PDA

Ver Versão Completa : [POLÍTICA] A casa finalmente caiu pro Khadafi.



Phack
21/08/2011, 19:23
Confrontos entre tropas do governo e rebeldes explodem no centro de Trípoli

Centenas de rebeldes líbios entraram na capital, Trípoli, vindos de cidades conquistadas no oeste do país.

Confrontos intensos ocorreram em diversos pontos da cidade neste domingo, inclusive na região central, de acordo com jornalistas que viajam com os rebeldes.

Eles foram saudados por uma multidão de civis nas ruas, que gritavam frases contra o regime de Muamar Khadafi e agitavam a bandeira dos rebeldes.
Horas antes, as forças antigoverno haviam tomado o controle de postos militares nas vias de acesso a oeste de Trípoli, onde pegaram armas e munições.

Outro grupo de rebeldes levantou bases de controle nos subúrbios a leste da capital, intensificando o cerco às forças de Khadafi em Trípoli.


"Não vamos entregar Trípoli para os colonialistas e traidores. Saiam às ruas aos milhares. Os que não tiverem armas devem nos procurar para receber uma. As massas devem se armar."
Muamar Khadafi

Massas armadas
Khadafi fez um pronunciamento televisionado – o segundo em dois dias - no qual garantiu que não vai abandonar Trípoli. Seus partidários afirmam que dezenas de milhares de combatentes o defenderão.

“Vamos lutar até liberarmos cada centímetro de terra e evitar que ela seja ocupada. Estou com vocês nessa batalha. Não vamos entregar Trípoli para os colonialistas e traidores”, disse Khadafi.

“Saiam às ruas aos milhares. Os que não tiverem armas devem nos procurar para receber uma. As massas devem se armar.”

Nos últimos dias, homens e mulheres que residem na cidade receberam armas e treinamento para lutar contra as milícias anti-Khadafi.

Hora zero
De acordo com o correspondente da BBC em Trípoli Matthew Price, nas áreas onde não há batalhas, os moradores estão evitando sair nas ruas.

Price afirma que os rebeldes chamaram essa incursão de “hora zero”, quando a revolução voltou à capital líbia.

“Durante toda a madrugada e o dia de hoje, ouvimos o barulho das explosões, das metralhadoras e de outras armas. Os dois lados estão lutando o que pode ser a batalha final de um conflito que já dura seis meses”, disse o correspondente.

Uma fonte do governo líbio afirmou que as líderes tribais estão se preparando para se defenderem. Há um temor, segundo Price, nos círculos do governo de que se os rebeldes tomarem Trípoli, a cidade poderia ser palco de uma guerra tribal.

“O governo está perdendo o poder, mas o que virá depois pode não ser uma transição tranquila como desejam as forças ocidentais”, afirma Price.

Mortos e feridos
De acordo com a agência de notícias Reuters, um funcionário do governo afirmou que 376 pessoas, entre rebeldes e forças do governo, foram mortas na madrugada deste domingo e que mais de mil ficaram feridas.

O cerco dos rebeles à Trípoli se intensificou a partir de sexta-feira, quando eles conquistaram cidades importantes próximas à capital que até então estavam sob domínio do governo. Entre elas estão Zawiya, a 50 quilômetros ao oeste de Trípoli, e Zlitan, a 160 quilômetros a leste.

Zawiya é uma das cidades recentemente conquistada pelos rebeldes
O ministro da Informação, Moussa Ibrahim, acusou os rebeldes neste domingo de estarem massacrando a população de cidades e vilarejos nos últimos dias.
Ao mesmo tempo, ele fez um apelo para que os rebeldes aceitem negociar. “Se vocês querem paz, estamos prontos”, disse.

Ibrahim também acusou a Otan de “abrir estradas para os rebeldes, que são fracos demais para fazer qualquer coisa sozinhos”.

O porta-voz da Otan Roland Lavoie disse à BBC que a organização estava envolvida apenas na proteção dos civis líbios.

COELHO
21/08/2011, 19:55
Postou no lugar errado, zéruela!

Aqui é BF3 e a casa só cai em Karkand pros americanos ou russos! :D

Phack
21/08/2011, 20:13
Em entrevista, rebeldes afirmam que filho de Kadhafi foi capturado
Líder da oposição confirmou captura e deu instruções para mantê-lo vivo.
Anúncio foi feito em entrevista concedida à televisão 'Al Jazeera'.

Chefe da segurança líbia diz que não permitirá 'gangues armadas' no poder
Em entrevista à televisão Al Jazeera neste domingo (21), o líder do Conselho Nacional de Transição, Mustapha Abd El Jalil, grupo que apoia a invasão rebelde à capital da Líbia, afirmou que Saif Al-Islam, um dos filhos do ditador Muammar Kadhafi, foi capturado.

“Nós demos instruções para tratá-lo bem, na intenção de que ele possa ser julgado depois”, afirmou Jalil em entrevista.

Segundo a TV Al-Arabia, o Conselho Nacional de Transição do governo da Líbia afirmou que a guarda presidencial de Muammar Kadhafi se rendeu às forças rebeldes, que tinham adentrado a capital Trípoli no mesmo dia.

Negociações
Um porta-voz do governo líbio disse em entrevista à televisão estatal que Kadhafi estaria pronto para negociações imediatas com os rebeldes que procuram derrubá-lo e pediu que a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) convencesse as forças rebeldes a não atacar mais Trípoli. Segundo Moussa Ibrahim, ministro da informação de Kadhafi, ao menos 1.300 pessoas foram mortas em combates na capital da líbia.

G1

Phack
21/08/2011, 20:14
Filho mais velho do ditador Kadhafi se rende, diz líder rebelde
É o segundo filho do líder líbio que estaria em poder dos rebelados.
Ditador fez apelo neste domingo para que o país fosse salvo.

O coordenador do Conselho Nacional de Transição, Adel Dabbechi, que apoia a invasão rebelde à Trípoli, afirmou neste domingo (21) que o filho mais velho do ditador Muammar Kadhafi, Mohammed Kadhafi, se rendeu às forças rebeldes.

Com a rendição, dois filhos do atual governante da Líbia estão sob poder das forças opositoras ao regime. Mais cedo, foi confirmada pelo Conselho a captura do filho mais novo de Kadhafi, Saif Al-Islam. “Nós demos instruções para tratá-lo bem, na intenção de que ele possa ser julgado depois”, afirmou o líder do Conselho Nacional de Transição, Mustapha Abd El Jalil.

"Ele está em um local seguro com guarda reforçada, aguardando para ser levado à justiça", disse o representante em entrevista concedida em Benghazi, cidade tomada pelas forças opositoras no leste da Líbia.

Pouco depois neste domingo, uma promotora do Tribunal Penal Internacional de Haia também confirmou a captura de Saif Al-Islam pelos rebeldes, segundo informações da Reuters.

Seif al-Islam era porta-voz do regime, já tendo sido apresentado em algumas ocasiões como o sucessor de seu pai.

G1

nigo
21/08/2011, 22:09
estava postado no BF3, movi para cá


sfa putos

Sgt.KAR98
22/08/2011, 18:33
O terceiro estado árabe fantoche está para ser criado.

LernerBrasil
22/08/2011, 19:40
O terceiro estado árabe fantoche está para ser criado.

Cara, tenho minhas dúvidas. Não li muito a respeito da Líbia, mas pelo pouco que li, os rebeldes podem muito mais criar um Estado que apoie o terror do que o khadafi fazia. Pelo que parece, eles já possuem ligações com grupos extremistas.

Num futuro próximo, a líbia pode ser um tiro no pé do ocidente.

jonathan_zzpudimzz
22/08/2011, 22:57
Operation Unified Protector (Odyssey Dawn): "Capô o gato"! Mohamed Kadafi Escapa dos Rebeldes

Mohamed Kadafi, um dos filhos do coronel Muammar Kadafi, escapou após ser detido pelos rebeldes que tomaram Trípoli, informou nesta segunda-feira um líder da rebelião, que pediu para não ser identificado.

"Sim, é certo que escapou", declarou o líder rebelde à AFP em Benghazi, "capital" da rebelião na Líbia. Filho mais velho de Kadafi, fruto do primeiro casamento do coronel, Mohamad conseguiu fugir graças à ajuda de uma brigada de homens fiéis a seu pai, segundo a emissora Al Jazeera, informou a EFE.

Líbia: de protestos contra Kadafi a guerra civil e intervenção internacional
Motivados pela onda de protestos que levaram à queda os longevos presidentes da Tunísia e do Egito, os líbios começaram a sair às ruas das principais cidades do país em meados de fevereiro para contestar o líder Muammar Kadafi, no comando do país desde a revolução de 1969. Mais de um mês depois, no entanto, os protestos evoluíram para uma guerra civil que cindiu a Líbia em batalhas pelo controle de cidades estratégicas.

A violência dos confrontos entre as forças de Kadafi e a resistência rebelde, durante os quais milhares morreram e multidões fugiram do país, gerou a reação da comunidade internacional. Após medidas mais simbólicas que efetivas, o Conselho de Segurança da ONU aprovou a instauração de uma zona de exclusão aérea no país. Menos de 48 horas depois, no dia 21 de março, começou a ofensiva da coalizão, com ataques de França, Reino Unido e Estados Unidos.

Fonte: Terra

SFA Rebeldes :bsfa:

Shall
22/08/2011, 23:56
Já passou da hora!