Página 32 de 33 PrimeiroPrimeiro ... 22252627282930313233 ÚltimoÚltimo
Exibindo resultados 311 a 320 de 321

Tópico: Venezuela em fotos

  1. #311
    Avatar de M3d0nh0
    Data de Registro
    Mar/2008
    Localização
    Joinville
    Mensagens
    2.318
    Valeu/SFA
    Recebidos: 2.336/109
    Dados: 1.279/45
    Citação Mensagem Original de brender Ver Mensagem
    Esta resposta está oculta porque você está ignorando este membro. Exibir Citação
    Se estes números estão certos ainda pode piorar muito sim. A população da Venezuela era estimada em 31 milhões, pelo infográfico cerca de quase 1 milhão procurou asilo em outros países. Quando chegar em cinco milhões talvez alguém faça algo a respeito. Como pode ter gente que ainda defende o regime comunista implantado na Venezuela? Repetem ainda aquele mantra; "é culpa do imperialismo americano".

    0 Not allowed! Not allowed!
    M3d0nh0´s BF1 machine < i5 6600K / Water Cooler Corsair H55 / msi Z170M ARMOR / 2 x 8GB Corsair Vengeance DD4 3000MHz / msi Geforce GTX 1080 X Gaming / SSD Kingston UV 400 480GB / CORSAIR RM650x / Aero Cool Aero1000 >

  2. #312
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30
    Citação Mensagem Original de M3d0nh0 Ver Mensagem
    Esta resposta está oculta porque você está ignorando este membro. Exibir Citação
    Se estes números estão certos ainda pode piorar muito sim. A população da Venezuela era estimada em 31 milhões, pelo infográfico cerca de quase 1 milhão procurou asilo em outros países. Quando chegar em cinco milhões talvez alguém faça algo a respeito. Como pode ter gente que ainda defende o regime comunista implantado na Venezuela? Repetem ainda aquele mantra; "é culpa do imperialismo americano".
    O Governo Brasileiro não consegue se organizar para dar conta dos 40 mil refugiados que estão em Roraima a meses e só agora resolveu fazer alguma coisa, imagina vindo 40 mil refugiados por mês.

    Migração venezuelana tem números semelhantes aos da crise no Mediterrâneo, alerta agência

    Fonte: http://internacional.estadao.com.br/...ia,70002187977

    De acordo com porta-voz da Organização Internacional de Migrações, as cerca de 40 mil pessoas por mês que deixam a Venezuela em direção à Colômbia se assemelham ao número de imigrantes que chegavam à Itália em 2015, no auge da crise de refugiados

    O fluxo de migrantes da Venezuela em direção às cidades colombianas e brasileiras já se assemelha ao fluxo mensal de migrantes que cruzaram o mar Mediterrâneo em direção às ilhas italianas no auge da crise. O alerta é de Joel Millman, porta-voz da Organização Internacional de Migrações (OIM).

    "Fomos informados de um fluxo de 40 mil pessoas por mês cruzando a fronteira para a Colômbia", disse. "Isso é quase o equivalente ao que vimos no auge da crise na Europa, em 2015, no sul da Itália", explicou. "Trata-se de uma emergência diferente", afirmou Millman. "Mas acompanhamos de perto a situação com atenção", disse o porta-voz da OIM.



    Dados oficiais da organização destacam que a Itália, uma das principais portas para a Europa, recebeu 155 mil estrangeiros em 2015 e 181 mil em 2016. Praticamente todos eles partiram de portos líbios ou da Tunísia.

    No auge da crise de refugiados, a passagem entre a Turquia e a Grécia chegou a registrar cerca de 1 milhão de pessoas. Mas a rota foi fechada por um acordo entre a Europa e o governo de Ancara. Em 2017, a OIM estima que 186 mil pessoas entraram no continente europeu pelas rotas marítimas, principalmente pela Itália.

    No caso sul-americano, os dados da entidade Migración Colômbia apontam que 470 mil venezuelanos entraram no país vizinho em 2017. Ao final do ano passado, existiam cerca de 202 mil cidadãos venezuelanos vivendo de forma irregular na Colômbia.

    "Em alguns dos meses, já vemos um fluxo maior de venezuelanos para a Colômbia que o total mensal que a Itália recebe do norte da África", aponta Millman.

    Existem, porém, duas classificações no que se refere ao fluxo de pessoas. Aqueles que consideram que estão fugindo de perseguição ou repressão, podem pedir asilo. Um número bem mais elevado, porém, se refere a pessoas que deixam seus países de origem por conta da pobreza, o que não caracterizaria uma condição de refugiado. Nesse caso, são classificados como "migrantes econômicos".

    Do lado brasileiro, a cidade de Boa Vista já teria recebido 40 mil venezuelanos e o governo estuda medidas para repartir essa população em outros Estados da federação. O presidente Michel Temer anunciou também um reforço da ação militar ao longo da fronteira, com o envio de 200 soldados por pelotões, além da duplicação dos postos de controle.

    O fluxo de venezuelanos tem sido gerado por uma situação cada vez mais dramática da economia do país e de sua crise política. Dados anunciados nesta semana pela Organização dos Estados Americanos (OEA) indicam que em 2014, 48% das famílias da Venezuela estavam em condições de pobreza. Em 2016, esse número já chegava a 81,1%.

    Na semana passada, o Tribunal Penal Internacional anunciou que analisará supostos crimes cometidos pelo governo da Venezuela. Mas na ONU, apesar da pressão de certos governos, nenhuma resolução conseguiu sequer ser elaborada para denunciar o governo de Nicolás Maduro nos diferentes órgãos da entidade. Caracas, ao longo de anos, costurou um forte apoio entre governos do Movimento de Países não-alinhados e Maduro ainda tem o apoio chinês e russo.

    O Alto Comissário da ONU para os Direitos Humanos, Zeid Al-Hussein, apontou também em 2017 que as violações cometidas pelo regime chavista poderiam ser considerados como crimes contra a humanidade.

    "Minha investigação sugere a possibilidade de que crimes contra humanidade possam ter sido cometidos, o que apenas pode ser confirmado por uma investigação criminal subsequente", disse Zeid.

    Ele acusou Maduro de "esmagar instituições democráticas e vozes críticas, incluindo por meio de processos criminais contra líderes da oposição, prisões arbitrárias e em alguns casos tortura".

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  3. #313
    Recursos Humanos de Belo Horizonte Avatar de RHBH
    Data de Registro
    Mar/2008
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    5.718
    Valeu/SFA
    Recebidos: 2.155/645
    Dados: 645/104
    Citação Mensagem Original de M3d0nh0 Ver Mensagem
    Esta resposta está oculta porque você está ignorando este membro. Exibir Citação
    Como pode ter gente que ainda defende o regime comunista implantado na Venezuela? Repetem ainda aquele mantra; "é culpa do imperialismo americano".
    O marxismo cultural traz a subversão ideológica da cultura ocidental em 4 etapas:

    1º Desmoralização
    2º Desestabilização
    3º Crise
    4º Normalização

    Os textos do Gramsci, Paulo Freire, mostram que esse processo foi aprimorado com o tempo quando notaram a revolução a base da "força" não seria viável na maioria dos países.

    Se você ler sobre o processo, vai ver que é exatamente o que aconteceu na Venezuela e AINDA está acontecendo no Brasil, o Impeachment da Anta só desacelerou um pouco.

    Lei Migratória do Aloysio Nunes escrachando as fronteiras, abrindo possibilidade de dar DIREITO A VOTO para refugiados, Plano Nacional de Educação impondo ensino de ideologia de gênero para CRIANÇAS... São só exemplos...

    0 Not allowed! Not allowed!
    Última edição por RHBH; em 13/02/2018 às 21:05.
    Corsair Carbide Series 500R / Seasonic M12II EVO 850W / ASRock Z97 Extreme6 / Intel Core i7 4790K / Corsair Hydro Series H60 / Corsair Vengeance Pro [4x8GB] / EVGA GeForce GTX 980 / Samsung 960 EVO M.2 [1TB] / Samsung SpinPoint F3 [2x1TB - RAID 0] / Seagate Barracuda Compute [2x4TB - RAID 1] / WD Blue [500GB] / AOC IPS 23" I2369VM / Creative Sound Blaster Z / Edifier C2 30W

  4. #314
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30
    Temer discute situação em Roraima
    Brasil 14.02.18 12:41


    Michel Temer está reunido no Palácio da Alvorada com os ministros Torquato Jardim (Justiça), Sérgio Etchegoyen (GSI) e Moreira Franco (Secretaria-Geral).


    A pauta é a situação dos venezuelanos em Roraima.


    ‘Emergência social’ em Roraima
    Brasil 14.02.18 16:04


    Raul Jungmann disse que o governo editará uma medida provisória para instituir “emergência social” em Roraima.


    O ministro da Defesa afirmou a jornalistas, após reunião no Palácio da Alvorada com Michel Temer:


    “A partir da determinação do presidente da República e da medida provisória que vai instituir exatamente a emergência social na fronteira e em Roraima, as Forças Armadas passarão a coordenar toda a ação do governo federal naquela região.”


    Com crise venezuelana, governo deve reforçar fronteira e declarar emergência social em Roraima


    Fonte: https://noticias.uol.com.br/internac...-pacaraima.htm





    Os ministros que participaram da reunião com o presidente Michel Temer (MDB) anunciaram nesta quarta-feira (14) que as Forças Armadas serão responsáveis por coordenar a ação do governo federal em Roraima para lidar com o grande fluxo de venezuelanos que fogem do país vizinho. De acordo com o ministro da Defesa, Raul Jungmann, uma medida provisória, que deve ser anunciada até sexta-feira, vai instituir a emergência social na fronteira e, em Roraima, as Forças Armadas passarão a coordenar toda a ação.


    Segundo o ministro da Justiça, Torquato Jardim, a ideia não é proibir a entrada de venezuelanos, "que seria contrário aos tratados de direitos humanos que o Brasil subscreve", mas "fazer uma seleção para saber quem está chegando e que tipo de ajuda cada um precisa". "Uns precisam de assistência médica, outras já são mais qualificados para conseguir emprego. Então, saber quem está chegando e como pode ser útil dentro da própria comunidade de venezuelanos que chegam ao Brasil", completou.


    De acordo com Jungmann, o controle das fronteiras deve ser reforçado na região de Pacaraima, cidade na fronteira da Venezuela que tem recebido o maior número de venezuelanos atualmente. "Você tem uma parte que passa pela Polícia Federal, onde você tem a entrada regular dos imigrantes, mas você tem também os que entram por fora, que fogem ao controle. Nós vamos ampliar o controle nesta fronteira", disse.


    O ministro da Defesa disse ainda que serão criados postos de controle no interior do Estado. "Não vamos ficar só na fronteira, vamos colocar também pessoal e controle no interior para fazer este processo de triagem, de apoio", afirmou Jungmann.


    O ministro da Defesa disse ainda que o efetivo militar para apoio às questões humanitárias será duplicado de 100 para 200 militares e será criado um hospital de campanha.

    O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Sérgio Etchegoyen afirmou que o governo brasileiro está trabalhando em parceria com outros países, como a Colômbia, que também está recebendo um grande fluxo de venezuelanos. "Temos dois propósitos: proteger a nossa população, ou seja, proteger o nosso interesse, sem descuidar da gravíssima tragédia humanitária na fronteira", disse.



    Etchegoyen afirmou que o GSI vai coordenar a área de inteligência voltada para identificar a origem dos fluxos migratórios, "a intensidade, as possibilidades de aumento e redução", além de medir o resultado das politicas que forem adotadas em função desses dados. Segundo ele, as ações têm dois propósitos principais: "proteger a nossa população, sem descuidar da gravíssima tragédia humanitária que nós temos hoje na fronteira".


    Temer esteve em Boa Vista, capital do Estado, na segunda-feira durante o Carnaval. "Vejo que esse afluxo intenso de venezuelanos cria problemas para o Estado de Roraima, mas certa e seguramente criará para outros Estados se não tomarmos algumas medidas e providências", acrescentou o presidente. Em seu discurso, Temer frisou que o Brasil não se fechará, mas que quer "disciplinar" a entrada de venezuelanos.


    Devido a uma forte crise econômica, muitos venezuelanos estão deixando o país comandado por Nicolás Maduro e indo para nações vizinhas em busca de melhores condições de vida. Roraima, no Norte do país, faz fronteira com a Venezuela. (Com Agência Estado)

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  5. #315
    Strafe abuser Avatar de Chacineiro
    Data de Registro
    Mar/2009
    Localização
    Floripa
    Mensagens
    6.859
    Valeu/SFA
    Recebidos: 6.571/117
    Dados: 4.758/321
    Me admira isso não ter acontecido antes...

    Pro regime é só vantagem, sobra mais dinheiro do petróleo, não dependem de uma economia funcional pra arrecadar mesmo, se sobrar só 1 milhão de pessoas na Venezuela tá tudo certo.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Fazendo Chacinas desde 1996!

  6. #316
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30
    'O venezuelano está fugindo da fome', diz comandante de operação do Exército em Roraima

    General anuncia aumento do efetivo e aguarda aval para atuar fora da fronteira


    Fonte: https://oglobo.globo.com/brasil/o-ve...raima-22398803





    Em entrevista ao GLOBO, o general Gustavo Dutra de Menezes, que comanda operação do Exército em Roraima, pede poder de polícia migratória fora da fronteira à Força e anuncia aumento do efetivo na divisa com a Venezuela. O governo brasileiro decretará estado de emergência em Roraima.


    Qual é a sua maior preocupação no momento?


    Minha maior preocupação é ter amparo jurídico para atuar. A legislação vigente dá ao Exército o poder de polícia para combater o crime transfronteiriço, contrabando, narcotráfico, garimpo ilegal. Isso nós estamos fazendo. Agora, quanto à questão migratória, nós não temos autoridade. Pelo que eu entendi, isso será regulado por meio de medida provisória.


    Ou seja, atuar de forma ostensiva fora da fronteira.


    Hoje, se a gente cruza com um imigrante fora da faixa de fronteira de 150 quilômetros e ele está totalmente ilegal, a gente não têm autorização para fazer absolutamente nada. A pessoa que não está legalizada seria convidada a voltar ao centro de triagem. Tem gente que chega a Boa Vista ou a outros lugares do Brasil sem passar pelo posto de fronteira.


    Como seria possível obter esta autorização?


    A nossa participação no controle do fluxo migratório vai ter que ser resolvida de alguma maneira. Não seria uma GLO (missão de Garantia da Lei e da Ordem, que foi empregada, por exemplo, para garantir a segurança na orla do Rio durante a Olimpíada). Isso não se faz necessário, não é o caso. É uma autorização para que a gente possa, da mesma forma que a Polícia Federal, pedir para a pessoa que está ilegal no país voltar ao órgão competente. E encaminhá-la, se necessário. Não é prender. Mas conduzir.


    Se houver resistência?


    Acho muito pouco provável. São pessoas pacíficas que estão chegando aqui. Tem um ou outro não tão bem intencionado. Mas a maioria é gente fugindo da fome. Se a pessoa entender que poderá ser melhor apoiada se regularizando, ela não vai resistir.


    Qual é a situação hoje?


    Nós já estamos com a nossa presença majorada. Isso ocorreu no dia 15 de janeiro. Um pelotão tem cerca de 60 militares. Agora, estamos com 100 militares na fronteira de Pacaraima. Outros 30 homens da Força Nacional chegaram. Hoje, começaremos os estudos para expandir nossa estrutura com o objetivo de atender a tropa e também outras instituições.


    Dá conta da missão?


    Nós vamos aumentar o efetivo para até 200 militares na fronteira. A Polícia Federal também está ampliando.


    Quem é o venezuelano que chega ao Brasil?


    Eu tenho conversado muito com eles. O venezuelano que chega aqui está fugindo da fome. Eles estão passando fome. Tem gente que fala que o salário de uma semana inteira dava para comprar um pão. As pessoas estão vindo por extrema necessidade. Roraima é quinta opção. O venezuelano mais rico foi para os Estados Unidos. O de classe média procurou a Colômbia ou Trinidad e Tobago. Quem fica em Roraima é o venezuelano mais necessitado.


    Como o morador está reagindo ao fluxo?


    Há casos isolados, mas não há xenobia. A população está triste e incomodada. Mas quer ajudar e está ajudando.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  7. #317
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30
    Os fugitivos de Maduro

    Brasil 16.02.18 10:36

    O Antagonista recebeu imagens da fila de venezuelanos querendo entrar legalmente no Brasil.

    Veja como está a sede da Polícia Federal em Boa Vista:



    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  8. #318
    Strafe abuser Avatar de Chacineiro
    Data de Registro
    Mar/2009
    Localização
    Floripa
    Mensagens
    6.859
    Valeu/SFA
    Recebidos: 6.571/117
    Dados: 4.758/321
    Todos vindo contar como o socialismo é bom e dá certo!

    0 Not allowed! Not allowed!
    Fazendo Chacinas desde 1996!

  9. #319
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30
    Venezuelanos com ensino superior tentam recomeçar a vida no Brasil[/SIZE]
    Estudo da Polícia Federal mostra que 15% dos imigrantes são engenheiros, médicos ou economistas

    Fonte: https://oglobo.globo.com/brasil/vene...rasil-22403017


    Imigrantes venezuelanos fazem fila em sede da Polícia Federal em Roraima - Jorge William / Agência O Globo

    BOA VISTA - O perfil dos imigrantes que fogem do governo Maduro e da aguda crise venezuelana é variado e não se resume a parcelas populacionais de baixa escolaridade e de regiões de periferia. É o que mostra um estudo da Polícia Federal feito com base numa amostra de três mil refugiados venezuelanos que chegaram ao Brasil em 2017.


    Do total de 17,8 mil venezuelanos que migraram para o Brasil no ano passado, 1,9 mil (6,2%) são engenheiros e 862 (4,8%) são médicos. A mesma quantidade (4,8%) se declarou economista. Também estão no topo da lista professores e funcionários da aeronáutica venezuelana.




    Engenheiro civil formado há cinco anos, Pablo Veneiros, de 35 anos, deixou a região central de Caracas há 30 dias. Pensou, inicialmente, em se refugiar na Colômbia. Mas desistiu e veio para o Brasil. Ao chegar em Boa Vista, onde imaginava que fosse encontrar emprego na construção, o que conseguiu foi apenas um “bico” de ajudante de obras.

    — Mas o trabalho durou apenas 12 dias. Desde então, não consigo ganhar um trocado sequer. Saí da Venezuela pois meu país está destruído. Quem não sai de lá é porque tem medo de se arriscar, e acaba passando fome —lamenta.

    O drama de Pablo é um retrato da realidade da vida dos venezuelanos em Boa Vista, onde, estima a prefeitura local, mais de 10% da população já é composta por venezuelanos. Juan Aranio, imigrante da cidade de El Tigre, localizada no estado de Anzoátegui, tem vagado há 15 dias pelas ruas à procura de um trabalho. Ele diz ter experiência em diferentes áreas da construção civil, mas, no Brasil, não consegue qualquer recurso que não seja por meio de doações.

    No peito, o venezuelano carrega uma placa de papelão amarrada com barbantes onde, em letras garrafais, implora por trabalho.

    — Deixei minha filha e quatro filhos na Venezuela. Percorri 1,6 mil quilômetros até aqui, caminhei sob sol quente por dias e dias. Agora busco algum trabalho para poder trazer minha família. Na Venezuela não temos condições de ficar. Só se vê fome, falta de medicamento e caos social — afirma.

    Segundo o estudo, 58% dos imigrantes são homens e 78% deles são solteiros. A maior parte deixou o país vizinho com a esperança de arrumar trabalho e mandar dinheiro para a família. O governo local estima que atualmente cerca de 40 mil venezuelanos já estejam em Boa Vista, fugindo da crise na Venezuela. Esse número é maior do que o que consta nos registros da Polícia Federal, pois parte dos venezuelanos entra no Brasil de forma ilegal e não pede refúgio ao governo brasileiro.


    A secretaria de Comunicação do Governo do Estado de Roraima informou que vai realizar ações coordenadas com o governo federal na tentativa de melhorar o atendimento aos imigrantes. Como mais de 25% dos imigrantes alegam possuir o curso superior, o governo de Roraima disse que o o governo federal vai trabalhar no “sentido de garantir a revalidação dos diplomas de professores e médicos”.

    Em visita a Roraima, o ministro da Justiça, Torquato Jardim,, disse que haverá um reforço para abrigar de forma mais humanitária os venezuelanos. “Vamos fortalecer o Centro de Referência ao Imigrante, tanto em Boa Vista quanto em Pacaraima, que já solicitou recursos de R$ 400 mil para esse trabalho. O Conare (Comitê Nacional de Refugiados) vai instalar um centro descentralizado em Boa Vista”, declarou o ministro.

    Com relação ao fluxo migratório ilegal, o governo disse que as Forças Armadas vão reforçar também a vigilância de fronteira, com motocicletas e equipes volantes em pontos além dos postos de fronteiras.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  10. #320
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localização
    São Paulo
    Mensagens
    2.213
    Valeu/SFA
    Recebidos: 963/40
    Dados: 435/30

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa mãe: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memória: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vídeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


Informação do Tópico

Usuários Navegando pelo Tópico

Existe(m) atualmente 1 usuário(s) navegando pelo tópico. (0 membro(s) e 1 visitante(s))

Regras de Postagem

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode responder mensagens
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
  • Código BB está Funcionando
  • Smilies estão Funcionando
  • Código [IMG] está Funcionando
  • Código [VIDEO] está Funcionando
  • O código HTML está Desativado