Cai na real Bombacha... 46,4% da população do Brasil está abaixo da linha de miséria ? Adiciona os pobres (que estão abaixo da linha de miséria absurda, tipo... Classe E, D), chegamos nuns 80% da população brasileira ? Vc concorda com esse número ? Quer discutir ele em quanto ? 5% pra lá ou pra cá ?

Se os ignorantes votassem nele, ou se fosse essa a base do eleitorado dele, ele teria mais percentual né ? Tipo... Uns 85% de votos, né ?

Estamos falando de 18 milhões de pessoas (10% dos 180 milhões) que estão apoiando no Lula e não o Alckmin... Cara, isso é metade da população do estado de SP apenas... Vc quer dizer que é essa a parcela dos ignorantes políticos do Brasil ?

Eu achei que a gente tava tendo uma discussão inteligente por aqui.

bombacha
19/10/2006, 00:31
Blah, eu realmente não entendi nada desses seus números. Não sei se eu tenho inteligência pra isso. Eu só falei que minha análise antes compreendia o eleitorado como um todo, e não uma determinada parcela, como 10% de eleitores, seja do todo, seja do Lula, seja do Alckmin.
Mas vamos lá: Lula 60% x 40% Alckmin. Meu argumento: Grande parte desses 60% são pessoas politicamente ignorantes. Das 40%, também há uma grande parcela de ignorantes políticos, mas ela é, proporcionalmente menor que a parcela do Lula. Isso valeu no primeiro turno. Agora, não sei mais se continua valendo...
De qualquer forma, não jogo o percentual de ignorantes políticos em 10%. Eu sou apenas otimista, não sonhador. Se fosse só isso, Lula não estava nem no segundo turno. Estaria na cadeia.

CapBlah
19/10/2006, 02:33
Ah sim...

Parece slogan da Toshiba, só que modificado ao bel prazer...

"Nossos ignorantes são melhores dos que os outros."

Se proporcionalmente o Lula tiver 50% mais ignorantes para o Alckmin, continua tudo na mesma... Acho apenas interessante o fato dos ignorantes do Alckmin estarem certos e os do Lula estarem errados, pois deveriam tê-lo colocado na cadeia...

bombacha
19/10/2006, 11:21
Os ignorantes do Alckmin estão certos porque estão votando nele; o problema é que estão votando, provavelmente, pelos motivos errados. Os mesmos motivos errados que fazem as pessoas votar no Lula, por exemplo.

Agora, se grande parcela da população não fosse tão ignorante a ponto de dar seu voto a Lula, a Justiça já o teria posto na cadeia. Só não põe porque ele tem amplo apoio político e uma expressiva votação nacional.

Se milhões referendam a roubalheira lulista, meia dúzia de ministros do STF e STE não poderão acabar com a farra pelo simples fato de que não tem poder pra tanto e que, mesmo se tivessem, causariam uma crise institucional tão grande que poderia trazer danos até piores - embora seja difícil imaginar algo pior que o Lula.

Harpia
19/10/2006, 12:49
Os ignorantes do Alckmin estão certos porque estão votando nele; o problema é que estão votando, provavelmente, pelos motivos errados. Os mesmos motivos errados que fazem as pessoas votar no Lula, por exemplo.

Parece aquele velho ditado: Os nosso ignorantes são melhores que os seus. :shock:

bombacha
19/10/2006, 15:00
Eu não disse isso, mas se você quiser assim entender, não tem problema. A discussão poderia ir muito mais além não fosse esses reducionismos exagerados.

Sauron
19/10/2006, 15:00
Os ignorantes do Alckmin estão certos porque estão votando nele; o problema é que estão votando, provavelmente, pelos motivos errados. Os mesmos motivos errados que fazem as pessoas votar no Lula, por exemplo.

Agora, se grande parcela da população não fosse tão ignorante a ponto de dar seu voto a Lula, a Justiça já o teria posto na cadeia. Só não põe porque ele tem amplo apoio político e uma expressiva votação nacional.

Se milhões referendam a roubalheira lulista, meia dúzia de ministros do STF e STE não poderão acabar com a farra pelo simples fato de que não tem poder pra tanto e que, mesmo se tivessem, causariam uma crise institucional tão grande que poderia trazer danos até piores - embora seja difícil imaginar algo pior que o Lula.
Nunca li tanta bobagem num único post...

Eu te tinha em alta conta por aqui bombacha, agora estou vendo que não somente vc não consegue ter uma argumentação sólida, como também só vê as coisas pelo ângulo que te interessa.

Sua pretensa imparcialidade na verdade é uma parcialidade dirsfarçada da qual vc usa pra dar sustentação às suas convicções...

Melhor alquém como o MDM que é unilateral sem disfarces, do que alquém como vc que finge analisar e comparar pra escolher o melhor, quando no íntimo não há escolha alguma...

Harpia
19/10/2006, 15:18
Eu não disse isso, mas se você quiser assim entender, não tem problema. A discussão poderia ir muito mais além não fosse esses reducionismos exagerados.

Ok, me explique só uma coisa:


Os ignorantes do Alckmin estão certos porque estão votando nele; o problema é que estão votando, provavelmente, pelos motivos errados. Os mesmos motivos errados que fazem as pessoas votar no Lula, por exemplo.

Se os ignorantes do Alckimin estão certos porque estão vontando nele.
E os do Lula estão errados porque estão votando nele.

Qual parte do ditado "Os nosso ignorantes são melhores que os seus" está errado ?

Não foi eu que me utilizei de reducionismos exagerados para afirmar que os ignorantes que votam no Lula estão errrados e que os ignorantes que votam no Alckmin estão certos.

No meu ponto do vista ignorante é ignorante em qualquer lugar, seja no PSDB ou no PT.

bombacha
20/10/2006, 11:17
Nunca li tanta bobagem num único post...

Eu te tinha em alta conta por aqui bombacha, agora estou vendo que não somente vc não consegue ter uma argumentação sólida, como também só vê as coisas pelo ângulo que te interessa.

Sua pretensa imparcialidade na verdade é uma parcialidade dirsfarçada da qual vc usa pra dar sustentação às suas convicções...

Melhor alquém como o MDM que é unilateral sem disfarces, do que alquém como vc que finge analisar e comparar pra escolher o melhor, quando no íntimo não há escolha alguma...

Sauron, pouco vai mudar na minha vida se o Alckmin ou se o Lula se eleger. Se eu fosse funcionário público, trabalhasse em um setor ligado ou muito influenciado pelas ações do Estado ou fizesse parte de um partido político, então, com certeza, eu teria muitos interesses diretos. Acontece que eu não tenho e o que eu falo aqui é por convicção mesmo.

Se eu tivesse real interesse, não estaria aqui nesse fórum discutindo política e sim estaria tentando pegar o voto de ignorantes políticos. Com certeza, eu obteria resultados muito mais satisfatórios.

Outra coisa: eu também nunca me arroguei absolutamente imparcial nem nunca neguei minhas idéias e ideologias. Só porque eu voto no Alckmin, não quer dizer que eu seja cego para os erros e problemas dele.

Agora, uma coisa que eu não faço é "argumento de compensação", ou seja, se o PT tem uma denúncia, o PSDB deve ter uma igual. Se o PT tem um ladrãozinho, o PSDB tem um igual. Se o PT fez aquilo, o PSDB faz o mesmo. Essa história de igualar os dois partidos não tem cabimento algum.

Se esse tipo de argumentação é o que você chama de "sólido", então, de fato, meus argumentos não tem nada disso. A essa altura do campeonato, o que se deve fazer é procurar tomar a decisão certa, ou seja, escolher qual dos candidatos é o menos pior.

bombacha
20/10/2006, 11:26
A questão dos ignorantes políticos é simples. Ambos são ruins e eu não disse o contrário. O ignorante que vota hoje no Alckmin pode, amanha, trocar seu voto para o Lula. Como está acontecento, por sinal...

Eu não disse que os "ignorantes do Alckmin são melhores" e sim que eles estão tomando a decisão certa. PONTO FINAL. Votar no chuchu não os torna menos ignorantes politicamente porque, com certeza, eles devem estar tomando essa decisão por motivos errados.

Por isso o reducionismo em dizer "os ignorantes do Alckmin são melhores", por que não se trata disso. Não pra mim, ao menos.

CapBlah
20/10/2006, 13:33
Desculpa mas eu tb entendi assim...

Que os ignorantes que votam no Alckmin são "melhores" justamente por terem a mesma decisão de voto que vc. Podemos trocar o termo "melhores" por coisas tipo "inconscientemente correto", "randomicamente correto", "com decisão de voto correta por fundamentos errados", etc... Mas enfim... Pra vc, esses ignorantes passam a não ser um problema tão grande, já que tomaram mesmo partido que vc.

E é isso mesmo que me espanta.

Ter a soberba em tal nível que achar que a sua decisão é tão melhor que a dos outros que invalida as demais.

Talvez seja por que eu não me decidi ainda sobre em quem votar (se votar em alguem, ainda por cima) que eu consigo respeitar a opinião alheia mesmo contrária a mim. Mas vendo até mesmo meu "passado" em discussões, raramente eu desprezo uma opinião alheia ou contrária, eu posso não concordar e tentar dar motivos pra trocar ou mudar o status quo, mas longe de mim de frizar que estes estão errados, ou até mesmo subjulgá-los à ignorância por uma opinião política.

Respeito às pessoas faz bem pra saúde mental.
"Respeito sua opinião" é bem diferente de "não me importa o que vc acha" ou "que diferença faz o que vc acha se isso não me afeta em nada" e coisas do tipo.

A discussão é saudável qdo eu entro nela com expondo a minha posição, absorvendo as opiniões contrárias, dando uma de advogado do diabo pra encontrar pontos falhos na opinião contrária (assim como os outros devem fazer com a minha) para que possamos ou chegar a um senso comum (o que seria virtualmente impossível nesse caso) ou ao menos dando mais motivos para cada um poder formular melhor sua consciência política. Mas sinceramente o que mais aconteceu nessas discussões foi alguns de um lado assim como outros casos do outro lado, virem com a cabeça feita a ponto de defenderem pontos indefensáveis, se exaltarem, tripudiarem de fatos claros, forçarem a barra em dizer certos fatos duvidosos, perspectivas tendenciosas, desrespeito à opinião alheia, narcisismo postural (ao dizer que a sua opinião é linda, a dos outros é feia e ponto final), etc, etc, etc.

Eu parei de absorver coisas dessas discussões faz algum tempo, pois poucas coisas foram postadas de maneira a serem apreciadas. E isso é péssimo. Tanto pelo ponto de vista da discussão que foi vã. Qto do ponto de vista da intenção da discussão, que foi ingênua e infantil. Foi por isso que eu cheguei uma hora que decidi não discutir o assunto e sim as atitudes ou pontos tópicos de uma ou outra postagem.

Abraços aos participantes dessa discussão, sem distinção de posição política.

Harpia
20/10/2006, 14:08
Desculpa mas eu tb entendi assim...

Perfeito Blah, perfeito.

Assino embaixo

Darkness
20/10/2006, 17:48
Desculpa mas eu tb entendi assim...


Não tem o q entender..
Ele FALOU isso msm!

ALCAPONE
21/10/2006, 00:59
Como eu moro em porto alegre...

"Melhores índices de escolaridade

Niterói (RJ)
Florianópolis (SC)
Porto Alegre (RS) "


Vou votar 45.

Sem mais.

bombacha
21/10/2006, 02:20
Desculpa mas eu tb entendi assim...

Que os ignorantes que votam no Alckmin são "melhores" justamente por terem a mesma decisão de voto que vc. Podemos trocar o termo "melhores" por coisas tipo "inconscientemente correto", "randomicamente correto", "com decisão de voto correta por fundamentos errados", etc... Mas enfim... Pra vc, esses ignorantes passam a não ser um problema tão grande, já que tomaram mesmo partido que vc.

Se eu passei essa idéia, retiro-a. Não é essa a minha mensagem e sim outra, já exposta. Eu nunca me reduziria a um simplismo tão barato e equivocado como o de dizer que os "ignorantes do Alckmin são melhores".


E é isso mesmo que me espanta.

Ter a soberba em tal nível que achar que a sua decisão é tão melhor que a dos outros que invalida as demais.

Eu já disse: eu considero votar no Alckmin certo e votar no Lula um erro crasso. É essa a minha visão e até agora nada me fez mudar de idéia. Da mesma maneira, outros lulistas aqui entraram na discussão da mesma maneira que eu: achando certo votar no Lula e um erro crasso votar no Alckmin. Se isso de fato é soberba, então todos aqui estão de pé de igualdade nesse aspecto, embora poucos tenham a coragem de admitir isso.


Respeito às pessoas faz bem pra saúde mental.
"Respeito sua opinião" é bem diferente de "não me importa o que vc acha" ou "que diferença faz o que vc acha se isso não me afeta em nada" e coisas do tipo.

Eu também respeito o argumento de todos. Muitos considero errados, mas respeito. Uma coisa, defintivamente, não elimina a outra. Simples simples.

O que e admira é que, discutindo a discussão, o objeto político em pauta foi totalmente esquecido. E me surpreende é que, agora, minhas análises feitas no início desse tópico nem sentido fazem mais. E, curiosamente, ninguém me questiona sobre isso e sim sobre a minha soberba, frustração, forma de argumentar, etc.

MdM
21/10/2006, 05:05
E é isso mesmo que me espanta.

Ter a soberba em tal nível que achar que a sua decisão é tão melhor que a dos outros que invalida as demais.



Desde que começou o assunto de eleições, vc é o primeiro a dizer: - bom dia pra cavalo, vou calar a boca, nao discuto mais, argumentos desses e daqueles sao errados, nao é assim que se faz e por ai vai.

Se tem alguém com essa tal soberba aqui, tu é o primeiro da lista ao querer julgar o que discutem ou deixam de discutir e de que forma é discutido.

Agora, ou tu não olha teu telhado ou tu é muito egoísta, deixa os outros brincarem de ser soberbo aqui também !

[]´s

CapBlah
21/10/2006, 13:29
MdM, que eu me lembre não sou eu que uso propaganda política na minha assinatura e venho aqui dizer que eu penso é certo e o q vc pensa é errado.

Então não vem me tirar de julgador de pessoas, dizer que estou no topo da lista, que não cola...

A soberba é minha ? Eu que sou egoísta ?
O Geraldo é a escolha certa incondicional para essa eleição, o Lula é ignonante no-matter-what e o Blah é o Egoísta da Soberba.

Se vc ler a minha postagem pro Bombacha vai ver que eu não disse que a soberba É incondicionalmente dele ou só dele... é de quem "blablablabla" como dito na minha mensagem. E o cara veio e postou por que ele acha que não se encaixa no que eu falei. Eu não citei nomes... Eu não me lembro de ter julgado A ou B... A única coisa que postei diretamente pra vc, foi da postagem múltipla do vídeo do psychomaniac lá e de que vc estava estressado demais com essa discussão e que tava perdendo a linha e o respeito com as outras pessoas (e pelo visto isso ainda não passou, quem sabe depois da eleição). Agora... "deixa os outros brincarem de ser soberbo aqui também" ? Bom, se é disso que vc tá brincando, então me avisa... Eu não vim aqui ler postagens e idéias pra brincar de alguma coisa... Se essa é a sua intenção, estamos fazendo coisas diferentes nesse fórum.

Então antes de julgar a minha pessoa, dobra a língua... Antes de falar do meu telhado, olha pra cima...

E não precisa esperar o Bombacha postar pra postar na sequência... Parece que virou uma praxe...

Harpia
21/10/2006, 15:24
O problema é o que eu sempre falei. Defender A ou B, com argumentos e idéias é uma coisa, agora dizer que A é maravilhoso e B é um imbecil, que A é um gênio e B um débil, que quem vota em A é melhor que quem vota em B, é outra coisa.

Nem sempre aquilo que é melhor para a maioria é o que é melhor para mim, devemos saber aceitar as escolhas dos outros, admitir que existem pontos diferentes e que todos tem direito a formar sua opinião de acordo com o ambiente aonde vivem.

Com certeza aqueles que votam no Lula tem motivos para isto, e reduzir estes motivos a ignorância, burrice, estupidez, etc... é demais para o meu gosto.

Saber entender as diferenças e aceitar aquilo que os outros pensam é algo bem difícil algumas vezes, mas para que os outros possam aceitar nossas posições devemos antes aceitar as do próximo.

bombacha
21/10/2006, 18:27
Se havia alguma chance de discutirmos o perfil de eleitor e os resultados das pequisas, ela se foi há tempos quando se começou a discutir o perfil dos que aqui discutem e os resultados de suas convicções.

Mudamos totalmente o objeto da discussão.

Isso também parece que virou uma praxe.

Sturmiest
29/10/2006, 23:33
RS:
1. geraldo alckmin (PSDB) 55,35
2. lula (PT) 44,65

SC:
1. geraldo alckmin (PSDB) 54,53%
2. lula (PT) 45,47%

PR:
1. geraldo alckmin (PSDB) 50,75%
2. lula (PT) 49,25%

SP:
1. geraldo alckmin (PSDB) 52,26%
2. lula (PT) 47,74%

O Brasil mais elitizado, melhor alfabetizado, que acorda cedo mostrou que ficou em dúvida. Margens muito pequenas de vitória tucana, que se consideradas nacionalmente não repercutiram nas eleições. Foi o equilíbrio, que não houve no primeiro turno, que ajudou ao Lula.

:duel:

Sgt.KAR98
29/10/2006, 23:45
Ou será que o texto quer dizer que eleitor do Lula é imbecil e eleitor do Shushu é inteligente, pois se for isto é de profundo, péssimo e grandioso mau gosto.

A minha empregada tinha votado no PSOL.

MdM
30/10/2006, 01:29
RS:
1. geraldo alckmin (PSDB) 55,35
2. lula (PT) 44,65

SC:
1. geraldo alckmin (PSDB) 54,53%
2. lula (PT) 45,47%

PR:
1. geraldo alckmin (PSDB) 50,75%
2. lula (PT) 49,25%

SP:
1. geraldo alckmin (PSDB) 52,26%
2. lula (PT) 47,74%

O Brasil mais elitizado, melhor alfabetizado, que acorda cedo mostrou que ficou em dúvida. Margens muito pequenas de vitória tucana, que se consideradas nacionalmente não repercutiram nas eleições. Foi o equilíbrio, que não houve no primeiro turno, que ajudou ao Lula.

:duel:

Se separasse estes estados, seríamos país de 1o mundo, teria que fazer uma muralha da china pra não deixar ninguém descer...................... e deportar quem veio de cima.....só assim mesmo, pagar por 4 anos pq quem tem 15 filhos não quer trabalhar.........****

CapBlah
30/10/2006, 02:32
Pelo que eu entendi esses 'estados' a q vc se refere não tiveram uma votação tão mais expressiva do Alckmin, e está "contaminado" com um bocado de pessoas com 15 filhos e que não quer trabalhar... Pois o PR teve 0.5% de vantagem do Alckmin sobre o Lula... E no RS essa diferença não chegou a 10%...

Ainda não entendo por que esse xenofobismo pelo resto do Brasil. E essa idéia fixa de achar que o sul do país é o supra-sumo e que o resto do país não presta. E O PIOR, ACHAR QUE ISSO NÃO É UM PENSAMENTO ELITISTA !?! Quase nazista !!! A raça ariana tá no sul, e nordestino tem mais é que se f*d*r e deixar de "ser brasil"...

Pelamordedeuso... Depois o Brasil não vai pra frente é por causa do Lula e não pela falta de caso pelo país como um todo por boa parcela pensante do país.

Será que essas pessoas só vão entender isso o dia que elas ficarem pobres ?! Ou vai precisar nascer de novo em uma família sem a menor estrutura, onde vc tem que ter 15 filhos pra lavrar uma terra seca sem futuro pois cada par de braços te rende 10 reais por mês, então tendo 15 filhos eles podem chegar a ganhar 150 reais num mês, coisa que os elitistas ganham em poucas (ou até em nenhuma) hora de trabalho... Sem contar no preconceito infeliz de achar que um cara que teve 15 filhos fez isso pra não trabalhar...

A associação POBRE = ALGUÉM QUE NÃO TRABALHA é de uma miopia tão grave que quase invalida os outros pensamentos associados como "criar uma nação indepente dos seus imbecis... deixo-nos viver sozinhos e nos livrem do tumor maligno brasileiro chamado norte-nordeste"... que é exatamente "Farinha pouca, meu pirão primeiro"... E ISSO É GERSILISMO ! Querer ficar com o filet mignon e o resto que fique com o farinha crua...


Ah... E adicionar SP aos estados do Sul pode, pois SP é bonito... Não tem nordestino... Ou melhor, tem mais a gente vai livrar SP dos nordestinos tb, só quem tem 3 gerações em SP pode ficar, o resto pega suas trouxas e se manda de volta pro buraco de onde veio... Afinal, SP não deve (nem o Brasil) nada aos "nordestinos"... RJ só tem malandro... MG só tem caipira ou baiano cansado que não teve saco pra chegar até SP... O resto é lixo...

Harpia
30/10/2006, 06:52
Blah perfeito mais uma vez.

Preciso e contudente no motivo verdadeiro do país estar aonde está. Não alteraria uma única palavra.

Parabéns pela resposta.

Tumulto
30/10/2006, 11:22
Blah Vc falou tudo o que deveria ser falado...

Tem minha total admiração!!!

Parabéns por demostrar tão bem o que pensa

nigo
30/10/2006, 14:39
blah para presidente

ja disse isso uma vez

Dirceu
30/10/2006, 14:53
Se separasse estes estados, seríamos país de 1o mundo, teria que fazer uma muralha da china pra não deixar ninguém descer...................... e deportar quem veio de cima.....só assim mesmo, pagar por 4 anos pq quem tem 15 filhos não quer trabalhar.........****


concordo...tem gente que acha engracado isso do pessoal do sul trabalhar feito condenado, nao soh no sul mas a classe media em geral... em quanto MST fica por ai invadindo as coisas, nao trabalhando, ameacando a seguranca dos fazendeiros que querem trabalhar, tendo uma carrada de filhos, e recebendo ajuda do governo ( e o dinheiro vem da onde? da classe media ! )
e infelizmente o nordeste nao eh muito diferente... nem o norte... e pra que nao tenha duvidas eu venho de belem e sei como eh a coisa entao nada de me acusar que eu sou do sul e nunca vi o norte e etc... eu ja vi gente reclamando da cesta basica porq era soh " fejao e arroz " po! pera lah... a pessoa ta ganhando de graca e ainda reclama!

a classe media tem que sustentar eles, sustentar a si mesmo ( plano de saude, muro alto, carro blindado e etc... ), e ainda sustentar os politicos! assim nao da! qualquer dia a classe media vai falir, e junto afunda o pais...

gt-x
30/10/2006, 15:18
vergonha de ser brasileiro ... :up:

mas a vida segue né?
^^

MdM
30/10/2006, 15:21
Blah perfeito mais uma vez.

Preciso e contudente no motivo verdadeiro do país estar aonde está. Não alteraria uma única palavra.

Parabéns pela resposta.
Arruma um quarto !?!

S.Templar
30/10/2006, 15:25
Blah Vc falou tudo o que deveria ser falado...

Tem minha total admiração!!!

Parabéns por demostrar tão bem o que pensa


blah para presidente

ja disse isso uma vez


Arruma um quarto !?!

Vai ter que ser um quarto grande, pra fazer suruba mesmo..

:up:

SmoKe®
30/10/2006, 15:37
Se for pra generalizar, vamos lá.
Há alguns anos, levei um calote de uma pessoa de SC. Minha mãe tb levou de outra pessoa do Sul.
Meu primo, paulista que mora la em Floripa, levou tb.
Então, pela minha experiência sobre o assunto, posso deduzir que o povo do sul é enrolado e pronto para te dar um calote, e vc que se ****.


Generalidades, pelo que vejo, aparece muito disso aqui.

Tenho um amigo (amigo mesmo) que é alagoano. Veio pra SP trabalhar, e é um dos caras mais corretos e de caráter que eu conheço.
Eu que mexo com construção as vezes e trabalho com "o povinho do norte" como vcs estão rotulando aqui, fico realmente besta com a opinião de alguns aqui. lembrem-se que a mão de obra deles e que ajuda a construir o país.
Sabe qual é uma das profissões que mais valorizo? Não é o astronauta, o engenheiro, médico. É o lixeiro! Sabe pq? Pensem o que seria da sociedade se eles resolvessem fazer greve por uma semaninha só. Quantos deles são nordestinos? Muitos! Mandem eles de volta pra terra deles!!! Façam isso! ai quero ver quem vai fazer o trabalho deles!

O problema não é do povo, e sim da política que desde sempre no brasil é feita com esse maldito "jeitinho brasileiro", que corrompe o governo desde a época do imperio.

Ah, só pra constar: meus pais são do RS e sou paulista.

Darkness
30/10/2006, 16:03
ameacando a seguranca dos fazendeiros que querem trabalhar

Putz!!! Que vontade de rir!!

MdM
30/10/2006, 17:05
Tenho 2 tios e 6 primos nordestinos, sempre fui para o nordeste.....o q escrevi pode ser interpretado de várias maneiras, mas o Sr. Blah interpreta de um jeito, da um reply socialista certo do ibope que teria e se sente o Che Guevara do BFC....... batam palmas para o Blah .... ou o Harpia já bate por todos !!!

SmoKe®
30/10/2006, 17:19
Passei aqui pra lembrar-los do aviso.
http://www.bfcentral.com.br/forum/showthread.php?t=18273

Não abriram o link?
Então Leiam!

Vejo que estão aparecendo discussões mais acaloradas por aqui, em relação ao 2º turno.
Me parece que vcs estão fazendo igual aos candidatos, pelo que li aqui, fizeram no debate ontem, agredindo e não respeitando o outro, principalmente a opinião.
Peço que reflitam no que falam, principalmente em observância as regras do BFCentral.
ESTEJAM AVISADOS.

Darkness
30/10/2006, 17:22
Tenho 2 tios e 6 primos nordestinos, sempre fui para o nordeste.....o q escrevi pode ser interpretado de várias maneiras, mas o Sr. Blah interpreta de um jeito, da um reply socialista certo do ibope que teria e se sente o Che Guevara do BFC....... batam palmas para o Blah .... ou o Harpia já bate por todos !!!

Tem duas maneiras de interpretar:

Ou vc esta sendo preconceituoso.
Ou é ingênuo.

Make your choice.

Edit: Ou eu sou louco, pq é isso que tá escrito aí..

CapBlah
30/10/2006, 17:23
Dirceu... Essa mensagem mostrou uma certa dose de ingenuidade. Tudo bem que existe uma diferença bem grande entre a teoria e a prática, mas o MST "não invade" terra produtiva... Ou seja... Não tem ninguém trabalhando não...

Darkness
30/10/2006, 17:24
Dirceu... Essa mensagem mostrou uma certa dose de ingenuidade. Tudo bem que existe uma diferença bem grande entre a teoria e a prática, mas o MST "não invade" terra produtiva... Ou seja... Não tem ninguém trabalhando não...

Já falei isso para ele.
=D

rafaelmoraes
30/10/2006, 17:30
Tem gente vivendo na escuridão mesmo. O MST, na minha opinião, bando de safados, muitas vezes invadem e matam o gado, acabam com a plantação, queimam equipamentos e etc. Destruíram anos de pesquisas. O engraçado é que não tenho casa própria, muita gente não tem emprego e mesmo assim não ficamos invadindo propriedade dos outros. 90% são arruaceiros que preferem ficar fazendo baderna.

OBS: Esse tópico vai até 2010. Hehehe.

MdM
30/10/2006, 17:33
Tem duas maneiras de interpretar:

Ou vc esta sendo preconceituoso.
Ou é ingênuo.

Make your choice.

Edit: Ou eu sou louco, pq é isso que tá escrito aí..

Uh, parabens, depois te mando uns testes de múltipla escolha !!! :up:

black_label
30/10/2006, 18:20
Se separasse estes estados, seríamos país de 1o mundo, teria que fazer uma muralha da china pra não deixar ninguém descer...................... e deportar quem veio de cima.....só assim mesmo, pagar por 4 anos pq quem tem 15 filhos não quer trabalhar.........****


Sua mensagem é clara, nem dá margem para outras interpretações. Acredito que a leitura que o Blah fez sobre ela me exime de repetir.

MdM
30/10/2006, 18:40
Sua mensagem é clara, nem dá margem para outras interpretações. Acredito que a leitura que o Blah fez sobre ela me exime de repetir.

Cada um interpreta o que entende, na maioria das vezes, principalmente qdo falamos de confraria, 1 interpreta e o resto se pendura no saco do interpretador !!!

CapBlah
30/10/2006, 20:53
Tenho 2 tios e 6 primos nordestinos, sempre fui para o nordeste.....o q escrevi pode ser interpretado de várias maneiras, mas o Sr. Blah interpreta de um jeito, da um reply socialista certo do ibope que teria e se sente o Che Guevara do BFC....... batam palmas para o Blah .... ou o Harpia já bate por todos !!!

1. Parece que ter parentes no nordeste não é o suficiente pra te mostrar que eles são tão ou mais brasileiros do que vc.

2. Eu interpretei da maneira que vc colocou. E se outras pessoas apoiaram as minhas palavras, no mínimo elas interpretaram da mesma maneira... Então vc tá certo, e a gente tá tudo errado. Tinha esquecido que suas mensagens não podem ser criticadas, que seu pensamento é o correto e todos deveríamos te seguir pelas ruas bradando seu nome.

3. Se eu tivesse que escolher entre socialismo e nazismo, entre Che Guevara e Hitler, pelo menos vc já sabe quais seriam a minhas opções. E eu tenho certeza que eu já escrevi por aí que se eu tivesse que escolher, eu seria "social-democrata"... Mas disso chegar a achar que o PSDB está pregando a social-democracia e que eu deveria ter votado no Alckmin vai um salto imenso.

4. Lulista, Socialista, Comunista, confrades, companheiros.. E vamos rotulando todo mundo que fica mais fácil, assim vc coloca isso como um desvio de caráter, cultura e classe social. Né ? Só pra te lembrar que as pessoas podem ter idéias próprias sem precisar levantar bandeira de um partido, ideologia, etc... Eu não preciso ser socialista pra ver certas coisas que estão na minha, na sua e na cara de todo mundo. Fecha os olhos ou faz vista grossa quem quer...

5. Uma salva de palmas pra vc tb. Pois quem tá dando showzinho aqui não sou eu...

bombacha
30/10/2006, 21:49
RS:
1. geraldo alckmin (PSDB) 55,35
2. lula (PT) 44,65

SC:
1. geraldo alckmin (PSDB) 54,53%
2. lula (PT) 45,47%

PR:
1. geraldo alckmin (PSDB) 50,75%
2. lula (PT) 49,25%

SP:
1. geraldo alckmin (PSDB) 52,26%
2. lula (PT) 47,74%

O Brasil mais elitizado, melhor alfabetizado, que acorda cedo mostrou que ficou em dúvida. Margens muito pequenas de vitória tucana, que se consideradas nacionalmente não repercutiram nas eleições. Foi o equilíbrio, que não houve no primeiro turno, que ajudou ao Lula.

:duel:

O eleitorado mais "elitizado", melhor alfabetizado, sempre fica em dúvida porque os políticos sempre são ruins e é difícil apelar para o pragmatismo político. Tem gente que nem consegue fazer essa ponderação e acaba votando nulo.

Já os ignorantes políticos, os leigos, não tem esse problema. Basta-lhe um prato de comida e ele se dá por satisfeito - o que não é errado. Errado é deixar uma parcela da população - nesse caso os pobres, em geral - escolher sozinha os governantes, que é o que muitos sugerem aqui, como se a pobreza fosse uma garantia de sabedoria.

Até parece que o voto da mulher com 15 filhos é mais consciente que o de um empresário (que muitas vezes dá emprego a várias mulheres de 15 filhos). É engraçado que os lulistas sempre condenaram o coronealismo porque ele se nutria do assistencialismo e relegava aos beneficiados um eterno ciclo de miséria e pobreza. Pois bem, o que o PT faz? Ao invés de acabar com isso - ou menos tentar, como fez FHC, com relativo sucesso - o PT eleva o processo a máxima potência para se perpetuar no poder, tal qual os coronéis até pouco tempo faziam. Ora, se decidam! Ou se condena o assistencialismo ou se considera ele válido.

Nas eleições, Lula visou diretamente o eleitorado mais leigo, porque era o único capaz de votar nele mesmo. Agora, se os eleitores do sul e SP não caem nesse embuste eleitoral, a culpa, pelo menos, não é do Alckmin e do PSDB.

P.S. Dizer "margem muito pequena" no Rio Grande do Sul, com 55% de votos, num estado que é um dos berços do PT e que sempre rendeu ao Lula expressivas votações revela apenas que o colega de fato não sabe de nada mesmo sobre o RS. Tal qual seu candidato.

Sauron
30/10/2006, 21:53
Se separasse estes estados, seríamos país de 1o mundo, teria que fazer uma muralha da china pra não deixar ninguém descer...................... e deportar quem veio de cima.....só assim mesmo, pagar por 4 anos pq quem tem 15 filhos não quer trabalhar.........****
Pensei que os defensores do nazismo tinha sido extirpardos aqui do BFC...:?

Dirceu
30/10/2006, 22:24
o bom eh ver a falta de cultura...nao pensou do jeito que a pessoa quer chama logo de nazista ou facista... oq tem a ver nazismo com oq o cara escreveu?!

ele disse pra se matar alguem? falou alguma coisa com anti semitismo ou anti comunismo?! falou que o povo alemao ariano eh melhor que todos?!

nao! que absurdo! a pessoa nem sabe oq eh nazismo e fica falando!

mas eh fato, o norte e nordeste prende o pais no chao...o norte nem tanto... isso nao quer dizer que o povo eh ruim... mas a nao ser que apareca um politico bom nao tem graca a classe media pagar por eles o tempo todo...

CapBlah
30/10/2006, 23:41
5%, 337.129 pessoas pra mim, é uma margem pequena... Quase que tinha isso de gente na final Brasil e Uruguai dentro do Maracanã em 1950...

Se apoiar em dizer que é berço petista, blablabla, é querer arrumar uma desculpa pra dizer que é maior do que parece (já que os números não mostram isso).

E só lembrando que vc se resumiu ao estado com maior percentual de margem... Ou seja, balisou por cima... Balisa por baixo e analisa o PR, ou SP (beeerço do Alckmin, que elegeu o Serra no primeiro turno, blablabla)

Números:
Rio Grande do Sul = 7.750.853 eleitores

2o turno:
Alckmin = 3.485.916 votos
Lula = 2.811.658 votos

Diferença = 674.258

5% = 337.129

Isso é igual a um bairro de São Paulo. 1/6 da população de Campinas... Do tamanho da população (falei população e não eleitores) de Pelotas que poderiam ter votado em massa contra o Lula pela declaração gravada, blah, blah, blah.

Concordo que isso é sim uma margem bem pequena...


E se estamos em uma democracia, 1 voto não importa de quem que é... Da mulher de 15 filhos ou do empresário.
Ou voltamos para um sistema feudal ? Quem é pobre trabalha e não dá pitaco. Quem é rico e dono de terras, emprega gente, aí sim, então passa a ter direito de opinar...

E ainda falam em evolução política...

Não é mais digno pedir para que a mulher de 15 filhos tenha DIREITOS E MEIOS para conseguir evoluir culturalmente, socialmente e poder ser um voto mais "consciente" ?

CapBlah
30/10/2006, 23:52
ele disse pra se matar alguem? falou que o povo alemao ariano eh melhor que todos?!

Não... Falou para tirarem* eles (nordestinos e afins) do país dele (ou o país idealizado por ele), para que o país dele possa evoluir.

E falou que a elite pensante, cultural e politicamente evoluida está lá, no país idealizado por ele, e não na outra parte (o resto, a banda podre, etc)... Ou seja, os mais evoluidos e melhores do país.



* Tirar = Colocar fora dos limites. Pra isso podemos mover as pessoas ou simplesmente os limites, no caso o que ele está propondo é a segunda opção.

MdM
31/10/2006, 00:00
Mais palmas para o Blah !!!:up:

CapBlah
31/10/2006, 00:41
Obrigado. Fico satisfeito que vc concorde com o que eu disse.

Qdo vc tiver algo a acrescentar à discussão sinta-se a vontade...

MdM
31/10/2006, 00:58
Pra que? Tu é a estrela do tópico!

Harpia
31/10/2006, 07:36
Você já pararam para pensar que talvez, apenas talvez, o pobre tenha bons motivos para ter votado no Lula ?

Que para a classe pobre o Lula tenha feito um bom governo.

Comparem a situação do pobre nos últimos anos, eles deram um gigantesco salto de qualidade de vida.

Este é o motivo de terem votado em peso no Lula, simples e puro.

Akira
31/10/2006, 08:17
não vejo um grande salto de qualidade de vida não....q tipo de salto foi esse ?? luis XV :P ?? aki perto de casa o pobre continua pobre....mta gente ainda passa aqui na vizinhança pedindo comida, remédio, dinheiro (não dou)... por aqui não mudou nada...

Sauron
31/10/2006, 09:44
não vejo um grande salto de qualidade de vida não....q tipo de salto foi esse ?? luis XV :P ?? aki perto de casa o pobre continua pobre....mta gente ainda passa aqui na vizinhança pedindo comida, remédio, dinheiro (não dou)... por aqui não mudou nada...
Em que estado vc mora?

SmoKe®
31/10/2006, 10:11
Por isso eu sou a favor do voto opcional.
Vota quem quer. E com mais consciência do que faz.



Ah, sou a favor do respeito a opinião e aos outros tb, coisa que não está acontecendo por aqui.
Já avisei duas vezes, estão esperando o que?
Sair advertências "a torta e a direita"?

Akira
31/10/2006, 10:28
são paulo..pq?

CapBlah
31/10/2006, 12:05
Por isso eu sou a favor do voto opcional.
Vota quem quer. E com mais consciência do que faz.

Acho que voto opcional vai abrir precedentes para fraude. Tipo USA.

Vc ter um estado, por exemplo... Ohio. Que tem uma participação média nas eleições de 30% de eleitores que vão votar. Aí, numa eleição qualquer, miraculosamente esse estado aumenta bizarramente essa proporção, por exemplo pra 75% e com vitória esmagadora de um certo candidato... Só que isso não é Carochinha... Aconteceu nas últimas eleições, favorecendo o Bush... E claro que eles disseram "o povo compareceu em peso pra votar no Bush pois esse estado ama nosso presidente"... Mentirada braba e fraude grotesca.

Tenho sinceramente, medo que isso vá acontecer aqui a torto e a direito...

Pra ter um sistema fraudável assim eu prefiro mudar as eleições pra voto por telefone e economizar alguma parte dos 550 Milhões de Reais que foram gastos apenas com o 2o turno.

CapBlah
31/10/2006, 12:08
Ah, sou a favor do respeito a opinião e aos outros tb, coisa que não está acontecendo por aqui.

Ok. Quando aparecerem novas opiniões discutirei com respeito. Flood-Chacota não será respeitado pois não é opinião e sim falta de...

bombacha
31/10/2006, 16:06
5%, 337.129 pessoas pra mim, é uma margem pequena... Quase que tinha isso de gente na final Brasil e Uruguai dentro do Maracanã em 1950...

Se apoiar em dizer que é berço petista, blablabla, é querer arrumar uma desculpa pra dizer que é maior do que parece (já que os números não mostram isso).

E só lembrando que vc se resumiu ao estado com maior percentual de margem... Ou seja, balisou por cima... Balisa por baixo e analisa o PR, ou SP (beeerço do Alckmin, que elegeu o Serra no primeiro turno, blablabla)

Números:
Rio Grande do Sul = 7.750.853 eleitores

2o turno:
Alckmin = 3.485.916 votos
Lula = 2.811.658 votos

Diferença = 674.258

5% = 337.129

Isso é igual a um bairro de São Paulo. 1/6 da população de Campinas... Do tamanho da população (falei população e não eleitores) de Pelotas que poderiam ter votado em massa contra o Lula pela declaração gravada, blah, blah, blah.

Concordo que isso é sim uma margem bem pequena...

Não sei se a mensagem é pra mim; tomara que não seja, porque eu não entendi nada. Mas se o destinatário é mesmo eu, pode-se dizer que a margem do Alckmin aqui no RS foi bem alta, se comparado aos pleitos anteriores, aos tradicional berço do PT e a história dos gaúchos em ser 8 ou 80. Isso vem se acentuando desde 2004, quando candidatos bem fortes do PT perderam as eleições nas principais cidades do RS, incluindo a capital.

Com o fim do PT por aqui, o RS talvez tenha chances de se desenvolver. Nesse ponto a vitória do Lula é melhor, dae mandamos todos os perdedores daqui pra Brasilia. Até 2010 teremos alguma tranquilidade.


E se estamos em uma democracia, 1 voto não importa de quem que é... Da mulher de 15 filhos ou do empresário.
Ou voltamos para um sistema feudal ? Quem é pobre trabalha e não dá pitaco. Quem é rico e dono de terras, emprega gente, aí sim, então passa a ter direito de opinar...

E ainda falam em evolução política...

Affz, chega a ser desalentador discutir contigo, Blah. Quem é que disse, aqui no tópico, que o voto da mãe pobre de 15 filhos deve valer menos (ou nem deve valer) que o voto do empresário?

CapBlah
31/10/2006, 16:32
...se comparado aos pleitos anteriores, aos tradicional berço do PT e a história dos gaúchos em ser 8 ou 80...

Ah tá... Então o Mini-Me, ou o anão ator que morreu no outro tópico ali são criaturas enormes, gigantes !!! Claro SE compararmos com a ilha de Liliput...




Affz, chega a ser desalentador discutir contigo, Blah. Quem é que disse, aqui no tópico, que o voto da mãe pobre de 15 filhos deve valer menos (ou nem deve valer) que o voto do empresário?

Fico até tocado com seu desalento...

Mas, lembrando o que vc disse na outra postagem a qual gerou essa minha resposta:

Errado é deixar uma parcela da população - nesse caso os pobres, em geral - escolher sozinha os governantes, que é o que muitos sugerem aqui, como se a pobreza fosse uma garantia de sabedoria.

Errado é achar que a menor parcela da população, os ricos, devem decidir quem são os governantes de um país cheio de pobres. E a história mostra que qdo os ricos escolhem seus representantes, o escolhem para os deixe mais ricos e os pobre mais pobres.


Até parece que o voto da mulher com 15 filhos é mais consciente que o de um empresário (que muitas vezes dá emprego a várias mulheres de 15 filhos).

Que é isso ? Direito Divido dos Reis ou apenas Direito Divino do Dinheiro ? Agora por alguém ter dinheiro ele é mais consciente do que quem não tem ?

Até parece que o voto de um empresário (que muitas vezes dá emprego a várias mulheres de 15 filhos) é mais consciente que o da mulher com 15 filhos.

O que é consciência pra vc ? É o que vc julga certo ? Afinal vc é consciente e isso o fez chegar num estágio "Buda" político e que vc sabe o que é melhor para todos... Ricos ou pobres... Aí volta a soberba de achar que alguém sabe mais da vida do outro que o próprio outro...

A mulher é mais consciente sim, sobre os assuntos que cercam a vida dela. E ela vai votar tendo isso como base.

O Empresário é mais consciente sim, sobre os assuntos que cercam a vida dele E NÃO DA VIDA dos funcionários...

Até parece que os empresários são todos gente boníssimas e que fazem tudo para a felicidade, evolução cultural e social dos seus empregados... Eles querem é a mão de obra deles e qto mais barato MELHOR. E não venha chamar isso de consciência, por favor... Queria ver se não fosse obrigatório por lei uma série de benefícios que são dados aos trabalhadores, se os empresários iriam fazer isso de bom grado, felizes da vida, tudo por uma boa causa, tudo por eles possuirem uma consciência infinita...

nigo
31/10/2006, 23:26
Pensei que os defensores do nazismo tinha sido extirpardos aqui do BFC...:?


eles sempre voltam, seja de uma forma ou de outra


seja da forma = quero impor meu pensamento a força

seja da forma = sou ariano, sou melhor que vc


as vezes voltam nas duas formas


HAHAHAHAHHA :angel:

bombacha
31/10/2006, 23:53
Errado é deixar uma parcela da população - nesse caso os pobres, em geral - escolher sozinha os governantes, que é o que muitos sugerem aqui, como se a pobreza fosse uma garantia de sabedoria.

Errado é achar que a menor parcela da população, os ricos, devem decidir quem são os governantes de um país cheio de pobres. E a história mostra que qdo os ricos escolhem seus representantes, o escolhem para os deixe mais ricos e os pobre mais pobres.
Releia a minha frase e atente para a palavra "SOZINHA". Ela cumpre a função de dizer que a escolha política deve ser equilibrada entre as partes e não restrita a uma só (ricos, empresários, "elite"), como você inicialmente entendeu.

Não é o que acontece hoje, porque todas as forças políticas estão com suas atenções desequilibradas, pensando somente na distribuição de renda, na transferência, mas não se preocupam em, primeiro, gerar a renda para então distribui-la. Querem dar o que não existe e, ao querer dar tudo, acabarão por nada dar.


Até parece que o voto da mulher com 15 filhos é mais consciente que o de um empresário (que muitas vezes dá emprego a várias mulheres de 15 filhos).

Que é isso ? Direito Divido dos Reis ou apenas Direito Divino do Dinheiro ? Agora por alguém ter dinheiro ele é mais consciente do que quem não tem ?
Infelizmente, em regra geral, sim. Mas para chegar nisso, é necessário suber de nível e refinar um pouco o raciocínio, deixando de lado reducionismos infantis, dando lugar pra realidade, pro Planeta Terra.

Não é o dinheiro em si que traz essa consciência e sim o que dele advém, como vários anos de educação, boa qualidade dessa educação, disponibilidade de livros em casa, revistas, enfim, aspectos objetivos. É claro que o dinheiro em si não traz consiencia e a exceção prova a regra. Tem muita gente rica por ae que é uma porta, tem muito letrado que coaduna com teorias jurássicas, assim como tem muita gente pobre que, a despeito de todas as dificuldades, possui uma cultura, um conhecimento, uma sabedoria surpreendente.

É um martírio defender essa posição porque ela é fácil de ser atacada e complexa de ser defendida. Antes que você inície uma explicação, basta alguém dizer "bombacha acha que rico é melhor que pobre" e está terminada a discussão, com o risco de eu levar uma pedrada na cabeça ou ser taxado de elitista.

Um parenteses necessário: É assim que a esquerda em geral discute. Reforma na previdência? Estão tirando direitos adquiridos!!! Reforma na CLT? Estão tirando direitos do trabalhador!!! LRF? Estão acabando com o Estado!!! Privatização? Estão dilapidando o pratimônio público!!! É esse tipo de discurso raso e pernicioso que condena discussões importantíssimas e relega os debates a meras refregas onde vence quem gritar mais alto. É por esse motivos que, só sem o PT no jogo político, podermos incluir na agenda política os assuntos realmente importantes e não questões periféricas, como programas sociais e privatizações.


O que é consciência pra vc ? É o que vc julga certo ? Afinal vc é consciente e isso o fez chegar num estágio "Buda" político e que vc sabe o que é melhor para todos... Ricos ou pobres... Aí volta a soberba de achar que alguém sabe mais da vida do outro que o próprio outro...
Quando eu falo em consciência política, estou me referindo nos aspectos que levam alguém a votar em determinado candidato. O vivente que vincula seu voto por um benefício qualquer, efêmero, não é um voto consciênte, por que se for assim, não ganha o melhor candidato e sim ganha o que tem mais dinheiro. É simples e limitado essa minha definição e eu uso "consciência" porque não tenho termo mais adequado para definir a escolha política equilibrada, ponderada. Podemos dizer que o voto do pessoal aqui do fórum - ao menos os que estão discutindo política - é um voto mais consciente do que o do vigilante noturno que eu encontrei, sexta feira, às 18h, que se lembrou que domingo teria que votar e que precisaria saber quem eram os candidatos. Independente do destino do voto do seu Luís, não é um voto politicamente consciente. É uma pessoa maravilhosa, responsável, ética e proba, mas nada disso é garantia de consciência política.

Veja, não é nenhum juízo de valor das pessoas; é importante diferenciar isso. Se fosse um julgamento de correção, você até poderia me chamar de soberbo, mas não creio que seja o caso. Não por definição, ao menos.


Até parece que os empresários são todos gente boníssimas e que fazem tudo para a felicidade, evolução cultural e social dos seus empregados... Eles querem é a mão de obra deles e qto mais barato MELHOR.
Eis uma visão tacanha e retrógada das relações de trabalho de hoje. Primeiro, porque faz juízo de valor de pessoas, segundo, que considera o Brasil de séc. XIX e não o atual.

As relações hoje, e não só as trabalhistas, são extremamente complexas, numa intricada rede de pessoas, empresas e instituições; é simplesmente inútil descer a reducionismos marxistas para querer explicar isso. Os radicais do PCO ou PSTU até usam esse discurso porque ele é facilmente compreenssível e absorvido, mas não passa de pirotecnia ideológica.

Enfim, desculpe-me o longo texto, mas o tema exige.

MdM
01/11/2006, 01:17
as vezes voltam até como travestis da revista tititi

CapBlah
01/11/2006, 01:25
Releia a minha frase e atente para a palavra "SOZINHA". Ela cumpre a função de dizer que a escolha política deve ser equilibrada entre as partes e não restrita a uma só (ricos, empresários, "elite"), como você inicialmente entendeu.

Eu não entendi nada... Eu entendo é que 80% da população do Brasil é pobre e é de direito democrático instituido de que ELES decidirão o presidente do país. Mesmo que por anos, as mídias tenham feito eles decidirem a seu favor... Ou vc acha mesmo que MESMO um pobre, acha que o Sarney é um excelente político e que ele muda até de estado e se elege ? Vc acha que o Rico não tem o poder de influenciar o pobre ? Isso não aconteceu até a eleição de 2002 ? E essa virada ? A q vc atribui ? Eu atribuo a um cara que tem um carisma maior do que a inteligência política dele. E os pobres do Brasil, mais do que nunca, provam que estão depositando nele a esperança de ter uma vida melhor. Não tiro o direito deles não...


Não é o que acontece hoje, porque todas as forças políticas estão com suas atenções desequilibradas, pensando somente na distribuição de renda, na transferência, mas não se preocupam em, primeiro, gerar a renda para então distribui-la. Querem dar o que não existe e, ao querer dar tudo, acabarão por nada dar.

Não perca a razão para bom andamento da discussão. Pois...
Todas as forças políticas estão engajadas em redistribuição de renda ??? Que país que vc mora ??? O que eu vi é que é isso que a população quer e é nisso que as promessas se embasaram... TANTO as do Lula, QUANTO as do Alckmin, já que o mesmo esperneou pra tentar pedir credulidade de que ele continuaria o Bolsa Família, ampliando-o e aumentando-o, segundo palavras dele mesmo.


Infelizmente, em regra geral, sim. Mas para chegar nisso, é necessário suber de nível e refinar um pouco o raciocínio, deixando de lado reducionismos infantis, dando lugar pra realidade, pro Planeta Terra.

Não é o dinheiro em si que traz essa consciência e sim o que dele advém, como vários anos de educação, boa qualidade dessa educação, disponibilidade de livros em casa, revistas, enfim, aspectos objetivos. É claro que o dinheiro em si não traz consiencia e a exceção prova a regra. Tem muita gente rica por ae que é uma porta, tem muito letrado que coaduna com teorias jurássicas, assim como tem muita gente pobre que, a despeito de todas as dificuldades, possui uma cultura, um conhecimento, uma sabedoria surpreendente.

É um martírio defender essa posição porque ela é fácil de ser atacada e complexa de ser defendida. Antes que você inície uma explicação, basta alguém dizer "bombacha acha que rico é melhor que pobre" e está terminada a discussão, com o risco de eu levar uma pedrada na cabeça ou ser taxado de elitista.

Esse papo de "realismo nu e cru" é dose.
Um pensamento é achar que certas atitudes discutíveis são necessárias para o bom andamento das coisas, como vc está fazendo. Outra é largar o objetivo maior.

O objetivo maior está longe e pode ser facilmente ser considerado utópico. Ou seja, meu discurso é o revez do seu. Vc acha que tem o direito de se basear em coisas repugnaveis para construir assim uma rota de salvação para o país.

Mas me diz se vc não é pretensioso em achar que para entender que existe a solução por um lado "vil", vc se baseia em achar que seu pensamento é refinado e o meu é um reducionismo infantil.

Cara... Os alemães achavam que estavam fazendo a coisa certa ao ouvir o discurso do Hitler... Sabe por que ? Por que ele soube refinar o pensamento das pessoas para acreditarem que uma medida drástica e altamente repugnável era a solução para um amanhã belo para todos. Então muda o mote que vc está tentando mostrar um filho bonito e saudável que nasceu de um estupro. Ou seja, é condenável o que estou defendendo, mas seria a salvação da lavoura...

Pô Bombacha, pega leve...


Um parenteses necessário: É assim que a esquerda em geral discute. Reforma na previdência? Estão tirando direitos adquiridos!!! Reforma na CLT? Estão tirando direitos do trabalhador!!! LRF? Estão acabando com o Estado!!! Privatização? Estão dilapidando o pratimônio público!!! É esse tipo de discurso raso e pernicioso que condena discussões importantíssimas e relega os debates a meras refregas onde vence quem gritar mais alto. É por esse motivos que, só sem o PT no jogo político, podermos incluir na agenda política os assuntos realmente importantes e não questões periféricas, como programas sociais e privatizações.

Ah sim... Se for por isso pode me chamar de esquerda sim.

E olha vc dizendo que a política só vai ser bem discutida sem esquerda...

Vc já leu sobre dialética... Afinal vc é um cara instruído, refinado e culto... Vc acha mesmo que existe melhora pela eliminação de um ponto de vista ?
Ou seja, elimina quem pensa o contrário senão a festinha não fica completa pois vão ter os que querem estragar-prazeres da nossa refestelança.


Quando eu falo em consciência política, estou me referindo nos aspectos que levam alguém a votar em determinado candidato. O vivente que vincula seu voto por um benefício qualquer, efêmero, não é um voto consciênte, por que se for assim, não ganha o melhor candidato e sim ganha o que tem mais dinheiro. É simples e limitado essa minha definição e eu uso "consciência" porque não tenho termo mais adequado para definir a escolha política equilibrada, ponderada. Podemos dizer que o voto do pessoal aqui do fórum - ao menos os que estão discutindo política - é um voto mais consciente do que o do vigilante noturno que eu encontrei, sexta feira, às 18h, que se lembrou que domingo teria que votar e que precisaria saber quem eram os candidatos. Independente do destino do voto do seu Luís, não é um voto politicamente consciente. É uma pessoa maravilhosa, responsável, ética e proba, mas nada disso é garantia de consciência política.

Idem pra quem lê, é culto e instruido. Conheço um monte de filhinho de papai, cheio da grana, que se encaixariam na sua descrição anterior que diz que vai votar no Alckmin por que o pai disse que ia, ou que vai votar no Lula por que a mãe é funcionária pública e ela tá com medo da privatização. Qtos aqui nesse fórum, que possuem o tal acesso a cultura que vc requer e mesmo assim não possuem nem um pouco de consciência política ?


Veja, não é nenhum juízo de valor das pessoas; é importante diferenciar isso. Se fosse um julgamento de correção, você até poderia me chamar de soberbo, mas não creio que seja o caso. Não por definição, ao menos.

Não acho isso... Mas acredito que democracia é isso. 1 pessoa = 1 voto.
"O Brasil é tão bom quanto seu voto." - Não foi assim que o TSE falou na televisão ?

A única diferença é que eu não estou achando ruim do Lula ter ganhado ou não, eu acho que é justo, pois ele foi eleito por uma maioria de votos. E querendo ou não, todos os que votaram nele possuem o mesmo direito de votar... Ou então mudemos pra um sistema diferente... Quem sabe voltamos pra Monarquia ? Afinal o Reis possuiam além do direito divino, cultura, dinheiro, consciência política, blablablabla...


Eis uma visão tacanha e retrógada das relações de trabalho de hoje. Primeiro, porque faz juízo de valor de pessoas, segundo, que considera o Brasil de séc. XIX e não o atual.

Tacanha ? Mesmo ? Sério mesmo ?
Vc acha que o Brasil atual não possui empresários que querem o maior lucro possível ? E só não passam por cima de certas coisas por que existe lei pra evitar isso ? Isso não tem nada a ver com Brasil. Essa tendência é mundial... Isso é o Capitalismo... Na China é 1000 vezes pior e vai dizer que o PIB deles foi infinitamente melhor que o nosso e que deveríamos fazer como eles... Um país de "esquerda" que enriquece como um país de "direita" explorando sua população ao máximo e colocando eles dentro de um curral pra ficarem quietinhos...


As relações hoje, e não só as trabalhistas, são extremamente complexas, numa intricada rede de pessoas, empresas e instituições; é simplesmente inútil descer a reducionismos marxistas para querer explicar isso. Os radicais do PCO ou PSTU até usam esse discurso porque ele é facilmente compreenssível e absorvido, mas não passa de pirotecnia ideológica.

Aham... Então tá... Fala em comunismo, marxismo, comedores de criancinha e pirotecnias ideológicas...

1. Não sou marxista e nunca li um livro ou texto completo de Marx, embora queira fazer isso uma hora ou outra. Não é possível que economistas e sociólogos do mundo todo citam ele e nem por isso devem ser considerados Marxistas. Vide Delfim Netto... Ou vc acha ele marxista ?

Mas... Pros "de direita", Marxista = Comunista = Um monte de balela inventada pra associar isso a delinquentes/assassinos/ladrões/etc.

2. Não sou comunista e não acredito em comunismo. O ser humano gostaria mas não se encaixaria nessa ideologia. Apenas os índios, em sociedades bem pequenas conseguiram chegar bem perto disso.

Mas em contrapartida não posso ficar sentado achando que o capitalismo é "tudo de bom" e que não tem jeito o ser humano é capitalista por natureza e isso sendo da natureza humana não há nada que se possa fazer sobre...

Minha auto-crítica não me permite me esconder atrás disso. O dia que perdemos nossas ideologias, nos desligarmos das utopias e pararmos de tentar chegar em algum lugar BEEEM melhor, seremos um barco sem rumo, pessoas sem sonhos, pessoas sem objetivos.

Harpia
01/11/2006, 07:29
eles sempre voltam, seja de uma forma ou de outra


seja da forma = quero impor meu pensamento a força

seja da forma = sou ariano, sou melhor que vc


as vezes voltam nas duas formas


HAHAHAHAHHA :angel:

:up:

Leo
01/11/2006, 11:15
Você já pararam para pensar que talvez, apenas talvez, o pobre tenha bons motivos para ter votado no Lula ?

Que para a classe pobre o Lula tenha feito um bom governo.

Comparem a situação do pobre nos últimos anos, eles deram um gigantesco salto de qualidade de vida.

Este é o motivo de terem votado em peso no Lula, simples e puro.

Claro que sim!! Conjuntura econômica favorável, aumento do poder de compra, ampliação do bolsa familia, que é a mesma coisa que um bolsa-escola, com o prejuizo de não ter contra partida.

Radicalizei quando falei em outro tópico, que é que nem o favelado que adora o bandido, o traficante, não se importando o que ele faça para viver, já que é ele que o ajuda na hora do aperto.

Os pobres viram seu poder de compra melhorar e pronto, basta para eles, não são nada politizados e não estão nem ai para o que mais ocorra. Aliás, absolutamente compreensível.

Pois, independentemente da classe social, "farinha pouca meu pirão primeiro", é assim! O sistema democrático é assim, quem elege é a maioria* e as propostas acabam sendo o que as pesquisas indicam dar votos, com diferenças minimas. Quer queiram quer não, somos um pais pobre.

* E essa maioria é altamente manipulável, mesmo em paises ricos, vide o mais rico de todos, o que sua população pensa em relação aos mais variados temas mundiais.

A todos foristas que esfriem os animos (e não façam micro-posts flames!), pois, nem a derrota nem a vitória foram "acachapantes".

A diversidade é otima para o país, a rotulação e a divisão do país não são!

Harpia
01/11/2006, 11:30
Claro que sim!! Conjuntura econômica favorável, aumento do poder de compra, ampliação do bolsa familia, que é a mesma coisa que um bolsa-escola, com o prejuizo de não ter contra partida.

Radicalizei quando falei em outro tópico, que é que nem o favelado que adora o bandido, o traficante, não se importando o que ele faça para viver, já que é ele que o ajuda na hora do aperto.

Os pobres viram seu poder de compra melhorar e pronto, basta para eles, não são nada politizados e não estão nem ai para o que mais ocorra. Aliás, absolutamente compreensível.

Pois, independentemente da classe social, "farinha pouca meu pirão primeiro", é assim! O sistema democrático é assim, quem elege é a maioria* e as propostas acabam sendo o que as pesquisas indicam dar votos, com diferenças minimas. Quer queiram quer não, somos um pais pobre.

* E essa maioria é altamente manipulável, mesmo em paises ricos, vide o mais rico de todos, o que sua população pensa em relação aos mais variados temas mundiais.

A todos foristas que esfriem os animos (e não façam micro-posts flames!), pois, nem a derrota nem a vitória foram "acachapantes".

A diversidade é otima para o país, a rotulação e a divisão do país não são!

Sábias palavras.

Espero que agora, todos situação e oposição unam esforços para que o país vá para frente e que seja o melhor para todos.

SmoKe®
01/11/2006, 11:45
A todos foristas que esfriem os animos (e não façam micro-posts flames!), pois, nem a derrota nem a vitória foram "acachapantes".


Pois é. A falta de respeito com os meus avisos não vão ficar impunes.:up:

bombacha
01/11/2006, 16:18
Vc acha que o Rico não tem o poder de influenciar o pobre ? Isso não aconteceu até a eleição de 2002 ? E essa virada ? A q vc atribui ? Eu atribuo a um cara que tem um carisma maior do que a inteligência política dele. E os pobres do Brasil, mais do que nunca, provam que estão depositando nele a esperança de ter uma vida melhor. Não tiro o direito deles não...

A vitória de Lula pode ser atribuida a uma opção de espressiva parte da classe política brasileira em escolher um presidente de origem humilde, ligado as massas, para assim, deixar os pobres menos pobres. Tanto que em 2002 ricos e pobres votaram no Lula, a maioria pensando no social mesmo, nos pobres. Um voto bem altruístico, por sinal.

Agora, a coisa foi diferente, porque as pessoas perceberam que não adiantou muito votar no Lula porque os pobres continuam pobres e que as melhoras que vemos hoje são, na sua maioria, melhoras sazonais, que chegaram sem esforço e provavelmente saírão sem esforço também. Soma-se a isso um gigantesco esquema do corrupção e então teremos pessoas que em 2002 votaram no Lula com toda a convicção que tinham e que não tinham e hoje, vendo o erro, vendo o desastre, votam no Alckmin ou nulo.

Quando se fala em classe absoluta, não se esta considerando sua expressão absoluta em número de votos. O poder político que sindicatos têm, por exemplo, é inversamente proporcional a parte que eles representam na sociedade, enquanto pequenos empresários, trabalhadores autônomos são uma força enorme, mas estão muito mal representados no espectro político.


Todas as forças políticas estão engajadas em redistribuição de renda ??? Que país que vc mora ??? O que eu vi é que é isso que a população quer e é nisso que as promessas se embasaram... TANTO as do Lula, QUANTO as do Alckmin, já que o mesmo esperneou pra tentar pedir credulidade de que ele continuaria o Bolsa Família, ampliando-o e aumentando-o, segundo palavras dele mesmo.

Sim, toda a classe política esta preocupada em dar, em distribuir. Veja o discurso do Lula e do Alckmin; era a disputa de quem faria mais. Só que isso qualquer um faz; gastar é o mais fácil. O difícil é gerar receita, criar renda de forma sustentável, e disso pouco a classe política está preocupada, pouco está engajada. Por vários motivos, que não pertine aqui citar.


Ah sim... Se for por isso pode me chamar de esquerda sim.
E olha vc dizendo que a política só vai ser bem discutida sem esquerda...
Vc já leu sobre dialética... Afinal vc é um cara instruído, refinado e culto... Vc acha mesmo que existe melhora pela eliminação de um ponto de vista ?
Ou seja, elimina quem pensa o contrário senão a festinha não fica completa pois vão ter os que querem estragar-prazeres da nossa refestelança.

Desculpa, eu me esqueci de dizer que a esquerda que eu estava me referindo é a de hoje - jurássica, raivosa, atrasada, tacanha, populista, com o discurso da década de 50 que os populistas usavam. Fazer dialética com essa gente seria um suicídio. É Essa esquerda que seria muito bom que sumisse, para então dar lugar a uma outra esquerda, um pouco parecida com a européia, com a esquerda chilena, ou com a tucana. Essas esquerdas são forças políticas sensatas, razoáveis, não-populistas e liberais. É a esquerda que vê o mundo como ele é e não o mundo que gostaria de ver. Enfim, é a esquerda moderna, não a atrasada. Infelizmente, poucos no PT pensam assim, e estão todos espalhados por outras correntes, o que torna suas idéias praticamente inócuas no cômputo geral.

Evidente, esse discurso que eu critiquei no tópico anterior não é exclusividade do PT ou da esquerda atual, mas é o PT que aglutina esse discurso e potencializa ele no debate nacional, colocando na agenda esses assuntos de segunda ordem.



Tacanha ? Mesmo ? Sério mesmo ?
Vc acha que o Brasil atual não possui empresários que querem o maior lucro possível ? E só não passam por cima de certas coisas por que existe lei pra evitar isso ? Isso não tem nada a ver com Brasil. Essa tendência é mundial... Isso é o Capitalismo...

Então considere a recíproca: você acha que não existem empregados que só querem ganhar dinheiro e estão pouco se lixando pro seu trabalho ou pra qualquer responsabilidade? Já trabalhou na construção civil, Blah? Já lidou com auxiliares, pedreiros, carpinteiros, enfim, gente que tentou emprego em tudo que é lugar, não conseguiu, e foi parar num canteiro de obras? Pois é, essa gente também quer o maior lucro possível.

Por isso que fazer juízo de valor em cima dos personagens - seja empresário, seja trabalhador - não serve, ao menos, para a redação de uma lei trabalhista ou para a sustentação de um argumento minimamente sério.

Se as pessoas querem sempre levar a melhor, então é por isso que existem as leis. Ninguém prega o fim delas e sim seu aprimoramento, sua adaptação ao séx. XXI, que é muito diferente da década de 30, do fascismo, do populismo, etc. É por isso que se deve abandonar essa visão tacanha e raivosa de empresários e empregadores que querem explorar o trabalhador e ficar com a mais valia.


1. Não sou marxista e nunca li um livro ou texto completo de Marx, embora queira fazer isso uma hora ou outra. Não é possível que economistas e sociólogos do mundo todo citam ele e nem por isso devem ser considerados Marxistas. Vide Delfim Netto... Ou vc acha ele marxista ?

Não precisa ter lido Marx para defender o que ele pregava, porque seu discurso encontra-se impregnado na ideologia atual, tal qual um câncer. Mesmo sem saber nada de Marx, você manifesta alguma coisa dele quando faz juízo de valor em cima dos empresários, por exemplo, ou quando acha que movimento de massa ou luta de classes é algo bom.

CapBlah
01/11/2006, 19:44
Ok. Pelo visto a gente não vai chegar em lugar algum.

Os pobres não sabem votar... Os ricos sabem...
Os empresários não exploram funcionários... Os funcionários querem o maior lucro possível (como, o Bombacha deve saber... Nunca vi peão de obra ganhando participação nos lucros... e não estou falando de esmola "cala-a-boca-e-sorria-mesmo-com-os-dentes-que-lhe-faltam")
Blah = Marxista inconsciente = com câncer ideológico comunista = tacanha = retrógrado = blablabla...

Vai na tua modernidade, dos funcionários que exploram patrões, dos políticos atuais que fazer de tudo pela redistribuição de renda (tadinho deles e feliz da população que não sei pq q reclama), dos 5% que constituem uma grande margem de votos, da privatização-salvação-da -lavoura, de tucanos esquerdistas (essa foi boa), da escória inapta que virou a massa de trabalhadores da construção civil, de um mundo de pessoas insatisfeitas com o Lula que votaram nele na eleição passada e que nessa votaram no Alckmin (se não fosse por essas pessoas o tadinho do chuchu teria o q? menos votos que o Buarque?)... Vai nessa que vc tá bunitão...

Mas te admiro, conseguir um texto bem formatado, quase convincente, se não fossem as idéias estarem do avesso.

PS.: Trabalhei 6 anos na construção civíl. Conheço bem o tipo de pessoa que vc se refere. E nunca vi nenhum inapto completo que se refugiou na construção civíl por não ter outra opção na vida. Até por que, inapto não consegue emprego, a não ser que o patrão queira TANTO maximizar o lucro que contrata um inapto completo para pagar um salário compatível com a aptidão dele.

Harpia
01/11/2006, 21:37
Ok. Pelo visto a gente não vai chegar em lugar algum.


Eu já tinha chegado a esta conclusão.


Mais uma vez, parabéns Blah, são de pessoas com esta posição que precisamos no país.

CapBlah
01/11/2006, 23:58
Obrigado Harpia.

Eu tentei argumentar, chegar a um meio termo, ver quais pontos falhos nas idéias de um ou outro... Mas realmente estamos em extremos bem opostos e longínquos. E não que isso seja realmente um problema... Afinal, é bom ter gente firme que guenta discussão, ainda mais com opiniões contrárias...

Só fico desanimado por alguns pontos chaves que sairam demais da minha percepção de justiça e bem-estar geral. Por isso que eu acho melhor ficar por aqui... Estamos falando línguas diferentes.

bombacha
02/11/2006, 00:16
Os pobres não sabem votar... Os ricos sabem...
Os empresários não exploram funcionários... Os funcionários querem o maior lucro possível (como, o Bombacha deve saber... Nunca vi peão de obra ganhando participação nos lucros... e não estou falando de esmola "cala-a-boca-e-sorria-mesmo-com-os-dentes-que-lhe-faltam")
Blah = Marxista inconsciente = com câncer ideológico comunista = tacanha = retrógrado = blablabla...

Eu já estava me arrependendo de usar o termo desalentador devido a boa réplica, mas essa generalização, essa retórica falaciosa, fez jus ao termo. Eu nunca disse que os empresários não exploram os funcionários. Também não disse que funcionários exploram patrões. Enfim, você insiste ler as coisas que eu não escrevi, e dessa forma, ao invés de discutir o que interessa, eu tenho que esmiuçar tudo, escrever posts longos e tediosos e, então, após matar de cansaço quem tem o saco pra ler, tenho que explicar porque o PSDB é de esquerda pra alguém que se arroga conhecedor, mas, acredito, nunca deve ter lido o programa do partido, as teses do FHC, enfim, não procura se informar antes de emitir uma opnião. A título de exemplo, prefere ficar no raso, no superficial, no lugar-comun, do tipo "empresários são vis", "pobres votam consciênte", etc. É so recolher o cerne das suas idéias e veremos que ela não fala do Brasil e sim de uma abstração, e das ruins, que já ensejaram e ainda ensejam ao país as piores propostas e soluções.

Enfim, você fica discutindo a discussão, argumentando os argumentos, desenvolvendo sobre o desensolvimento do texto. Assim, é evidente que nunca chegaremos a lugar algum. Quando a discussão se resume a mera briga por interpretação, a mera discussão de picuinha, então é melhor ir para o monólogo mesmo. Com direito a aplausos da torcida.

Sucuri
02/11/2006, 01:46
Bom ... depois de ler TODOS os posts resolvi vir aqui e colocar um diálogo meu com meu sogro. Vou fazer uma breve explicação : sou um do ignorantes políticos e até antes deste diálogo iria votar nulo e depois dele resolvi mudar para um dos candidatos.


EU : trabalhador, casado, pai de um filho de 50 dias segundo grau completo (estudante de política via televião).

MEU SOGRO : trabalhador com 3 faculdades (economia, agronomia, engenharia florestal) ,trabalha em parceria com o governo desde o período COLLOR, criador da OCEPAR (organização das cooperativas do paraná) e ex-funcionário da OCB (pediu demissão e foi trabalhar por conta pois não quis entrar no e$quema).


EU - Então FULANO, pronto pra mudança? Vai votar no XUXU com certeza né? (cutucada)

FULANO - Pronto pra mudança estou sim ... mas não vou votar no XUXU não.

EU - Ué ... mas depois de tudo que rolou la em Brasilia com o Sr. voltando embora magoado praticamente com o rabo entre as pernas, mesmo assim vai no BARBA?

FULANO - Por Incrivel que pareça sim ...

EU - Poderia me explicar ? Não faz sentido ...

FULANO - Veja, em todos esses anos que trabalho em parceria com o governo, a muito tempo não via o dinheiro circular para o pessoal para quem trabalho e que faz movimentar o pais.
A grana dessa vez foi pra mão dos cooperados e não dos Latifundiários, como ia antigamente.

EU - Até ai tudo bem ... mas e toda essa história de dinheiro na cueca e grana surgindo do além?

FULANO - Cara ... essa putaria sempre existiu e sempre vai existir ... só que agora a oposição que antes era situação, esta de olho nas cagadas e tem acesso garantido as informações previlegiadas, ou vc acha q eles sairam de lá e levaram todo mundo junto? Sempre fika um olheiro ou se compra um.

EU - Mas antes não tinha a mesma coisa?

FULANO - Não ... antes o acesso era restrito ao mesmo consórcio ... mais de 20 anos os mesmos no poder, as vezes aparecia algum podre... mas logo era abafado. Agora ta a NOVA GERAÇÂO lá, aprendendo ainda como
se faz política, e os CORVOS antigos de olho pra tirar eles de lá pois a grana q eles levaram logo acaba.

EU - Complicado ... temos solução?

FULANO - EU ACREDITO que devemos deixar os caras la mais um pouco, pois esses 4 anos eles ja ganharam dinheiro. A minha esperança é que agora eles comecem a trabalhar para pagar o que ganharam.

EU - Mas se os antigos voltassem vc acha q não resolveria?

FULANO - EU ACHO que não ... pois todas as maracutaias não foram encerradas.. .estão apenas em STAND BY ... assim q eles voltarem, tudo volta a ser como era antes. Trocando em miudos ... MERDA POR MERDA, deixa os novos la mais um pouco pra ver se a distribuiçao continua.

EU - Eu ainda acho q vou anular meu voto.

FULANO - Não faz isso não cara. Escolhe um e senta o dedo ... o voto eh nossa arma contra os safados. A unica chance q teriamos seria uma mudança radical nas opçãoes, por exemplo:
- Só pode ser candidato a qqr cargo federal quem tem terceiro grau.

EU - Por que?

FULANO - Porque dai o cara q ta lá tem profissão ... e não fica os 4 anos pensando em juntar caixa, pois não sabe quando vai ter outra chance dessa.

EU - Pois é ... concordo.

FULANO - E veja...escolha um candidato por você .. eu acho q o BARBA foi bom na minha área, ele não, o pessoal que cuidou da minha área. ELE não cuida de nada, mas levou sorte de colocar uns caras bons q cuidam.



Portanto é isso. Acho que o BARBA não ganhou por q era o melhor e sim por que era o "MENOS PIOR" ... para nao deixar voltar o ciclo do antigo consórcio , que um dia volta (ou não).

Abraços.

SUCURI (novato total mas com alguma coisa a falar hehe)

CapBlah
02/11/2006, 02:19
Excelente postagem Sucuri.

Pra discutir não precisa conhecer... Afinal, quem não sabe tem que começar por algum lugar. Vc questinou o Sr Fulano Sogrovsky da Silva e dele colheu um monte de informações que não estão dentro do teu horizonte...

E acho que isso falta um pouco pra algumas pessoas. Ver que o mundo é maior do que o quintal de casa. ;)

CapBlah
02/11/2006, 02:21
então é melhor ir para o monólogo mesmo. Com direito a aplausos da torcida.

Então vai lá... Continua o monólogo que eu pago a pipoca pra torcida aplaudir...

(assistencialismo barato tb funciona com torcida)

Papparazzi
02/11/2006, 03:01
Chavão gasto já... mas que cai como uma luuuuuva no assunto:

"Times, mulheres e política, DEFINITIVAMENTE, não se discute"

Sucuri
02/11/2006, 03:42
Pois é ... sempre vai estar ruins pra uns e bom para outros... no meu caso esta sendo bom, dentro da minha perspectiva.

A GRANDE mudança que eu acho q está ocorrendo eh que a grana alem de ir pro bolso de poucos também ta indo para seu destino final. (muito pouko ainda).

E dentro deste contexto as coisas vão se ageitando.

Deixa os caras la metendo a mão (como todos) ,mas liberando um pouco (mais que os outros) para o povo.

Já aconteceu ... o BARBA ta lá, apoiado pela maioria massiva do POVO, não interessa se os "ignorantes" eram a maioria massiva ... mas o cara ta lá e pronto. Ou vc´s acham que só ignorante político votou de novo no BARBA?

Muita gente com quem conversei apoia o BARBA pois ainda tem alguma esperança, e sabe, ao contrario de certos pseudo-intelectualóides (palavrinha horrivel), que a merda antes era BEM maior ... mas não aparecia .(vide privatizações contra a vontade dos seus legítimos donos "O POVO")

Sem mais... daqui a 4 anos a gente volta a discutir sobre o assunto e vamos ver na GRANDE MERDA (ou não) que deu.

Abraços.

Sucuri.

CapBlah
02/11/2006, 13:50
Paparazzi.

Isso que vc falou é um problema... A gente aprende desde criança que não se discute política, futebol e religião... (vc trocou a religião por mulher, não te condeno... hehehee... fez bem, apesar d'eu não achar que chega a ser discussão... hehehe)

As pessoas devem aprender a discutir sobre qualquer assunto. Mas dentro do "aprender a discutir" vc deve antes de mais nada, aprender a respeitar a opinião dos outros e não achar que tudo que vc pensa é o 100% correto. Se vc entra achando que vc tá 100% certo e a outra parte 100% errada, já começou mal e a discussão tende a virar algo mais ferrenho... Mas obvio que ninguém é de ferro, e as vezes as posições são demais radicais... Mas aí tem que ter o bom senso de levar a discussão até onde achar que está sendo proveitoso, ou pra vc, ou pro outro ou para os que nos rodeiam...