PDA

Ver Versão Completa : Só pra esclarecer absurdo levantado no TS



Sr. Bison
15/11/2006, 17:45
Desculpe pessoal por postar aqui, mas só frequento aqui, e só o povo do HOI é amigo meu mesmo rs, não tenho contato com o pessoal de outras áreas, e queria apresentar pra vocês, desculpe , mas é extenso.

Surgiu uma discussão no TS de madrugada, onde falaram que a URSS teria uma bomba para destruir a Terra, partindo esta ao meio. Pois bem eu achei , logicamente a maior besteira que já ouvi sobre guerras nuclerares, porém, como a pessoa era irredutível em manter sua afirmação, preferi não polemizar nada. Porém para esclarecer a santa pessoa, ou apenas dar uma idéia das magnitudes de que ele estava falando, resolvi postar algumas informações para se ter a idéia real doque ocorreria caso todas as armas nucleares já criados fossem detonadas.

Pois bem, a primeira coisa que deve-se entender é que numa as medidas kilotons (Kt), megatons (Mt), se referem à energia desprendida em um processo em si, num determinado espaço de tempo ou não (/s, /m, /h, /d), e não à força explosiva desprendida. Desta forma, convém salientar que nas explosões thermo-nucleares acima de 10 Mt, 35% da energia liberada é energia cinética que irá criar a onde de choque, 7% raios gama, e 58% radiação de calor, ou seja, numa explosão dessas apenas 3,5 Mt geram o efeito explosivo de uma típica explosão padrão. Entretanto numa explosão de um artefato a base de TNT de alta qualidade,(uma artefato da 2 Guerra por exemplo) 85%-90%, da energia é transformada em energia térmica por meio da expansão de gases do próprio explosivo.

Assim uma bomba thermo-nuclear de 100Mt geraria a mesma explosão cinética e onda de choque de um artefato de TNT de 35Mt. A afirmação que a bomba de Hiroshima liberou energia equivalente a ~15Kt de TNT é verdadeira, mas a afirmação que a onde de choque, da explosão da bomba de Hiroshima, equivale à onda de um bomba de 15Kt de TNT é falsa ! Na verdade uma bomba padrão de 5Mt de TNT geraria a mesma destruição em Hiroshima.

A fonte são duas a Wikipedia e um site muito bom de física nuclear e armas nucleares : http://nuclearweaponarchive.org/Nwfaq/Nfaq5.html


http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_weapon_yield

Vale salientar que a explosão da Tsar bomb provocou uma bola de fogo de 4.6 km, muito menor do que dizem por aí hein !

Bem, entendido isso, agora temos o ponto de quantas armas nucleares já foram feitas e qual é o número razoável de energia potencial combinada de todos estes artefatos. Pois eu afirmei no TS que nem somando todas as bombas nucleares, o efeito desejado de destruir nosso planeta seria alcançado. Pois bem ... o número da potencialidade nucleares das potências mundiais não pode ser descoberto , visto que além de ser uma informação secreta, apenas seus governos a possuem, mas o número de ogivas já criadas pode ser presumido assim como a Wiki o faz :

http://en.wikipedia.org/wiki/Image:US_and_USSR_nuclear_stockpiles.png

Vamos supor então: que a URSS contribui para nosso arsenal com 41.000, os EUA com 32.000, e as demais outras nações mundiais com 1.000, que totaliza 74.000 ogivas, mesmo 90% dessas ogivas serem ogivas táticas de poder em torno de 400Kt, vamos supor que todas tenham 1 Mt, não não tem:


http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_proliferation

http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_weapons

Assim nós temos em torno de 71.000Mt de arsenal combinado, mas vamos dobrar esse número, para os mais descrentes e arredondar pra cima , totalizando 150.000 Mt. Pelos cálculos já explicados, temos 45 Gt de força explosiva.

Ok, agora vamos comparar com explosões cataclismicas que já ocorreram na história , vamos começar com a explosão de Thera, ou Cataclisma de Santorini. Entre 1630-1600 A.C. o vulcão Thera na Ilha de Santorini, Grécia, explodiu com uma força que varia entre 4,5 -6 Gigatons, ou seja 10% da força explosiva descrita acima, deve-se salientar que nas explosões vulcânicas 99,9% da energia é cinética, liberando material. O cálculo foi feito com base na explosão de Krakatoa, que fora registrada no começo do século anterior, em que os geologistas e vulcanólogos chegaram à um consenso sendo de 1/3 do Cataclisma de Santorini. A fonte são duas, 1 é o Guiness Book que inclusive faz uma comparação específica entre essas duas explosões a a Tsar bomb soviética de 57 Mt.


http://en.wikipedia.org/wiki/Thera_eruption

http://en.wikipedia.org/wiki/VEI

Para se ter uma idéia a explosão de Thera lançou ao ar instantaneamento cerca de 90 Km3 de matéria, gerou um Tsunami de 150m de altura, elevou o nível do oceano no local em, 1000m, lançou rochas na Síria e inclusive foram encontrados relatos de chuvas de rochas na Palestina.

Mas, essa explosão é somente 10% do arsenal nuclear, correto ? E os descrentes podem se ater à isso. Pois bem, assim resolvi elevar o nível e chegar aos cataclismas decorrentes de colisões de cometas ou meteoros na Terra. Peguemos o mais parrudo, o impacto de Chicxulub, México, ou o cometa que extinguiu uma boa quantidade de dinorrauros. A Wikipedia retrata que seria necessário uma explosão cinética de cerca de 100.000 Gt, ou 100 Teratons, ou 666,65 vezes o número de todo arsenal nuclear já criado, arredondado pra cima e dobrado. O guiness book retrato o impacto tendo cerca de 120 Teratons, 20% a mais que a Wiki, então eu acho que dá pra confiar , mais ou menos nos números :


http://en.wikipedia.org/wiki/Chicxulub_crater

Apesar de tudo isso a Terra está inteirina, tudo bem que depois de Chicxulub (que nomezinho hein rs) houve uma década Clacial, que levou à uma era Glacial, mas a Terra está interia. Visto isso, eu pensei, oque seria necessário para destruir ao menos toda a superfície da Terra. E achei informações que matam definitivamente a questão. O matador foi o impacto do cometa Shoemaker-Levy 9 em Júpiter, sendo por sinal o mais estudado da história e o melhor observado, a fonte é a Wiki e ela indica que os cientistas presumem o impacto sendo em torno de 6 Gt, porém, fazem uma comparação com 10% do arsenal nuclear combinado da URSS e EUA, e diz-se que este é 750 vezes menor que o impacto do cometa. Assim pelos cálculos cde informações combinadas de 3 pontos Guiness, Wikipedia e American Observatory Institute, chegamos que o arsenal combinado da humanidade nos áureos dias foi de 80.000 Mt.

http://en.wikipedia.org/wiki/Comet_Shoemaker-Levy_9

Resumindo : quadruplicamos número de todo arsenal nuclear já criado = 280.000 Mt, tiramos 35% de energia cinética = 100.000 Mt, agora comparamos com a explosão de Thera (~5Gt) , que implica hein : 5.000 Mt / 100.000 Mt = 5% vezes todo o exarcebado e hipotético arsenal nuclear já criado, , mas se isso não for o suficiente, peguemos o impacto de Chicxulub e comparamos : 1.000.000.000 Mt / 100.000 Mt = 100.000 vezes TODO o exarcebado e multiplicado arsenal nuclear já criado, e ainda a Terra está inteirinha !

Presumo, que agora todos tem a idéia que o arsenal nuclear é capaz de destruir todas as grandes cidades do mundo, mas provocar um cataclisma de destruição da vida na Terra está muito longe e ainda mais longe destruir nosso próprio planeta. Sem mais !

O pior cego é aquele que não quer ver !

http://en.wikipedia.org/wiki/Nuclear_proliferation

Darkness
16/11/2006, 20:08
"Na decada de 80 existiam somente na URSS e EUA 27.000 ogivas nucleares, desde simples de 0,5Kt de potencia à 20 Megatons; projeteis de artilharia russo e americano até mesmo a gigantesca bomba H russa chamada de "Gran Tsar" de 10T de pesso e força estimada de 20 Megatons (não confirmado)."

"Por volta do ano 2000, saiu publicado na Revista Science, que só os arsenais nucleares da Rússia e dos Estados Unidos (os dois maiores do planeta, sem incluir os dos demais países) são equivalentes, a 4,8 TONELADAS (e não quilogramas) de TNT para CADA habitante do Planeta. Inclusive, o Joelmir Beting chegou a citar tal estudo em sua coluna de economia, dizendo que dispensaria a "quota" dele!"


Poderíamos fazer médias e ver se bate com o cálculo feito pelo Bison.
Minha opinião pessoal é de que todos os arsenais reunidos dariam pra destruir a Terra várias vezes, continuo pesquisando.

Fazendo um cálculo médio , teríamos um número próximo ao do Bison, menor até já que ele saiu dobrando o Arsenal.
Já usando a conta com base nas informações da Science é mais complicado e eu estou com preguiça, mas os dados que consegui, até agora, batem com os do Bison.

Sr. Bison
16/11/2006, 21:39
Eu vi esse dia no jornal da Band, foi isso que eles disseram mesmo. Vamos lá : 4,5 T x 6.000.000.000 de habitantes = 27.000.000.000 x 0.35 (que é a energia cinética) = 9.450.000.000.

Pois bem, 9,45 bilhões de toneladas de TNT.
1 Kt = 1.000 t de TNT
1 Mt = 1.000.000 t de TNT
1 Gt = 1.000.000.000 t de TNT
Assim, 9,45 Gt de TNT. O número que passei é de 150Gt, mas ele está exagerado, o número seria 71Gt. Hoje em dia o arsenal nuclear gira em torno de 20-25% do que já foi, a Wiki indica 22%, o que equivale a ~16.300 ogivas. O poder médios delas gira em torno de 800Kt, assim o arsenal combinado seria mais ou menos de 13Gt.

Agora uma regrinha de 3. Se: 9,45 = 100
13 = X

X=137 % . Como 100% equivale a 4,5 toneladas por habitante, 137% equivale à:

100 = 4,5
137 = X
X= 6,15 T de TNT por habitante.

Pelos cálculos que apresentei, a tonelagem de TNT por habitante é maior ainda, desta forma, o artigo da science que o Dark citou, somente reforça oque já postei antes ! Que é impossível destruir sequer uma parte considerável da superfície da Terra !

Darkness
17/11/2006, 10:38
Pois é, mais um mito que, ao que parace, é falso.

Sr. Bison
17/11/2006, 14:27
Não é mito, eu não sei de onde tiraram essa idéia de destruição cósmica. Mas eu acho que nasceu em algum fórum de guerra ou jogos de guerra anos atrás. Tem muita gente que pensa que sabe e fala merda. Vai saber.

O problema é neguinho que lê alguma coisa num livro aí e já sai falando com pose de doutor, pesquisar que é bom e dá trabalho o cara, não quer.

Darkness
17/11/2006, 15:00
Eu já escutei várias vezes essa história de que o arsenal atomico era mais do que suficiente pra obliterar a Terra..

arthurs
19/11/2006, 15:11
Eu nunca escutei que era possivel obliterrar a terra, Mas em sua superficie povoada era possivel ser todas destruida.

Nao sei se condiz com os fatos.

Sr. Bison
19/11/2006, 19:54
Depende do que você considerar superfície povoada. Se você considerar todo o local que é habitado no globo, desde Manhatan até um local distante no campo, não, não corresponde aos fatos, na verdade muitos locais pouco povoados como a Floresta Amazônica, a Sibéria Russa ou o Saara, levariam vários dias para saber oque aconteceria, numa hipóstese de guerra nuclear. O inverno nuclear é um evento regional e não global, a radiação também é um evento regional, não conseguindo se abranger por largas áreas mantendo seu nível de radioatividade letal.

Agora se você considerar superfície povoada, a superfície dos grandes centros urbanos e cidades relevantes, sim, o arsenal é suficiente para essa destruição. No caso de uma guerra nuclear mundial, pense que a humanidade voltaria a idade antiga e os centros urbanos aingidos bor bombas nucleares de cobalto ou outros sais seriam inabitáveis por 1 ou 2 séculos.

Para motivos de cálculo, pense na URSS+EUA com 40.000 ogivas, com capacidade de destruir 10-12 Km2, faça 40.000 x 10 = 400.000 Km2 , agora divida pelo número da área a ser destruídas das cidades que você quer atingir, vamos supor 80 Km2 por cidade. Assim, 400.000/80 = 5000 cidades para você pulverizar. Agora escolha-as e você verá que não poderá ter o privilégio de jogar as bombas como bem entender, deverá priorizar os alvos, pois o arsenal combinado não é suficiente para destruir todas. Para quê jogar uma bomba numa cidade que nem está no mapa como Tangamandápio do Jaiminho ? Aliás, se nem está no mapa, é possível que ninguém nem saiba que ela exista.

Ou travar o alvo numa cidade no meio dos Andes ou Himalaia ? Eu não sei, mas eu prefiro travar meus alvos nos silos do meu inimigo para previnir que ele revide em mim, prefiro atingir seus pontos estratégicos, como comunicação, geração de energia, refiniarias, usinas, grandes centros urbanos, centros urbanos regionais, é até melhor lançar uma tática num porta aviões, evitando que este lance as suas, do que gastar em Tangamandápio.

O fato é que os americanos souberem criar muito terror em volta de uma guerra fria, afim de explorar ganhos políticos com isso e autorização e aceitação da opinião pública para seus gastos bélicos e de defesa. Engraçado que a história se repete, agora é moda aterrorizar a opinião pública em relação aos terroristas e conseguir verbas para defesa , como Bush faz.