https://contraditorium.com/2018/09/1...e-boa-noticia/
A boa notcia que todo mundo mente. A m que ningum gosta de boa notcia

Cardoso 16/09/2018
Henry Ford dizia que se fosse ouvir os consumidores tudo que eles iriam querer eram Cavalos mais rpidos. O ditado de que o cliente tem sempre razo uma imensa bobagem criada por algum que nunca trabalhou no varejo, mas o buraco mais embaixo.
As pessoas no sabem o que querem. Um bom exemplo a Apple. Steve Jobs NUNCA ouviu os consumidores. Se o tivesse feito no teramos sequer o iPod, que foi obliterado pelos fanboys antes mesmo de ser lanado, a Apple foi ridicularizada por querer entrar no ramo de hardware de msica. O resto Histria.
Uma das formas mais rpidas de fracassar basear suas decises em pesquisas que se resumem a perguntar o qu as pessoas querem. Isso vale inclusive para poltica, quando um monte de gente nos EUA simplesmente mentiu nas pesquisas e secretamente votou em Donald Trump.
fonteNa dramaturgia isso acontece bastante. A Globo sabe at quando levar em conta a opinio do pblico, sem deixar que esse dirija o espetculo. Quando isso acontece fracasso garantido, a mocinha vence no primeiro captulo, o vilo no faz maldades, nada acontece, feijoada.
Todo f de srie passa por isso, ns adoramos e odiamos a tenso sexual entre os personagens, sem entender que a graa justamente a tenso. Quando os protagonistas de Bones finalmente boned um ao outro (sorry essa piada s funciona em ingls) a srie basicamente acabou. Daquela teso ser que eles vo? virou literalmente a Bones falando de fralda e colgio.
A Gata e o Rato foi um dos seriados mais bem-sucedidos dos Anos 80, at que algum produtos brilhante teve a idia de acatar o desejo de todos os fs e deixar os personagens se pegarem. Acabou com a dinmica da srie.
Esse fenmeno das pessoas no saberem o que querem universal, e no nem hipocrisia, como nas pesquisas onde oito pessoas no Brasil inteiro usam Viagra. apenas algo que as pessoas fazem, e isso vale inclusive pra jornalismo.
Outro dia a lista secreta dos Membros VIP do Conclave de Apoiadores do Contraditorium (link no final do artigo) algum comentou sobre o negativismo dos sites de notcias. verdade, os sites tm um vis negativo, e isso vem desde antes da Internet.
J em 1914 Elbert Hubbard disse que editor o sujeito responsvel em um jornal por separar o joio do trigo, e imprimir o joio. Outro vejo ditado If it bleeds, it leads, que pode ser livremente traduzido por Se sangra, manchete.
H centenas de pesquisas envolvendo opinio de leitores de notcias, mas para retirar a opinio dos leitores da equao dois pesquisadores da Universidade McGill no Canad, Marc Trussler e Stuart Soroka criaram um experimento onde oficialmente rastreariam o movimento ocular dos leitores, mas secretamente estavam identificando quais notcias eram mais atraentes.
Universalmente todo mundo diz que gosta de boas notcias, mas quer saber? mentira. do mesmo nvel do pessoal da lacrao que finge no achar gente bonita sexualmente atraente.
O resultado da pesquisa foi taxativo: As pessoas foram direto para as notcias negativas. Principalmente as pessoas mais politizadas, nas no geral, todo mundo.
A explicao desse vis negativo bem simples: Evoluo.
Pessoas exageradamente otimistas no sobrevivem. Se algum fala que viu um tigre do lado de fora da caverna o otimista que acha que claro que no tem tigre nenhum sai e comido. O pessimista que acha que sempre tem tigre e no sai nunca, morre de fome. Quem fica na dvida e prefere esperar um pouco, sobrevive.
Quando pessoas de vrios lugares esto comentando no mercado em Ur que uma vila prxima est com a Praga, quem presta ateno no nome da vila e fica longe, tem mais chances de sobreviver do que quem no liga ou acha exagero.
Ns somos timos protegendo nossos prprios fiofs, aprendemos at a reagir de forma mais rpida a palavras negativas. Se algum grita tiro! todo mundo corre na hora, exceto no Rio, onde a gente s d de ombros. J se algum gritar Carburador! fica todo mundo ahm? qu?
Daily News front page May 8, 1995, Headline: Daily News Investigatioin DANGER NEXT DOOR 70 city companies flout toxic time bomb safeguards, Chemical factory burns after April 21 explosion in Lodi, N.J. REGGIE RAGES, Miller calls Knicks chokers as Pacers win, Reggie Miller(Photo By: New York Daily News/NY Daily News via Getty Images)Essa atrao pelas ms notcias cumpre duas funes principais: Primeiro, ela serve para que a gente identifique aonde est o perigo. A outra funo reassegurar que no somos ns ou nossos entes queridos o alvo. Dizem que tambm h um componente de schadenfreude, mas no algo que tenha aparecido em pesquisas.
As consequncias dessa preferncia por notcias ruins que acabamos vendo o mundo bem pior do que ele realmente . Um bom exemplo a percepo de criminalidade. No aqui no patropi onde a coisa t preta, mas na civilizao.
Nos EUA a criminalidade vem caindo vertiginosamente desde o comeo da Dcada de 90 (na verdade bem antes disso mas os Anos 70 foram to punk que so fora da curva), mas a cobertura da imprensa tem mantido o mesmo nmero de notcias sobre crimes, e a percepo pblica que o pas est beira do caos.
No meio disso tudo sempre surge um desavisado com uma viso Pollyanna de mundo, tipo o pessoal que quer desconstruir padres de beleza sem entender que BEBS preferem olhar pra pessoas com rostos bonitos. E gentica, filha aceita que di menos.
A proposta mais comum um hipottico jornal que s publique boas notcias, uma forma de tornar o dia melhor, dar uma carga de positividade na vida das pessoas, uma coisa linda, uma coisa odara.
A realidade que isso j foi tentado algumas vezes, com resultados idnticos. O Huffington Post, alm da Sideboob tem uma editoria Good News, onde s publicam notcias de bichinhos fofos ou coisas alegres. Vive s moscas.
Um dos casos mais recentes foi com o site de notcias russo City Reporter. Eles decidiram que durante 24 horas s publicariam notcias positivas, e mesmo se a notcia fosse ruim, achariam o melhor vis possvel, como nevasca no interrompe estradas.
Eles fizeram exatamente o que o pblico diz o tempo todo que quer ler: Notcias boas e otimistas mostrando um mundo onde h esperana e justia.
Resultado? DOIS TEROS dos leitores simplesmente desapareceram. Em um estalar de dedos.
Fontes