Página 1 de 5 12345 ÚltimoÚltimo
Exibindo resultados 1 a 10 de 42

Tópico: Stranger Things

  1. #1
    The All Seeing Eye Avatar de S.Templar
    Data de Registro
    Jul/2003
    Localização
    São Paulo - Brasil
    Mensagens
    34.993
    Valeu/SFA
    Recebidos: 16.643/995
    Dados: 5.407/682

    Stranger Things

    http://riscafaca.com.br/televisao/st...hings-netflix/
    ‘Stranger Things’: Sessão da Tarde com Além da Imaginação




    O Netflix divulgou recentemente dados de uma pesquisa sobre os hábitos de consumo de seriados e dividiu os programas em dois tipos: as séries para devorar — aquelas que as pessoas veem rápido, gastando mais de duas horas por sessão à frente da TV — e as séries para saborear — as que o público assiste com calma. Segundo esse estudo, os três gêneros mais favoráveis a maratonas televisivas são, respectivamente, suspense, terror e ficção científica. “Stranger Things”, série que estreia no Netflix na próxima sexta, dia 15, foi feita sob medida para ser consumida rapidamente: é uma mistura desses três gêneros com um tiquinho de aventura.
    Nos primeiros minutos da série um garoto chamado Will chega em sua casa vazia tarde da noite e vê um vulto. Tenta ligar para alguém para pedir ajuda, mas o telefone não funciona. Ele corre desesperado enquanto o cachorro late, a porta abre sozinha e uma figura que não vemos — e, assim, é mais ameaçadora — o alcança. São cinco minutos saídos diretamente de um filme de terror. A primeira temporada da série gira em torno desse desaparecimento e das formas encontradas por cada um de lidar com isso — seus amigos, sua mãe, o irmão, o pai distante, os colegas de escola.
    É um drama familiar com uma boa dose de sobrenatural, digna de um “Arquivo X”. Enquanto a mãe (Winona Ryder), desesperada, espera que Will volte, coisas estranhas começam a acontecer na casa — luzes que piscam, telefonemas misteriosos, descargas elétricas, figuras sem rosto que dão as caras. Assim como ela, não sabemos o que aconteceu com Will, só que não é nada bom — e a série é habilidosa ao manter essa tensão no ar. Há alguns outros núcleos na história, com conexões que a princípio não entendemos muito bem: os amigos do garoto encontram no meio do mato uma menina traumatizada e misteriosa, que tem pistas a respeito do paradeiro de Will; o policial que investiga o sumiço a fundo; a irmã mais velha de um dos amigos de Will que começa a andar com a galera popular da escola; os funcionários de um departamento do governo americano. Na primeira metade da temporada, de oito episódios, há tanto mistério que chega a ser difícil dar algum spoiler — eu mesma não sei direito o que está acontecendo.


    Nesse sentido, “Stranger Things” não poderia ter encontrado casa melhor que o Netflix, com seu modelo de soltar todos os episódios de uma vez só. Ao fim de um capítulo — cada um tem em torno de 50 minutos — você se vê com tantas dúvidas que é natural optar por ver o próximo, para ver se as coisas ficam mais claras. Mas, pelo menos no início, não é isso que acontece e você entra e sai do episódio com as mesmas questões. O fato de que o capítulo seguinte está a um clique de distância faz com que a série fique mais preguiçosa ao avançar a história e tudo fique bastante lento — você não precisa de um grande acontecimento para garantir que o público continue assistindo, diferente de uma série que libera novos episódios semanalmente.
    Ter tempo para construir os capítulos da forma que quiser, sem ter que respeitar os horários da grade de televisão e os intervalos comerciais, é uma vantagem de produzir séries para serviços de vídeo on demand. Mas não é porque você pode fazer um episódio longo que seja necessário fazê-lo — séries como “Love” e “Flaked”, do Netflix, parecem sofrer do mesmo mal, com histórias que avançam lentamente demais. “Stranger Things” vai agradar quem gosta de séries como “Orphan Black” e “Wayward Pines”, mas seria melhor se tivesse um pouco mais de ritmo e se revelasse um pouco mais a cada episódio. Às vezes é um pouco frustrante passar praticamente uma hora à frente da TV para perceber que você praticamente não saiu do lugar.
    Na metade da temporada as pontas soltas são tantas que é difícil cravar se a série é boa ou ruim — se as soluções forem complicadas demais corre o risco de ficar inacessível como “Orphan Black” e se forem simples demais pode virar uma decepção anticlimática. Mas o começo é promissor, com destaque para as boas atuações do numeroso elenco infantil, cuja dinâmica remete um pouco a um filme da “Sessão da Tarde”, como “E.T.” — das bicicletas que guiam pela cidadezinha, passando pelos segredos escondidos dos adultos e pelo companheirismo na hora de colocar a amizade à frente de tudo. Com um pouco de paciência, “Stranger Things” é um bom programa para o fim de semana, para quando o tempo e a disposição em ficar deitado no sofá são grandes e a pressa em chegar direto ao ponto é pequena. É, no fim das contas, uma série perfeita para o Netflix — para o bem e para o mal.




    1 Not allowed! Not allowed!
    Intel Core i7 3960X|Asus X79 Rampage IV Extreme|2x EVGA GTX980Ti SC+ ACX2.0+ SLI|G.SKILL Ripjaws Z Series 16GB 2400 4x4GB|Corsair Hydro Series H100i w/ 4x Cougar Vortex CFV12HP Push/Pull|Samsung 840 Pro SSD 256GB + OCZ Vector SSD 256GB + HDD Western Digital 2TB Caviar Black SATA 7200 64MB Cache + HDD Western Digital 2TB Caviar Black SATA 7200 32MB Cache + HDD Western Digital 320GB Caviar Blue + 2x HDD Seagate Barracuda 300Gb|Creative Recon3D Fatal1ty Champion|Samsung S23A550H 23" + S27A550 27"|Corsair AX1200i|Cooler Master HAF-X 942|Plextor PX-LB950SA|Logitech G910 Orion Spark Keyboard|Logitech G502 Proteus Core|Razer Firefly|Nostromo Speedpad n52|Logitech Orbit AF|Scythe Kaze Master Pro|Asus RT-AC68U|Razer Leviathan|Razer Carcharias



    Templar's Machine Reloaded (New)
    Templar's Machine Turbo (Old)
    "Give me chastity and give me constancy, but do not give it yet.".

    "Se roubam de mim, é corrupção. Se roubo dos outros, é jeitinho!" - HUEzileiros

  2. #2
    Avatar de VAICE
    Data de Registro
    Dez/2007
    Mensagens
    351
    Valeu/SFA
    Recebidos: 334/15
    Dados: 353/42
    Assisti o primeiro episódio agora a tarde aqui na empresa (maldita crise ), curti muito, chegando em casa vou perder algumas horas nesta serie, parece ser promissora.

    0 Not allowed! Not allowed!

  3. #3
    Avatar de VAICE
    Data de Registro
    Dez/2007
    Mensagens
    351
    Valeu/SFA
    Recebidos: 334/15
    Dados: 353/42
    Assisti ontem o primeiro episódio, hoje tornei a assistir e já emendei o segundo com a dona patroa.

    Para quem curte suspense, terror e uma pitada de comédia é um baita seriado, eu curti, ainda mais com a cena ala Poltergeist no segundo episódio, estávamos assistindo de luz apagada, mas a dona patroa pediu para acender após a cena (mentira, fui eu).

    Fazia tempo que não sentia um friozinho na barriga após assistir algo. Tirando alguns atorzinhos ruim demais a serie é top!

    1 Not allowed! Not allowed!

  4. #4
    Avatar de barbosa
    Data de Registro
    Out/2005
    Localização
    RS
    Mensagens
    1.493
    Valeu/SFA
    Recebidos: 376/14
    Dados: 244/15
    pqp, comecei hoje e não parei de assistir.

    Trilha sonora, edição e o ar dos anos 80 matam a pau. Parece os Goonies, com um pouco de Super 8. Atores bons, alguns furos, mas no overall estou curtindo bastante.

    3 Not allowed! Not allowed!
    PC:
    Intel 266mhz 16mb Ram. Monitor fósforo verde. Mouse de bolinha.

  5. #5
    Avatar de VAICE
    Data de Registro
    Dez/2007
    Mensagens
    351
    Valeu/SFA
    Recebidos: 334/15
    Dados: 353/42
    Citação Mensagem Original de barbosa Ver Mensagem
    Esta resposta está oculta porque você está ignorando este membro. Exibir Citação
    pqp, comecei hoje e não parei de assistir.

    Trilha sonora, edição e o ar dos anos 80 matam a pau. Parece os Goonies, com um pouco de Super 8. Atores bons, alguns furos, mas no overall estou curtindo bastante.
    Boa Barbosa, tinha esquecido a trilha sonora, fantástica

    0 Not allowed! Not allowed!

  6. #6
    Avatar de VAICE
    Data de Registro
    Dez/2007
    Mensagens
    351
    Valeu/SFA
    Recebidos: 334/15
    Dados: 353/42
    Assisti o terceiro episódio, muito foda, esta serie esta me surpreendendo.

    0 Not allowed! Not allowed!

  7. #7
    LATINO dos memes Avatar de JUNAUM
    Data de Registro
    Jan/2007
    Localização
    Criciúma / SC
    Mensagens
    8.143
    Valeu/SFA
    Recebidos: 12.346/214
    Dados: 7.789/350
    Bem bacana mesmo.

    Pra quem curte Stephen King e HP Lovecraft, é um prato cheio.

    1 Not allowed! Not allowed!

  8. #8
    The All Seeing Eye Avatar de S.Templar
    Data de Registro
    Jul/2003
    Localização
    São Paulo - Brasil
    Mensagens
    34.993
    Valeu/SFA
    Recebidos: 16.643/995
    Dados: 5.407/682
    http://riscafaca.com.br/televisao/st...s-referencias/


    TELEVISÃO | 18 DE JULHO DE 2016
    As referências nostálgicas de ‘Stranger Things’

    • TEXTOFernanda Reislink="http://www.w3.org/1999/xlink" x="0px" y="0px" viewBox="0 0 18 18">







    Matt e Ross Duffer, criadores da série “Stranger Things”, que estreou na sexta no Netflix, contaram em entrevista ao site AV Club que, na hora de vender seu projeto ao serviço, mostraram um vídeo com imagens de 26 filmes, numa espécie de trailer para mostrar o que eles tinham em mente. Tinha ali trechos de clássicos do terror, como “Poltergeist” e “Halloween”, de filmes de ficção mais recentes, como “Looper”, e até da homenagem de J.J. Abrams aos filmes de sua infância, “Super 8”. É uma síntese do que é a série, uma colagem de referências — às vezes sutis, às vezes explícitas –, reconfortante para quem cresceu vendo filmes nos anos 1980 e 1990.
    Afinal, não dá pra ser mais nostálgico dos anos 90 do que escolher Winona Ryder, o ícone da década, como protagonista.
    Na série do Netflix, o garotinho Will Byers desaparece misteriosamente após passar o dia jogando com seus amigos em uma pacata cidadezinha em Indiana, nos Estados Unidos. Ao longo de oito episódios, vemos como sua família e seus amigos lidam com seu sumiço enquanto acontecimentos misteriosos vão se multiplicando. “Stranger Things” não é só uma série ambientada nos anos 80, e sim uma homenagem declarada à década. Poderia ter sido uma cópia mal feita, uma imitação barata, mas os irmãos Duffer conseguiram apelar para a nostalgia na medida certa, misturando todo tipo de influências, filtrando-as e “trazendo sua sensibilidade”, em suas próprias palavras. E se você já assistiu aos 8 episódios, separamos algumas das referências cinematográficas, musicais e estéticas da série.
    REFERÊNCIAS DO CINEMA

    Logo no primeiro capítulo fica evidente um parentesco entre “Stranger Things” e “E.T.”, de Steven Spielberg. Como em “E.T.”, a série começa com um grupo de pré-adolescentes jogando RPG; um dos protagonistas é criado só pela mãe, as crianças andam pela cidadezinha em que vivem e pela floresta em suas bicicletas; elas encontram uma criatura misteriosa, que praticamente não fala e deve ser escondida dos adultos que querem capturá-la. Em “Stranger Things” não é um alien fofo, e sim uma garotinha que cresceu num laboratório, onde foi vítima de vários experimentos científicos. Mas como o extraterrestre, a menina Eleven é fã de doces e é disfarçada com um vestido e uma peruca loira e comprida para poder circular sem chamar a atenção. Com Eleven, Mike (o líder do grupo de crianças) também descobre o amor depois de uma fase “garotas? Eca” — um pouco de “Anos Incríveis” e “Meu Primeiro Amor”, talvez?
    E.T. e Eleven depois do make-over
    Tem também um quê de “Goonies”, filme produzido por Spielberg sobre um grupo de garotos carismáticos que embarcam numa aventura bem Sessão da Tarde. São filmes que não poderiam ser feitos hoje, em tempos em que crianças pouco brincam na rua e são praticamente todas munidas de celulares. Nesses filmes dos anos 80, a que as crianças dos anos 90 cresceram assistindo, as crianças tinham muito menos supervisão e, com isso, mais liberdade e mais facilidade de se encontrarem em situações perigosas. Para faltar na escola, bastava usar o velho truque de colocar um termômetro no abajur e prometer à mãe que passaria o dia em casa debaixo das cobertas. Depois, era só sair para passear no bosque com os amigos — e ninguém saberia seu paradeiro.
    Aos temas clássicos dos filmes infantis os irmãos Duffer acrescentaram um toque de John Hughes, o rei da Sessão da Tarde (breve currículo: “Esqueceram de Mim”, “Curtindo a Vida Adoidado”, “Beethoven”). Mais precisamente de seus filmes sobre a adolescência, como “Clube dos Cinco” e “A Garota de Rosa-Shocking”. É a trama menos interessante de “Stranger Things”, pelo menos no início, mas tinha que estar presente numa homenagem aos anos 80: o triângulo amoroso entre a garota certinha, o popular meio bad boy que se redime ao se apaixonar, e o quietão zoado pela turma popular. De “As Patricinhas de Beverly Hills” a “Clube dos Cinco” a “Atração Mortal” a “Ela É Demais”, os anos 80 e 90 foram cheios de filmes de “high school” — aqueles ambientados nos corredores das escolas americanas. Nancy, Jonathan e Steve cumprem aqui esse papel.
    Cher, de “As Patricinhas de Beverly Hills” e Nancy, de “Stranger Things” nos corredores da escola
    Mas “Stranger Things” não é uma série solar, como boa parte dessas produções. É também uma série de terror. Há um pouco de “A Hora do Pesadelo”, por exemplo: quando imersa na água, Eleven consegue acessar outra dimensão, uma espécie de mundo dos sonhos. Mas como em “A Hora do Pesadelo”, o que acontece nesse mundo pode sim ter consequências no plano real. Não é porque Freddy Krueger aparece em pesadelos que ele não seja perigoso, algo como o monstro de “Stranger Things”, coisa que Eleven sabe muito bem. Nancy, aliás, é o nome da mocinha de “Stranger Things” e de “A Hora do Pesadelo” — e as duas se propõem a entrar no mundo dos sonhos para enfrentar o vilão. Como em “Poltergeist”, há uma cena de criança atraída por uma luz perigosa. A cena em que o policial Hopper digita um relatório afirmando que Will sumiu é praticamente idêntica a uma de “Tubarão”, numa homenagem explícita dos criadores. Dá pra passar o dia todo pescando pequenas referências (no Reddit, há uma discussão só sobre isso).
    Garotinhas atraídas por luz misteriosa em “Poltergeist” e “Stranger Things”
    REFERÊNCIAS NA TRILHA SONORA

    As músicas que acompanham a série ajudam um bocado a dar o peso nostálgico dos anos 80:

    The Clash, New Order, Dolly Parton e Toto tocando seu grande hit do sintetizador, “Africa”. E, falando em sintetizadores, a música de abertura da série, composta pela dupla “, filme baseado em um livro de Stephen King, ou de praticamente todos os filmes de John Carpenter, foram grandes influências em “Stranger Things” e colaboram para criar o clima tenso e nostálgico ao mesmo tempo.

    A FONTE (E O PÔSTER, CLARO)

    Se há detalhes sutis que fazem a diferença na série, a fonte escolhida para o letreiro que acompanha os capítulos também é simbólica. A ITC Benguiat foi criada em 1977, tem grande influência de Art Nouveau e aparece em alguns momentos importantes da cultura dos anos 80 e 90: ela foi a escolha para a capa de diversos livros de Stephen King, aparece na arte de “Strangeways Here We Come”, dos Smiths, e também fez parte de uma das mudanças de fonte da série “Star Trek”, já nos anos 90.
    Na primeira cena de “Stranger Things”, a fonte nostálgica.
    E, se nada disso te convenceu, este pôster pode resolver a questão. Não é preciso falar uma só palavra sobre ele, apenas sentir:



    1 Not allowed! Not allowed!
    Intel Core i7 3960X|Asus X79 Rampage IV Extreme|2x EVGA GTX980Ti SC+ ACX2.0+ SLI|G.SKILL Ripjaws Z Series 16GB 2400 4x4GB|Corsair Hydro Series H100i w/ 4x Cougar Vortex CFV12HP Push/Pull|Samsung 840 Pro SSD 256GB + OCZ Vector SSD 256GB + HDD Western Digital 2TB Caviar Black SATA 7200 64MB Cache + HDD Western Digital 2TB Caviar Black SATA 7200 32MB Cache + HDD Western Digital 320GB Caviar Blue + 2x HDD Seagate Barracuda 300Gb|Creative Recon3D Fatal1ty Champion|Samsung S23A550H 23" + S27A550 27"|Corsair AX1200i|Cooler Master HAF-X 942|Plextor PX-LB950SA|Logitech G910 Orion Spark Keyboard|Logitech G502 Proteus Core|Razer Firefly|Nostromo Speedpad n52|Logitech Orbit AF|Scythe Kaze Master Pro|Asus RT-AC68U|Razer Leviathan|Razer Carcharias



    Templar's Machine Reloaded (New)
    Templar's Machine Turbo (Old)
    "Give me chastity and give me constancy, but do not give it yet.".

    "Se roubam de mim, é corrupção. Se roubo dos outros, é jeitinho!" - HUEzileiros

  9. #9
    Avatar de VAICE
    Data de Registro
    Dez/2007
    Mensagens
    351
    Valeu/SFA
    Recebidos: 334/15
    Dados: 353/42
    Foda demais esta serie, quando falei em E.T sobre a cena que colocam peruca na Eleven, minha esposa deu risada e foi um momento de nostalgia único, repito, foda demais...

    Segue a trilha para quem quiser conferir
    Nome:  Trilha Stranger Things.jpg
Vistos: 254
Tamanho:  47,8 kB

    1 Not allowed! Not allowed!
    Última edição por VAICE; em 20/07/2016 às 17:07.

  10. #10
    Avatar de blindeco
    Data de Registro
    Abr/2006
    Localização
    Fortaleza - CE
    Mensagens
    494
    Valeu/SFA
    Recebidos: 314/10
    Dados: 62/63
    Simplesmente brilhante.. mistura perfeita de Stephen King com Spielberg. =)

    Por essas e outras que faço questão de pagar Netflix, especialmente nessa nova fase de produções próprias.

    PS: Espero sinceramente que NÃO façam uma segunda temporada. Acho impossível manter o mesmo nível.

    2 Not allowed! Not allowed!
    Intel i5-4690k / Gigabyte GA-Z97X-SLI / 4x 4Gb Kingston HyperX / 2x WD 2TB / 240Gb SSD Kingston SV300S37A / Corsair CX600W / Zotac GTX970 4Gb / Mouse Logitech G502 / Teclado Corsair K70 / Headset Corsair Vengeance 1500V2

Informação do Tópico

Usuários Navegando pelo Tópico

Existe(m) atualmente 1 usuário(s) navegando pelo tópico. (0 membro(s) e 1 visitante(s))

Regras de Postagem

  • Você não pode postar novos tópicos
  • Você não pode responder mensagens
  • Você não pode postar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •  
  • Código BB está Funcionando
  • Smilies estão Funcionando
  • Código [IMG] está Funcionando
  • Código [VIDEO] está Funcionando
  • O código HTML está Funcionando