Pgina 45 de 48 PrimeiroPrimeiro ... 353839404142434445464748 ltimoltimo
Exibindo resultados 441 a 450 de 480

Tpico: Segurana Pblica - Discusses, dados e notcias

  1. #441
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Atirador em escola nos EUA foi impedido de fazer chacina por segurana armado







    Para CNN e grande parte da mdia, tiroteio em escola s interessa quando h pilhas de cadveres de estudantes. Como nesse caso apenas o atirador morreu graas presena de um segurana ARMADO, fica apenas uma notinha do ocorrido.







    Fonte: http://odiarionacional.org/2018/03/2...uranca-armado/

    https://www.facebook.com/bene.barbosa.35?ref=ts&fref=ts

    -1 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  2. #442
    Strafe abuser Avatar de Chacineiro
    Data de Registro
    Mar/2009
    Localizao
    Floripa
    Mensagens
    6.885
    Valeu/SFA
    Recebidos: 6.585/117
    Dados: 4.823/322
    Parkland tinha um policial armado at onde sei, mas o bunda mole(sim, to julgando mesmo) ficou se cagando de medo ao invs de tentar salvar a vida das crianas.

    Acho que a diferena nesse caso foi coragem mesmo, o cago l preferiu salvar a pele dele e deixar criana morrer, esse ai tomou atitude.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Fazendo Chacinas desde 1996!

  3. #443
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Bene Barbosa e a praga da parcialidade dos “imparciais”

    Fonte: http://renovamidia.com.br/bene-baros...de-imparciais/



    Ontem (20) ns fomos presenteados com mais um caso de desonestidade intelectual e de parcialidade promovida por um jornalista “imparcial”.

    Tudo comeou com uma postagem do jornal The Intercept Brasil que mostrava um discurso de Ronald Reagan (ex-governador da Califrnia e ex-presidente dos EUA) em que ele defendia uma poltica de restrio ao acesso de armas pela populao. A postagem est logo abaixo e diz explicar o assunto, mas esquece de citar o que acontece nas entrelinhas.

    https://twitter.com/TheInterceptBr/s...60443206004738

    Ronald Reagan, no discurso, est tratando dos Panteras Negras, que supostamente lutavam para proteger a populao negra desfavorecida e para dar melhores condies de alimentao, ensino e sade. Detalhe para o supostamente. Estas boas-causas no passavam de fachada para esconder o real interesse revolucionrio do grupo, que tratado no prprio vdeo do The Intercept como uma milcia organizada.

    Ao ver tal vdeo, Bene Barbosa, defensor ferrenho do direito ao porte de armas, especialista no assunto com mais de 25 anos de estudo, no se conteve e respondeu ao tweet em questo. Comeava a uma discusso que passou por mentiras propagadas pelo editor geral do jornal e com o mesmo rotulando Bene de “praga”.

    https://twitter.com/AndrewDFish/stat...29257251901440

    As mentiras variaram desde informaes relativas opinio dos americanos em relao ao porte de armas e lei restritivas at o nmero de mortes causadas por armas de fogo nos Estados Unidos e, por fim, em relao ao real propsito dos Panteras Negras, que o ponto principal deste artigo. Calma, as outras mentiras tambm sero refutadas, mas em menor escala pois so mais simples.

    Os Panteras Negras era um grupo terrorista disfarado de partido poltico que comeou a atuar nos EUA na dcada de 60. Com um ideal revolucionrio marxista e um “caderno de teses” que faria qualquer esquerdista defensor dos direitos humanos se apaixonar, o grupo promoveu ataques, assassinatos e invases em nome da causa, dizendo lutar contra o racismo. O caso mais famoso, e que foi usado pelo editor geral do The Intercept Brasil, Andrew Fishman, para chamar Bene Barbosa de “praga”, o da invaso ao Congresso da Califrnia. Armados, eles entraram na Casa para lutar pelo direito previsto na Segunda Emenda, o de portar armas, para “se defender da opresso policial” promovida contra os negros.

    Vejam, as aspas no esto sendo usadas para negar que, nos EUA, a discriminao racial era gritante, mas sim para constatar que o que o grupo terrorista de extrema-esquerda (calma, no opinio, so fatos) fez foi usar de uma causa trgica para promover os seus ideais extremistas. A prova disso que o grupo no queria defender os negros em geral, mas sim os negros pobres, j que os negros capitalistas, na viso deles, explorariam os pobres assim como os brancos fizeram.

    Ao falar que Reagan defendeu o controle de armas e, por isso, se assemelha a algum esquerdista, o jornalista do The Intercept esqueceu de levar em conta que o governador estava lidando com um grupo terrorista que queria se aproveitar de um direito constitucional para promover a sua causa. Tudo o que ele queria era impedir a ao de um grupo que j havia matado mais de 30 policiais somente por serem da classe. Troque o nome Panteras Negras por Estado Islmico e voc ver que faz sentido. O que mais certo, ir at o final com o direito deixando a populao merc de terroristas ou tentar fazer com que eles no tenham acesso a armas?

    Usar a lei Mulford, sancionada poca para restringir o acesso da populao s armas, como exemplo nos dias atuais, uma tentativa desonesta de tentar impor o desarmamento (que foi usado pela KKK, criada pelos Democratas, para tirar armas dos negros) contra a vontade da populao. Em 1967, as armas eram desejadas por terroristas para lidar com situaes que, nas palavras de Reagan, deveriam ser decididas por “pessoas de boa vontade”. J em 2018, quem luta pelo direito de usar armas so as pessoas de boa ndole citadas por Reagan, que querem se defender dos terroristas que colocam as vidas de suas famlias em risco.

    Estaria finalizada a resposta ao editor geral do The Intercept Brasil, mas desde cedo aprendi que mentira tem perna curta e que no demora muito at uma ser desmascarada.

    Primeiro, o cidado disse que “a maioria dos republicanos apoia leis armamentistas mais restritivas”, e este link, que usa exatamente a mesma pesquisa citada por ele, mostra o contrrio. De brinde, encontrei essa outra notcia que cita uma pesquisa que revelou que os americanos preferem segurana nas escolas a leis mais restritivas. Depois, Andrew Fishman surgiu com uma histria muito mal contada de que “os Democratas de antigamente eram os Republicanos de hoje”, citando uma suposta troca de ideologias entre os partidos. Vou me ater a refutar em apenas dois pontos: primeiro, os Democratas de antigamente no eram contra um Estado grande pela ideia de um mercado mais livre, mas sim porque dessa maneira ele no poderia intervir nos ideais escravocratas do partido. Ou seja, no era uma ideia de mercado, mas sim de interesses sobre outras pessoas. E segundo, os Republicanos desde sempre defenderam os direitos fundamentais dos cidados (segundo pargrafo deste link), coisas que os Democratas tentam fazer oposio at hoje. No irei me aprofundar muito aqui por medo de acabar escrevendo um livro, ento recomendo o melhor podcast do Brasil que, por acaso, j abordou o tema.

    isso. Aos leitores, ficam as seguintes lies: se for para bater de frente com o maior especialista em determinado assunto, que no seja fazendo uso de fake news. Ningum tem nada contra jornalista de esquerda, desde que ele assuma sua posio e no tome para si a caracterstica de “imparcial” sem ser. Voc pode defender grupos que promovem o terror o quanto quiser, mas seja tico o suficiente (se que isso possvel) para assumir que o faz, no tente se esconder atrs de boas causas como alguns cidados fazem.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  4. #444
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Que tiros so esses?



    http://www.cadaminuto.com.br/noticia...iros-sao-esses

    Os debates sobre desarmamento no Brasil por vezes parecem se assentar em uma guerra retrica cclica, como um “loop” infinito, no qual os argumentos vo sendo lanados, rebatidos e substitudos. Os defensores das restries s armas divulgam uma nova tese, quase sempre travestida de estudo, ela desconstituda por uma anlise tcnica e, na sequncia, substituda por uma nova linha argumentativa, que rapidamente segue o mesmo roteiro. E, no raro, uma tese j tantas vezes desmontada volta com nova roupagem, comeando tudo de novo.

    Esse ciclo permite observar fenmenos no mnimo curiosos, deixando claro como a narrativa vai se amoldando aos interesses ideolgicos de momento, sem compromisso com o que j se disse. Foi exatamente o que ocorreu com a repercusso assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco.

    Durante os ltimos anos, um dos argumentos mais repetidos pelos adeptos da ideologia antiarmas foi o de que os criminosos se abastecem de armas desviadas do mercado legal. A tese a de que o cidado comum que compra uma arma, cedo ou tarde, a ter roubada ou furtada, passando esta a ser usada por criminosos. Para comprovar o que afirmam, dizem que o rastreamento das armas apreendidas com bandidos revelaria a lcita origem remota delas.

    A teoria j foi amplamente desconstruda. Ela no se sustenta quando se constata que o rastreamento de armas em nosso pas s feito pelo nmero de srie, o que deixa sem qualquer busca por origem aquelas que no tm essa caracterstica ou que tiveram o nmero suprimido. Nos livros Articulando em Segurana: contrapontos ao desarmamento civil (Rebelo, 2016) e Mentiram para Mim Sobre o Desarmamento (Quintela e Barbosa, 2015), essa farsa pormenorizadamente desconstituda.

    Talvez nem fosse preciso. Afinal, a pura percepo comum j seria suficientemente para acabar com essa fantasia. Se so fuzis, metralhadoras e pistolas nos calibres 40, 45 e, sobretudo, 9mm o que mais se v com os criminosos, no necessrio esforo para eliminar a possibilidade de sua origem lcita, pois artefatos com essas caractersticas nunca foram comercializados para o cidado comum.

    E h mais: a prpria argumentao desarmamentista acaba por desconstruir a tese que defendem.

    Aps a morte violenta da vereadora Marielle, os analistas vinculados ao espectro progressista, no qual o desarmamento se insere, se apressaram para atribuir a autoria do crime a maus policiais, alvo recorrente de crticas ferrenhas e denncias da vtima. Nesse processo, culminaram por resgatar um levantamento atribudo ao Instituto Sou da Paz, apontando que a maior parte da munio apreendida com criminosos seria de fabricao nacional e de uso restrito das polcias e Foras Armadas (https://goo.gl/a7qf2x), o que seria um indicativo de que o desvio delas de tais corporaes que abastece o crime.

    E justamente a que as teses se anulam. Se as munies mais apreendidas com o crime so as de uso restrito, como podem ser as armas originrias do comrcio civil comum que abastecem os criminosos? No podem. Por mais que se tenha apego a ideologias transmutantes, revlveres 38 e pistolas 380 – as nicas acessveis ao cidado comum – no conseguem magicamente se transformar em calibres maiores. Isso um fato.

    Assim, com apregoa o adgio, das duas, uma. Ou no so as armas com origem legal que abastecem o crime (hiptese amplamente mais factvel), ou no so munies restritas as que mais nele se usa. As duas coisas no podem coexistir. A no ser, claro, que os especialistas de planto queiram convencer voc de que um bandido rouba um revlver 38 do cidado e atira com ele usando munio 9mm. Seria muito interessante ouvir os desarmamentistas explicarem que tiros so esses.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  5. #445
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Tudo ou nada

    https://www.facebook.com/deputadopen...50266068318650

    Amigos, ontem e hoje fiz contato com alguns deputados que apoiam o PL 3722. Decidimos nos reunir, nos prximos dias, para discutir estratgias de votao do projeto.

    H algumas semanas o presidente da Cmara, Rodrigo Maia, prometeu pautar a revogao do Estatuto do Desarmamento. At agora, no entanto, no h sinais de que ele cumprir sua palavra.

    Recentemente, ao receber representantes do Instituto Sou da Paz, Maia admitiu presso da "bancada da bala" e disse ter votado SIM no referendo em 2005 (goo.gl/hzWz9e).

    Como autor do projeto - e entendendo a posio de isonomia que precisa ter o presidente da Casa - nunca pedi que ele se posicionasse sobre o mrito do PL. Minhas cobranas sempre foram (e continuaro sendo) para que ele paute a proposta. Se tivermos votos o bastante, revogaremos o Estatuto. Se no tivermos, reconheceremos a derrota e voltaremos estaca zero.

    No est descartada uma grande manifestao em Braslia, em favor do PL 3722. Vocs topariam a empreitada?


    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  6. #446
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Em menos de uma dcada, crescimento de 10 mil homicdios. E o Estatuto do Desarmamento? Falcia pura!



    Fonte: http://www.cadaminuto.com.br/noticia...15KdE.facebook

    Diante dos ltimos casos de repercusso que vimos nesse pas, vidas sendo ceifadas, entre elas vereadores mortos, policiais, trabalhadores, negros, brancos, mulheres, homens, enfim...ningum escapa de ser uma potencial vtima...h uma pergunta a se fazer: at quando vamos continuar brincando com segurana pblica, tratando um tema srio com ideologizaes, politicagens e interesses confusos?

    A pergunta que fao pelos dados divulgados no dia de hoje, como consta no site G1, que apontam um Brasil que teve, no ano de 2017, 59.103 vtimas assassinadas. Isto corresponde a um homicdio a cada 9 minutos. algo gravssimo.

    Somos todos vtimas, desarmadas, desprotegidas, num quadro de segurana pblica falida, onde ousadia dos criminosos s aumenta, haja vista os ltimos crimes de repercusso que foram cometidos sabendo previamente da repercusso que teriam, como no caso da vereadora do PSOL do Rio de Janeiro.

    Os bandidos nesse pas no temem mais nada e somos cordeirinhos. E algumas autoridades s acordam quando eles so o alvos. o que aconteceu com o PSOL, que diante do brutal assassinado e injustia contra uma de suas polticas, quer que o Estado fornea segurana para seus candidatos. O PSOL vive o que j sabemos: estamos todos na ala de mira da criminalidade, que mata por qualquer motivo, por qualquer trocado e ainda encontra as desculpas mais estapafrdias para justificar a crueldade, como o famoso bordo: “a vtima sabe que no pode reagir!”.

    Neste nmero absurdo – 59.103, repito – esto casos de homicdios dolosos, latrocnios, leses corporais seguidas de morte, que so os que compem o quadro dos crimes violentos letais e intencionais. Banalizamos a vida, relativizamos valores e no temos nem aes preventivas e ainda demonizamos as onstensivas, por meio de discursos ideolgios, que colocam as foras policiais como inimigas. H maus policiais? Sim. Mas esses so bandidos.

    A grande maioria de bons quadros que esto sendo mandados para uma guerra com a misso rdua e ingrata de enxugar gelo. Homens que colocam suas vidas em risco e ainda h quem aparea para condenar uma reao diante de uma bandidagem cada vez mais ousada e mais armada. Precisamos definir claramente o mal e o bem. Precisamos ter a noo do Brasil que queremos.

    O nmero de 2017 representa um aumento de 2,7% na criminalidade. Em 2016, foram 57 mil assassinatos. Desde 2011 que esse nmero s cresce. O malfadado Estatuto do Desarmamento, vendido como a soluo de tudo, no incio dos anos 2000, se revelou uma fraude, um discurso demaggico, apoiado por veis ideolgico, que s fez desarmar o cidado de bem, mas no o bandido.

    E h quem relativize a classificao “cidado de bem”. Ora, estamos falando daquele sujeito ordeiro, que busca seguir a lei, que cumpre suas obrigaes e quer o direito legtima defesa diante do caos instalado, para proteger a si, sua famlia e sua propriedade. Um cidado desses pode se envolver em um ato de crime? Sim. Mas estatisticamente, como mostram estudos de Bene Barbosa e Fabrcio Rebelo, mnimo.

    Ainda sobre 2017, esse nmero de 59 mil pode subir. que os dados no esto todos contabilizados. Faltam Minas Gerais e Tocantins, por exemplo.

    Ento repetindo (com os dados do G1):

    1 - O Brasil teve 59.103 pessoas assassinadas no ano passado;
    2 - A taxa de mortes a cada 100 mil habitantes subiu e est em 28,5;
    3 - O nmero de homicdios e de leses corporais seguidas de morte aumentouo;
    4 - O Cear o estado que teve o maior crescimento de mortes tanto em nmero absoluto (1.677 mortes a mais em um ano) como percentualmente (48,5%) e
    5 - O Rio Grande do Norte o que tem a maior taxa de mortes: 64 a cada 100 mil
    6 - O nosso Estado de Alagoas, meus caros ouvintes, o 4 mais violento. Nossa taxa de 52,6 assassinatos por 100 mil habitantes. quase o dobro da mdia nacional. Somos o Estado que mais desarmou a populao. Somos o exemplo da falcia do Estatuto do Desarmamento.

    claro que no apenas a revogao do Estatuto que resolve. Revogar no armar a populao, como vendem por a. Quem tiver dvidas que leia o projeto de lei do deputado federal Rogrio Peninha. Revogar estabelecer critrios objetivos para a posse de arma; critrios estes que envolvem maioridade, psicotcnico, psicolgico, percia, no ter antecedentes etc. O projeto de lei bom e precisa ser discutido em detalhes e no por meio de slogans e chaves.

    O admite-se, evidentemente, o contraditrio, mas no a criao de um espantalho. Agora, claro que alm dessa medida precisamos de outras, que incluem polticas preventivas srias. Se continuarmos nessa caminhada, fecharemos a dcada como um dos pases mais perigosos do mundo e isto sem guerra civil, em tempos de paz e ainda fingindo que temos uma democracia sadia. No, no mais a temos.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  7. #447
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Vamos exportar o Estatuto do Desarmamento...

    Para a Venezuela j exportamos, agora o Paraguai vai ser na marra.

    Brasil quer que EUA restrinjam exportao de armas para o Paraguai: no, no piada.

    Fonte: http://www.cadaminuto.com.br/noticia...ao-nao-e-piada



    Recebo, estupefato, a notcia que a Polcia Federal brasileira est pressionando os EUA para que restrinjam a venda de armas ao Paraguai. Mais esse descalabro, essa confisso de fracasso da nossa ineficincia em proteger a fronteira foi notcia no jornal paraguaio Ultima Hora do dia 25 de maro e repercutiu em grupos pr-armas da Amrica do Sul. No preciso dizer que os comentrios no foram nem um pouco elogiosos e querem saber? Eles esto cobertos de razo!

    Em setembro de 2017 fui convidado para expor na XXX reunio do Grupo de trabalho sobre armas de fogo e munies do MERCOSUL que ocorreu no Palcio do Itamaraty, em Braslia. Pela primeira vez na histria do grupo – vejam que foi a 30 reunio! – algum no alinhado com a fracassada poltica desarmamentista estava presente para contrapor os argumentos de sempre, entre eles que um dos problemas do Brasil o comrcio legal de armas nos pases vizinho que acabam por abastecer, via contrabando, o comrcio ilegal no Brasil. Deixei algumas indagaes para o grupo: afinal, por que as armas so contrabandeadas para o Brasil? E, principalmente, por que essas mesmas armas no so um problema nesses pases e o so no Brasil? Oras, a resposta me parece bastante simples: o Brasil possuiu um excesso de demanda causada pelos criminosos que seguem impunes e incontrolveis.


    XXX reunio do Grupo de trabalho sobre armas de fogo e munies do MERCOSUL

    O Paraguai e o Uruguai possuem legislaes muito menos restritivas no que diz respeito s armas de fogo e possuem taxas criminais muito menores que as brasileiras, motivo esse que sempre uso os dois pases vizinho como exemplos em minhas palestras. O Paraguai possui a terceira menor taxa de homicdios da Amrica do Sul e essa taxa se encontra em queda nos ltimos anos, sinal que esto fazendo a lio de casa, muito diferente do Brasil. E por falar em Brasil, o Paraguai s no tem uma taxa menor por fazer fronteira com o Brasil! Sim, a fracassada poltica de segurana do Brasil consegue atrapalhar at mesmo a segurana pblica de seus vizinhos. O procurador paraguaio Hugo Volpe, jurado de morte em seu pas por investigar o crime organizado brasileiro atuando l, afirmou que o PCC – faco criminosa nascida em So Paulo – hoje a maior ameaa enfrentada em seus pas. Simplesmente vergonhoso!

    O Uruguai , de acordo com a organizao IANSA – organizao globalista pr-controle de armas -, o pas mais armado da Amrica Latina. H naquele pas uma arma para casa seis habitantes. Se as armas fossem um problema em si a taxa de homicdios seriam tambm os maiores do continente, porm, a taxa de homicdios a segunda menor da Amrica do Sul! Repito a pergunta: ento por que as armas de l s so usadas de forma criminal depois que atravessam a fronteira com o Brasil? Pergunta retrica j respondida acima... Enquanto isso o Brasil, que acha que pode dar conselho para algum na matria, amarga uma das maiores taxas criminais do mundo com 60.000 assassinatos por ano!

    Nos anos 90 a indstria nacional era comumente acusada de facilitar o contrabando de armas produzidas aqui ao abastecer o mercado legal de pases fronteirios. Pois bem, a prpria indstria optou por suspender esse tipo de exportao. O que aconteceu? Nada! As armas brasileiras foram simplesmente substitudas por armas de outros fabricantes, em especial dos EUA. E agora querem que os EUA faam o mesmo? Mais uma medida sem qualquer efeito prtico alm de ser uma clara ofensa soberania paraguaia. Um atestado de fracasso da segurana pblica e em especial da vigilncia de nossas fronteiras. Se nossos irmos sul-americanos podem aprender algo com a segurana pblica no Brasil e em especial sobre a poltica de desarmamento exatamente o que no fazer! Se os EUA devem parar de exportar armas para l, o Brasil deveria parar de exportar criminosos.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  8. #448
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Comea em 25:02


    Joo Dria: Diz que ser liberal de centro, mas nas entrevistas fala que social democrata
    Joo Dria: Flexibilizar as armas de fogo = EXTREMA DIREITA


    Parabns Dria



    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  9. #449
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    Geraldo Alckmin defende o Estatuto do Desarmamento

    Comea em 312



    S teremos 3 candidatos a presidente contra o Estatuto do Desarmamento

    Joo Amodo pelo NOVO
    Bolsonaro pelo PSL
    Flvio Rocha pelo PRB

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


  10. #450
    Avatar de brender
    Data de Registro
    Abr/2013
    Localizao
    So Paulo
    Mensagens
    2.604
    Valeu/SFA
    Recebidos: 1.010/49
    Dados: 441/30
    O elitismo velado do desarmamento civil

    Fonte: https://direitasja.com.br/2018/03/23...mamento-civil/


    Como Hans-Hermann Hoppe diagnosticou em sua obra “A Produo Privada da Defesa”, e Gustave de Molinari em “A Produo da Segurana”, um dos problemas da sociedade moderna a confuso entre segurana e justia, que decorre do fato de que ambos os servios foram praticamente monopolizados pelo Estado e frequentemente so fornecidos pela mesma corporao estatal. Esta confuso entre dois conceitos distintos mais evidente quando discutimos os temas da criminalidade, da violncia e da segurana pblica, por exemplo as questes do desarmamento civil e da reduo da maioridade penal.

    Uma boa parte dos (de)formadores de opinio parece assumir que se tivssemos um pas mais justo e com mais oportunidades, a questo da segurana deixaria de ter tanta importncia porque o crime reduziria drasticamente. Mas segurana e justia no so a mesma coisa. Justia quando algum rouba o seu celular, voc denuncia o ladro, ele julgado e condenado a uma pena determinada por um juiz. Idealmente, voc obtm o seu celular de volta. J segurana quando voc adota as medidas necessrias para que o seu celular no seja roubado. A Justia punitiva, restaurativa ou uma mistura entre as duas. A segurana nunca tem um carter punitivo ou restaurativo, mas sempre preventivo. Os objetos da justia so o criminoso, a vtima e a sociedade. O objeto da segurana a integridade e a propriedade do assegurado.



    de fundamental importncia diferenciar estas duas coisas. Todo ser humano precisa de segurana mesmo que a justia falhe por completo, pois seu direito individual vida, liberdade e propriedade que est em jogo e seu direito proteg-los mesmo que para isso necessite recorrer fora. Para o indivduo, irrelevante se os criminosos sero punidos ou recuperados se ele ou seus entes queridos estiverem mortos ou gravemente feridos, ou se lhe roubarem o patrimnio acumulado ao longo de anos de trabalho e poupana. A necessidade de proteo da sua vida, da sua liberdade e da sua propriedade vem antes da exigncia da punio ou recuperao do criminoso.

    Entender esta distino e a necessidade da segurana nos ajuda a lanar um novo olhar sobre a questo do armamento civil. O cidado necessita do direito ao porte de armas, mesmo que opte por no usufruir do direito ou jamais se veja forado a usar uma arma, por uma questo de opcionalidade: melhor ter a opo de usar a fora e no necessitar us-la, do que necessitar us-la e no ter esta opo. Os bancos, as transportadoras de valores, os polticos e megaempresrios (sempre bem escoltados) parecem entender a diferena entre segurana e justia, e o valor da primeira: eles protegem suas propriedades e suas vidas com homens armados e treinados profissionalmente no manejo de armas. Eles sabem o poder dissuasivo das escoltas armadas, das cercas eltricas, dos ces de guarda e sabem que, se mesmo assim algum tomar a deciso de invadir suas propriedades ou atentar contra suas vidas, no poder faz-lo sem arriscar as prprias vidas. Eles, os polticos, magistrados e milionrios, no esperam que uma pessoa mal-intencionada atue at conseguir o seu objetivo para logo ento chamar a polcia e recorrer justia. Eles no querem isso para eles, s para os cidados comuns e assalariados. S os cidados pedestres devem ter o acesso aos meios de defesa restritos, controlados e preferivelmente proibidos. S os cidados e suas famlias devem depender exclusivamente da polcia para sua proteo.

    Medidas como o desarmamento civil no so mais do que um reflexo do elitismo da nossa casta poltica, que no consegue ver o cidado comum como um igual em direitos, mas como um bruto, um brbaro incivilizado a ser educado e reformado pelo Estado, guiado pela iluminada classe poltica. A simples ideia de que um cidado armado um criminoso em potencial, deixada nas entrelinhas quando se associa de maneira mentirosa o acesso legal a armas com o aumento da criminalidade, escancara este fato. O propsito alegado do desarmamento civil reduzir a violncia, mas o seu propsito real e velado submeter o pas a uma desigualdade ainda mais abissal, que a desigualdade de acesso segurana, proteo da vida e da propriedade do cidado brasileiro.

    0 Not allowed! Not allowed!
    Processador: i5 6600k Skylake | Cooler: Cooler Master Hyper 212x | Placa me: ASRock Fatal1ty Z170 Gaming K6 | Memria: 2x Kingston HyperX Fury DDR4 8gb 2133mhz - HX421C14FB2/8 |Placa de vdeo: Gigabyte GTX 770 WindForce OC 2 GB | HD: Western Caviar Blue 1 TB - 7200 RPM - 64 mb - SATA III | Fonte: Corsair TX750w V2 | Gabinete: NZXT Source 530 Full Tower |
    Ventoinha: 9x Cooler Master SickleFlow X 120mm / 12cm - 2000 RPM | Mouse: Logitech G502 | Teclado: Logitech Deluxe Desktop PS2 | Microfone: Zalman Zm-Mic1


Informao do Tpico

Usurios Navegando pelo Tpico

Existe(m) atualmente 1 usurio(s) navegando pelo tpico. (0 membro(s) e 1 visitante(s))

Regras de Postagem

  • Voc no pode postar novos tpicos
  • Voc no pode responder mensagens
  • Voc no pode postar anexos
  • Voc no pode editar suas mensagens
  •  
  • Cdigo BB est Funcionando
  • Smilies esto Funcionando
  • Cdigo [IMG] est Funcionando
  • Cdigo [VIDEO] est Funcionando
  • O cdigo HTML est Desativado